Moto G10 vs Galaxy M21s: quando design moderno e software limpo não compensam

Moto G10 vs Galaxy M21s: quando design moderno e software limpo não compensam

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 10 de Julho de 2021 às 12h00
Renan da Silva Dores/Montagem Canaltech

Parte da reestruturação da popular família de intermediários da Motorola, o Moto G10 chegou ao mercado com um conjunto equilibrado de especificações. Além de processador Snapdragon 460, o telefone conta com tela IPS de 6,5 polegadas, bateria de 5.000 mAh e Android 11 quase limpo, com as tradicionais modificações da empresa através do app Moto.

No entanto, o dispositivo encara forte competição no segmento de entrada, em especial de celulares da Samsung, cujo preço costuma cair rapidamente. Esse é o caso do Galaxy M21s, intermediário mais encorpado que já pode ser encontrado por valores semelhantes ao aparelho da Motorola. Diante disso, qual dos dois dispositivos é a melhor escolha? O Canaltech reúne ambos neste comparativo para te ajudar a definir a melhor opção.

Design

Ambos contam com painel em vidro e construção básica em plástico, mas o celular da Motorola oferece um visual um pouco mais moderno. O Moto G10 tem tela com bordas relativamente grossas, especialmente na base do display, e entalhe em formato de gota para abrigar a câmera frontal. O painel traseiro conta com acabamento diferenciado, com ondas que percorrem o corpo.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Moto G10 nas cores branco floral e cinza aurora (Imagem: Divulgação/Motorola)

A aparência é modesta e traz apenas o logo da Motorola no centro, que atua como leitor de impressões digitais, além de um módulo de câmeras retangular no canto superior esquerdo, onde estão localizadas as quatro câmeras traseiras. O telefone está disponível nas cores branco floral e cinza aurora.

O Galaxy M21s oferece uma tela de melhor aproveitamento frontal, com bordas finas no topo e nas laterais, e mais espessa na base, adotando um entalhe em formato de "U" para acomodar a lente de selfies.

Samsung Galaxy M21s em azul e preto (Imagem: Divulgação/Samsung)

O celular peca na traseira, no entanto, que adota um visual bem mais simples que o rival, com plástico brilhante nas cores preto ou azul, leitor de digitais oval no centro, logo da Samsung na base e módulo retangular no canto superior esquerdo, com o flash e as três câmeras.

Tela

  • Motorola Moto G10: IPS LCD de 6,5 polegadas 20:9, resolução HD+ de 1600 x 720 pixels, taxa de atualização de 60 Hz
  • Samsung Galaxy M21s: Super AMOLED de 6,4 polegadas 19,5:9, resolução Full HD+ de 2340 x 1080 pixels, taxa de atualização de 60 Hz, brilho máximo de 420 nits

Em tela, há uma vantagem significativa para o telefone da Samsung. O Moto G10 é equipado com um painel IPS LCD de 6,5 polegadas, com resolução HD+ de 1600 x 720 pixels e taxa de atualização de 60 Hz. A Motorola não detalha qual o vidro utilizado na superfície, nem o brilho máximo atingido pelo display.

O Galaxy M21s se destaca pela tela Super AMOLED Full HD+ (Imagem: Reprodução/Samsung)

O Galaxy M21s, em contrapartida, traz tela Super AMOLED de 6,4 polegadas, com resolução Full HD+ de 2340 x 1080 pixels, taxa de atualização de 60 Hz e brilho máximo de 420 nits, com proteção Gorilla Glass 3. O display do aparelho sul-coreano tem cores e contraste superiores, além de oferecer resolução mais alta, pontos importantes para quem joga ou assiste muito conteúdo pelo celular.

Câmeras

  • Motorola Moto G10: 48 MP (Principal, f/1.7) + 8 MP (Ultra wide, f/2.2, 118º) + 2 MP (Macro, f/2.4) + 2 MP (Profundidade, f/2.4) + 8 MP (Frontal, f/2.2)
  • Samsung Galaxy M21s: 64 MP (Principal, f/1.8) + 8 MP (Ultra wide, f/2.2) + 5 MP (Profundidade, f/2.2) + 32 MP (Frontal, f/2.0)

O Galaxy M21s também se mostra mais atraente quando falamos em câmeras. O aparelho da Motorola conta com câmera frontal de 8 MP, e um conjunto de quatro lentes traseiras, com sensor principal de 48 MP, ultra wide de 8 MP com campo de visão de 118º, além de duas câmeras de 2 MP para fotos macro e cálculo de profundidade.

O Moto G10 traz câmera traseira com quatro lentes e sensor principal de 48 MP (Imagem: Ivo/Canaltech)

Já o celular da Samsung oferece câmera de selfies de 32 MP, acompanhado de três lentes traseiras com sensor principal de 64 MP, ultra wide de 8 MP com campo de visão não especificado e sensor auxiliar para cálculo de profundidade de 5 MP.

O Galaxy M21s tem câmeras de maior resolução e melhor pós-processamento (Imagem: Douglas Ciriaco/Montagem Canaltech)

O dispositivo sul-coreano não apenas conta com câmeras de maior resolução, mas também oferece pós-processamento mais robusto, um dos pontos fortes dos celulares mais recentes da companhia.

Processamento e memória

  • Motorola Moto G10: Qualcomm Snapdragon 460 (4x 1,8 GHz Kryo 240 Gold + 4x 1,6 GHz Kryo 240 Silver)
  • Samsung Galaxy M21s: Samsung Exynos 9611 (4x 2,3 GHz Cortex-A73 + 4x 1,7 GHz Cortex-A53)

Apesar das similaridades, o chip da Samsung entrega vantagem considerável em desempenho. O Moto G10 vem equipado com chipset Qualcomm Snapdragon 460, chip octa-core com quatro núcleos Kryo 240 Gold (Cortex-A73) de alto desempenho rodando a até 1,8 GHz e quatro núcleos Kryo 240 Silver (Cortex-A53) de baixo consumo com clock de 1,6 GHz.

