Review Realme GT 5G | Um celular gamer bom e barato

Review Realme GT 5G | Um celular gamer bom e barato

Por Jucyber | Editado por Léo Müller | 20 de Julho de 2021 às 11h41
Ivo/Canaltech

O Realme GT 5G foi lançado para ser uma alternativa gamer com bom custo-benefício quando comparado com outros topos de linha que possuem o chipset Snapdragon 888. Dessa forma, o grande diferencial desse aparelho é o preço, caracterizando-o como um dos flagships mais baratos do primeiro semestre de 2021.

Em conjunto com esse ponto positivo, o modelo analisado pelo Canaltech é a versão com mais armazenamento interno, e possui a traseira em couro ecológico, dando um aspecto mais luxuoso para esse smartphone.

Mas, o Realme GT 5G possui outras qualidades que o fazem valer a pena? Confira na análise completa.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Prós

  • Tela de 120 Hz;
  • Ótimo desempenho para jogos;
  • Gaveta tripla de chips;
  • Conexão P2 para fones de ouvido.

Contras

  • Som mono;
  • Falta de proteção oficial contra água e poeira.

Confira o preço atual do Realme GT 5G

Design e Construção

O Realme GT 5G tem duas versões com visuais distintos para comercialização. O modelo com 128 GB de armazenamento possui a traseira em vidro, mas a fabricante preparou uma opção com mais espaço e alterações no corpo.

Isso porque a marca aplicou no verso do smartphone o acabamento em couro ecológico, em que o toque diferenciado entrega um aspecto ainda mais premium. De acordo com a Realme, o material é resistente a desgaste, rasgos e odores.

  • Dimensões: 158,5 x 73,3 x 8,4 mm (vidro) / 9,1 mm (couro)
  • Peso: 186 gramas

A moldura nas laterais é de plástico, com um botão para ligar o aparelho do lado direito e dois com foco no controle de volume à esquerda. Nessa versão analisada pelo Canaltech, além do couro, o celular tem uma faixa em plástico unificada com a moldura das câmeras.

Essa estrutura na traseira é chamativa e foi uma escolha de design desnecessária. O formato lembra a presente no OnePlus Concept, mas a posição foi diferente do aparelho conceitual da concorrente chinesa.

Conexões

Entre as conexões adicionais, o Realme GT 5G traz na lateral esquerda uma gaveta dupla, permitindo o uso de dois chips de operadora. Esse celular não tem espaço no slot para cartão de memória microSD. Por isso, escolha o armazenamento com sabedoria, pois não há como expandir espaço interno depois de algum tempo de uso.

Já na parte de baixo, temos a porta USB-C para carregamento ou transferência de dados. Há também uma conexão 3,5 mm (P2) para plugar fones de ouvido com fio, uma alternativa fora do padrão atual em grande parte dos flagships, sendo visto agora como adicional.

Conexão 3,5 mm (P2) e USB-C do Realme GT 5G (Imagem: Ivo/Canaltech)

A respeito da conectividade, o celular conta com Bluetooth 5.2, uma renovação desse padrão para dispositivos sem fio. Em relação à experiência geral, ele recebeu melhorias para proporcionar uma latência menor — influenciando no tempo de resposta entre a transmissão do sinal e o recebimento — além de aprimoramentos no alcance e no consumo energético no smartphone.

O Realme GT 5G também conta com NFC, uma tecnologia interessante para pagamentos por aproximação e outras aplicações. Porém, o grande destaque é o 5G, que oferece internet móvel mais rápida em áreas que possuem cobertura.

Infelizmente, aqui no Brasil o leilão do 5G ainda está em processo de programação, e não temos previsões concretas para quando teremos acesso à tecnologia por aqui.

Tela

O Realme GT 5G possui tela Super AMOLED de 6,4 polegadas e resolução Full HD+ de 2400x1080 pixels. Esse é o mesmo tamanho usado no modelo intermediário premium da marca, o 8 Pro, mas dá para ver que existem algumas melhorias no display que fazem diferença na visibilidade de conteúdo.

Em conjunto com essa qualidade, a empresa chinesa fez um ajuste bem-vindo na taxa de atualização do visor, o qual pode ser utilizado com 120 Hz. Dessa forma, é possível aproveitar a fluidez maior na navegabilidade, bem como nas movimentações em jogos.

Tela de 120 Hz do Realme GT 5G (Imagens: Ivo/Canaltech)

Porém, quem teme o uso rotineiro dessa frequência maior por afetar a autonomia de bateria, pode optar por manter a tela em 60 Hz ou acionar o modo automático. Com isso, o ajuste será feito pelo sistema de acordo com a necessidade do aplicativo em execução.

O aproveitamento da face frontal é superior a 85%, pois existe um espaço no canto esquerdo dedicado para a câmera de selfies, presente no entalhe em formato “Infinity-O”. Esse tipo de “furo” no display é discreto, mas pode atrapalhar em alguns games “cortando” informações em texto.

A tela de 120 Hz é um grande ponto positivo do Realme GT 5G, ajudando a destacá-lo em qualidade de imagem e fluidez. Para a faixa de preço proposta pela marca, ter esse recurso faz dele uma boa aquisição.

Configuração e Desempenho

O Realme GT 5G possui a interface Realme UI 2.0 baseada no Android 11, na qual diversos recursos do sistema operacional do Google são mesclados com as personalizações da marca. Alguns exemplos são o modo escuro, os novos ajustes de mídias e opções de permissão relacionados à segurança do usuário.

A unidade recebida pelo Canaltech possui a ROM chinesa e, por isso, não existe o português como alternativa de idioma no sistema. Por se tratar de um aparelho com foco em ser uma opção gamer de bom custo-benefício, o Realme GT 5G consegue cumprir essa promessa no uso prático. Isso porque o chipset Snapdragon 888 tem um ótimo desempenho em jogos de diferentes categorias.

Realme UI 2.0 do GT 5G (Imagem: Ivo/Canaltech)

Nesse quesito, rodar títulos como PUBG e Asphalt 9 com a qualidade gráfica no máximo é uma tarefa fácil para este aparelho. E essa qualidade é mais nítida graças a tela de 120 Hz, permitindo uma jogatina fluida.

Jogar no Realme GT 5G é uma ótima experiência, pois todos os jogos rodam no máximo sem dificuldade e com a qualidade visual superior. Para quem gosta de gastar boas horas se divertindo, ele vale muito a pena!

Apesar disso, durante os testes de estresse no 3D Mark, a exibição das imagens apresentou diversas falhas, em que a tela ficou piscando, a renderização dos ambientes não foi efetuada e alguns apagões mostraram que a GPU 660 não está bem otimizada neste aparelho.

Essa plataforma da Qualcomm tem a temperatura como um ponto negativo, no qual o celular se mantém acima dos 44° nos momentos de uso com maior exploração da velocidade e qualidade gráfica, como em testes de benchmark e jogos.

Em conjunto com a performance aprimorada, o Realme GT 5G possui o modo gamer, em que alguns recursos adicionais têm o objetivo de melhorar a experiência de jogo. Entre as opções estão os botões para silenciar notificações ou ligações, bem como o gravador de tela.

Para quem é mais curioso e gosta de saber como o hardware do celular está se saindo, existe uma área na qual são exibidas informações relacionadas com a taxa de frames em que o jogo está rodando, o uso do processador e placa de vídeo.

Em complemento ao chipset, o smartphone possui duas alternativas de memória RAM e armazenamento interno, é comercializado com 8 GB de RAM e 128 GB de espaço ou 12 GB de RAM e 256 GB de capacidade.

Segurança

Para segurança, o Realme GT 5G tem duas opções de biometria que se destacam. A principal é a leitura de digitais, é feita por meio do sensor aplicado sob a tela, com funcionamento no formato óptico.

Ele é rápido, mas não possui uma evolução para diferenciá-lo da versão implementada nos modelos intermediários. Mesmo focando em fazer o celular se destacar como topo de linha custo-benefício, a fabricante poderia ter usado o leitor com formato ultrassônico.

Como alternativa, existe o leitor facial. Contudo, esse sistema exige mais atenção no momento do uso, porque ele destrava o celular de diferentes ângulos e pode representar um risco de segurança.