Acompanham o chip 4 GB de RAM e 64 GB ou 128 GB de armazenamento, expansível via cartão MicroSD. O modelo vendido no Brasil está disponível apenas na configuração de 64 GB.

Enquanto isso, o Galaxy M21s traz chipset Samsung Exynos 9611, mesmo utilizado no Galaxy A51. A solução octa-core conta com quatro núcleos Cortex-A73 de alto desempenho a 2,3 GHz e quatro Cortex-A53 de baixo consumo a 1,7 GHz.

Resultado do AnTuTu e Geekbench revelam que o Exynos 9611 chega a ser até 29% mais potente que o Snapdragon 460 (Imagem: Reprodução/Qualcomm)

O aparelho traz 4 GB ou 6 GB de RAM e 64 GB ou 128 GB de armazenamento, também expansível via cartão MicroSD. Assim como o rival da Motorola, o M21s brasileiro chegou ao país com a configuração mais básica, no combo 4 GB/64 GB.

Comparando as duas soluções, os clocks mais altos do Exynos ajudam a colocar o celular sul-coreana na liderança — o chip é até 29% mais potente que a plataforma da Qualcomm em benchmarks, contando ainda com uma GPU mais robusta, o que o torna uma opção mais interessante para quem busca um celular barato para jogos.

Bateria

  • Motorola Moto G10: 5.000 mAh com carregamento de 10 W
  • Samsung Galaxy M21s: 6.000 mAh com carregamento de 15 W

A bateria é o maior destaque do Galaxy M21s, que traz um tanque de 6.000 mAh, substancialmente maior que os 5.000 mAh do Moto G10. Nenhum dos aparelhos é particularmente rápido em recarga, no entanto — ainda que tenha maior potência, atingindo 15 W contra 10 W do rival norte-americano, o tempo total de recarga acaba sendo aproximadamente o mesmo pelo tanque maior do celular da Samsung.

Recursos extras

Por serem aparelhos básicos, os celulares de Motorola e Samsung não trazem uma seleção tão ampla de recursos adicionais, sendo praticamente idênticos nesse departamento. O Moto G10 conta com leitor de digitais embutido ao logo da marca na traseira, rádio FM, NFC, Bluetooth 5.0, Wi-Fi 5 Dual Band e conector P2 para fones de ouvido.

Tanto o Moto G10 quanto o Galaxy M21s trazem basicamente o mesmo conjunto de recursos extras (Imagem: Ivo/Canaltech)

Do lado da gigante sul-coreana, o Galaxy M21s também traz leitor de digitais na traseira, rádio FM, Bluetooth 5.0, Wi-Fi 5 Dual Band e conector P2 para fones de ouvido. Os dois aparelho deixam de lado o NFC, impossibilitando conexão rápida com determinados acessórios ou mesmo pagamentos por aproximação.

Moto G10 vs Galaxy M21s: qual o melhor celular baratinho?

Com tela Super AMOLED de maior resolução, câmeras mais robustas, processamento mais potente e bateria significativamente maior, o Samsung Galaxy M21s é uma escolha mais acertada que o Moto G10. O celular da Samsung peca apenas pelo design mais simples, mas entrega um conjunto mais completo quando consideramos todos os aspectos.

O preço oficial do telefone é próximo dos R$ 1.600, mas já é fácil encontrá-lo na faixa dos R$ 1.200, preço em que o Moto G10 costuma ser comercializado. É possível encontrar promoções do celular da Motorola com valores na faixa dos R$ 1.000, mas as especificações superiores do M21s valem o investimento extra, caso tenha a possibilidade de gastar um pouco mais.

E você, leitor? Acredita que a tela Super AMOLED, as câmeras mais robustas e a bateria de maior capacidade do Galaxy M21s o tornam a opção ideal, ou o design mais moderno e o software limpo do Moto G10 são a melhor escolha? Concorda com nosso veredito? Comente conosco suas opiniões!

Moto G10 vs Galaxy M21s: ficha técnica

Especificações Motorola Moto G10 Samsung Galaxy M21s
Tela 6,5" IPS LCD, HD+, taxa de atualização de 60 Hz 6,4" Super AMOLED, Full HD+, taxa de atualização de 60 Hz, brilho máximo de 420 nits
Chipset Qualcomm Snapdragon 460 Samsung Exynos 9611
Memória RAM 4 GB 4 GB ou 6 GB
Armazenamento 64 GB ou 128 GB 64 GB ou 128 GB
Câmera traseira

48 MP (Principal, f/1.7)

8 MP (Ultra wide, f/2.2, 118º)

2 MP (Macro, f/2.4)

2 MP (Profundidade, f/2.4)

64 MP (Principal, f/1.8)

8 MP (Ultra wide, f/2.2)

5 MP (Profundidade, f/2.2)

Câmera frontal 8 MP (f/2.2) 32 MP (f/2.0)
Bateria 5.000 mAh com carregamento de 10 W 6.000 mAh com carregamento de 15 W
SO Android 11 Android 11, sob a One UI 3.0
Extras Leitor de digitais na traseira, rádio FM, NFC, Bluetooth 5.0, Wi-Fi 5, conector P2, cartão MicroSD Leitor de digitais na traseira, rádio FM, Bluetooth 5.0, Wi-Fi 5, conector P2, cartão MicroSD

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.