Assim como já foi apontado na análise de outros modelos, como o Realme 8 Pro e C25, o GT 5G tem o mesmo defeito no uso do reconhecimento de rosto, pois ainda é necessário deslizar o dedo sob o display para entrar na tela inicial.

Câmera

O Realme GT 5G possui um módulo com três câmeras na parte traseira e mais um sensor focado em selfies na parte da frente, mostrando que a empresa está focada em dar versatilidade no momento de realizar capturas com o topo de linha.

Câmera tripla na traseira do Realme GT 5G (Imagem: Ivo/Canaltech)

Câmera Principal

A câmera principal de 64 MP com abertura f/1.8 não surpreende, pois a qualidade final das imagens é bem próxima da entregue por aparelhos intermediários premium, como o Poco F3. Quando comparado com o Galaxy S21, dá para perceber claramente a diferença na iluminação e nitidez das fotos.

Não se trata de uma câmera ruim, mas poderia ser melhor. Ele consegue ter um bom equilíbrio de cores, mas, para um aparelho que usa a plataforma Snapdragon 888 — que tem diversos aprimoramentos focados em fotografia —, as expectativas eram maiores.

Câmera ultra grande-angular

O sensor ultra grande-angular de 8 MP e angulação de 119° consegue entregar uma boa calibragem de cores, bem próxima do que é visto na câmera principal, é um bom ponto positivo.

Porém, o grande defeito desta opção de captura é a presença de sombras luminosas em fotos de prédios, e essa situação é semelhante à vista no Realme 8 Pro, indicando que a marca pode ter usado o mesmo sensor nos dois modelos de categorias distintas.

Câmera macro

A câmera macro com sensor de 2 MP é outro ponto negativo do topo de linha, porque ela tira fotos com uma resolução muito baixa para detectar os detalhes com a qualidade esperada.

Desta forma, seria ideal fazer um upgrade para 5 MP, o que já melhoraria consideravelmente os resultados. Outra opção seria remover o sensor para fotos macro de uma vez por todas.

Modo noturno

O modo noturno funciona bem, mas não é comparável com os de concorrentes da mesma categoria. Nesse aspecto, o GT 5G fica mais próximo dos intermediários premium.

Como ponto positivo, usar o modo noturno com a câmera principal ou a ultra grande-angular entrega a mesma colocação, ao contrário de alguns oponentes, nos quais há uma queda de resolução na câmera com angulação maior.

Câmera Frontal

A câmera frontal do Realme GT 5G tem 16 MP e abertura f/2.5, o que é bem abaixo do esperado para a categoria. Ela não consegue entregar fotos com boa nitidez, deixando os resultados inferiores até aos modelos intermediários simples, como o Redmi Note 10.

Porém o modo retrato funciona bem em contorno, com falhas mínimas e aceitáveis. Para fotos à noite, ele tem um destaque positivo, porque o smartphone consegue dar uma iluminação maior no rosto com a luz do display.

Vídeo

Em vídeos, o Realme GT 5G grava com resolução máxima de 4K a 60 fps, e isso é muito bom para quem tem interesse nesse tipo de uso. Felizmente o celular possui uma boa estabilização de imagem, e isso reduz o impacto de movimentos da sua mão na filmagem.

Um alerta importante é que, ao filmar em 1080p (Full HD), os movimentos fizeram o vídeo ficar com travamentos no programa de visualização pelo computador, algo que não aconteceu nos testes em 4K.

Sistema de Som

O som do celular é bom, mas poderia ser muito melhor para confrontar outros topos de linha, pois outras fabricantes estão investindo bastante e entregando alto-falantes aprimorados a cada geração.

Felizmente ele é estéreo, tendo uma separação de frequência entre as alturas de som, mas se mostrando muito mais voltado para os médios, mesmo em reproduções de músicas em que o grave possui uma presença maior.

Com a entrada P2 presente no Realme GT 5G, é possível usar alguns fones de ouvido melhores para explorar a qualidade com esse tipo de acessório, mostrando uma sonoridade ok para o uso contínuo.

Bateria e Carregamento

A bateria do Realme GT 5G possui 4.500 mAh, uma capacidade e promete até 8 horas de uso constante do smartphone. Mas, no uso prático, a autonomia fica abaixo dessa expectativa, sendo reduzida pela metade em alguns momentos.

Para entender melhor o funcionamento energético do celular e justificar esse comportamento, foram feitos dois testes. No primeiro, o celular fez a reprodução de vídeo na Netflix por 3 horas, com o brilho da tela em 50%.

O dispositivo se manteve conectado à internet WiFi o tempo todo, sem acesso à redes móveis de operadoras, registrando um gasto de 17% da bateria. Com isso, a autonomia estimada para zerar a carga seria de 17 horas, um consumo de bateria bem interessante para este tipo de uso.

O outro teste realizado foi de uso real, com o brilho do display mantido em 50%, navegando por diversos aplicativos, incluindo redes sociais, usando a câmera, jogando de maneira casual e assistindo vídeos. Para esse tipo de uso, a autonomia caiu consideravelmente, com uma média de 4 horas e 11 minutos de tela ligada.

Autonomia do Realme GT 5G (Imagem: Jucyber/Canaltech)

Concorrentes Diretos

Aqui no Brasil ainda não existem celulares topo de linha com a configuração de hardware igual à do Realme GT 5G. Entretanto, alguns modelos trazem alternativas de especificações que podem chamar a atenção e criar uma concorrência direta com ele.

O Galaxy S21 já foi citado anteriormente, e vale a pena ser mencionado de novo, pois o topo de linha da sul-coreana é uma alternativa interessante para a categoria, com câmeras bem melhores e opções de filmagem que o deixam mais completo.

A tela do aparelho da Samsung também tem taxa de atualização máxima de 120 Hz, mas a autonomia de bateria é superior, mesmo com a capacidade menor e os pontos negativos do chipset Exynos 2100.

Apesar de não ser exatamente da mesma categoria, o Moto G100 também é uma alternativa que vale mais a pena do que o Realme GT 5G, pois tem diversos recursos que dão um upgrade na experiência de uso — como o Ready For, que permite transformar o celular em um PC —, e as câmeras receberam melhorias bem-vindas nesta geração.

Quando se trata do conjunto geral, os modelos da Samsung e Motorola são melhores. Mas, levando em conta que a proposta do celular da Realme é ser focado no público gamer, ele consegue cumprir esse papel e ser superior aos dois concorrentes.

Conclusão

O Realme GT tem tudo que o usuário precisa para aproveitar o aparelho topo de linha com um preço atrativo. A performance do Snapdragon 888 chama a atenção na experiência geral de navegabilidade.

Porém, quando se trata de jogos, o modelo premium se mostra ainda mais atrativos, pois a tela Super AMOLED de 120 Hz ajuda a deixar os games mais fluidos e a opção de configurar os títulos na resolução máxima permite uma experiência de uso avançada.

A interface Realme UI ainda precisa passar por ajustes para ter uma organização melhor das ferramentas e mais opções para aproximar a usabilidade do sistema personalizado ao de empresas mais estabelecidas, como Xiaomi com sua MIUI e Samsung com One UI.

As câmeras não fazem jus ao patamar de topo de linha, ficando abaixo até dos modelos intermediários da marca. Na prática, isso pode decepcionar quem considerada o aparelho uma opção completa, indicando que ele é focado em jogos e só isso.

E a bateria poderia ser melhor, mas o chipset Snapdragon 888, em conjunto com o display na taxa de atualização máxima, afetam diretamente a autonomia do aparelho.

Apesar desses pontos negativos, o Realme GT 5G ainda é uma ótima alternativa para quem busca o desempenho bruto de um topo de linha, mas não quer gastar muito para isso.

Então, o preço cobrado em conjunto com as taxas de importação faz deste smartphone a compra ideal para quem gosta de jogar e tem interesse em usar modelos chineses.

***

Achou o Realme GT 5G interessante? Então veja o melhor preço dele no momento pelo link abaixo!

Cupons para comprar o Realme GT 5G

Para novos compradores:

  • U$8 OFF para compras acima de U$20
  • Código: canaln8

Para todos os compradores:

  • U$9 OFF para compras acima de U$99
  • Código: canalo9
  • U$5 OFF para compras acima de U$50
  • Código: canalo5

Válidos em todo o site até 30/09/2021.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.