Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

iPhone 13: comprar agora ou é melhor esperar o lançamento do iPhone 14?

Por| Editado por Léo Müller | 23 de Agosto de 2022 às 17h39

Link copiado!

Ivo Meneghel Jr/ Canaltech
Ivo Meneghel Jr/ Canaltech

Com a proximidade para o lançamento do iPhone 14 e a quantidade de rumores a respeito do aparelho, muitos usuários se perguntam se esse ainda é um momento propício para comprar o iPhone 13 ou se é melhor esperar o sucessor.

Não é novidade que a Apple consegue entregar no mercado topos de linha com um hardware mais avançado do que o esperado. E essa estratégia desafiadora da empresa proporciona uma experiência premium a longo prazo de maneira mais eficiente do que a maioria dos modelos com o sistema operacional Android.

Todavia, o histórico de aprimoramentos dos últimos anos, bem como as informações vazadas sobre o novo celular da gigante de Cupertino começam a pôr em dúvida se comprar o aparelho de 2021 um pouco antes do anúncio de seu sucessor ainda é um bom negócio, ou se esperar para ver se o preço cai mais é a melhor alternativa. Quer saber a resposta? Então, confira no texto!

Continua após a publicidade

Design de 2017 com hardware de 2021

O iPhone 13 é um smartphone que herda as poucas alterações que a Apple tem feito nos últimos anos. Em 2017, a fabricante anunciou o iPhone X com um design que ia na contramão de tudo que a marca havia lançado até então.

Isso porque o produto passava a ter a famosa “franja” denominada notch. Segundo a marca, o intuito desse novo desenho era extinguir o uso do Touch ID via botão para dar um maior aproveitamento de tela e proporcionar outro meio de segurança.

Continua após a publicidade

Essa biometria é o Face ID, que consiste na leitura do rosco com base em alguns músculos específicos para conseguir identificar que realmente é o usuário do iPhone desbloqueando o aparelho.

O tamanho desse recorte na tela era para permitir que os sensores responsáveis pelo rastreamento avançado tivessem espaço o suficiente para funcionarem sem falhas. E, desde então, esse é o modo mais seguro encontrado pela Apple para que os seus usuários pudessem se sentir mais protegidos ao inserir dados sensíveis — conta de banco, senhas etc — nos seus celulares com o iOS.

A presença nesse recorte causou estranheza quando as primeiras unidades do aparelho foram parar nas mãos dos usuários. Entretanto, com o tempo, muitos fãs da fabricante alegavam que esse formato não causava incômodo no uso diário.

Continua após a publicidade

Alterações no notch para o iPhone 13

No lançamento do iPhone 13, a Apple revelou que manteria o notch em seu flagship, mas que uma pequena alteração seria feita. Com isso, o modelo de 2021 recebeu uma redução de 20% no tamanho de seu entalhe.

Apesar de a mudança não representar a “aposentadoria” desse recorte, permitiu que o dispositivo tivesse um aproveitamento frontal mais interessante. A promessa é de que haveria mais espaço para os ícones de notificação, mas a maioria dos usuários consideram isso quase imperceptível na prática.

Outras características importantes do iPhone 13

Continua após a publicidade

É importante destacar que a tela Super Retina XDR OLED presente no iPhone 13 é de ótima qualidade. Entretanto, não representa uma evolução atrativa quando comparada ao seu antecessor iPhone 12.

Mesmo com essa repetição de especificação no painel, a fabricante comandada por Tim Cook elevou o brilho máximo padrão presente no visor de 625 nits para 800 nits. Com isso, a visualização de conteúdos em ambientes iluminados fica mais fácil.

Manter esse display não foi um erro da marca, pois existem diversas características positivas e que fazem sentido na tela desse aparelho. Por ser OLED, a junção com a tecnologia True Tone entrega como vantagem um ótimo nível de contraste para as imagens.

Além disso, as cores mais naturais do que em outros visores dá uma fidelidade atrativa para a experiência de uso. E para tal, a presença do HDR10 também aprimora a exibição de conteúdos em streaming no celular.

Continua após a publicidade

Em desempenho, o A15 Bionic é responsável pela velocidade e a qualidade gráfica entregues pelo iPhone 13. Com a litografia de 5 nm e 6 núcleos divididos em 2 para performance e 4 para eficiência, o aparelho atende às expectativas do público nesse sentido.

Por se tratar de um smartphone que foi construído com o que há de melhor na Apple para o mercado mobile, qualquer tarefa executada nele é rápida. Em jogos, o chipset é uma das melhores opções para quem prefere explorar as configurações gráficas mais avançadas dos games mais pesados do mercado.

E para melhorar, em 2021 a linha iPhone perdeu a opção com 64 GB de espeço interno. Com isso a 13ª geração do celular já vem de fábrica com a alternativa de 128 GB sendo a mais “simples” e “barata” entre as comercializadas.

Continua após a publicidade

Complementando o desempenho, a empresa disponibiliza 4 GB de RAM. Por mais que pareça um número simplório quando comparado ao visto nos celulares com Android, o sistema iOS é capaz de otimizar as tarefas com eficiência para fazer essa quantidade de memória ser o suficiente para o iPhone 13.

Câmeras mais avançadas

Felizmente, um avanço inesperado e bem-vindo veio na parte fotográfica do iPhone 13. O topo de linha recebeu em seu sensor principal o mesmo hardware que foi aplicado no iPhone 12 Pro Max.

Com isso, as configurações de estabilização para filmagem presentes no modelo mais premium de 2020 chegam ao aparelho compacto de 2021. Estou falando do Sensor Shift, que agora pode ser usufruído sem que o usuário precise gastar mais do que o necessário para tal.

Continua após a publicidade

Além disso, a câmera principal está com 47% maior entrada de luz para fotos. Essa informação volta como vantagem para o público em forma de nitidez nas imagens, pois as capturas ficam ainda mais instagramáveis.

Outro ponto positivo presente na parte de câmeras do iPhone 13 é o Modo Cinemático. Apesar de ser focado em usuários específicos, esse recurso permite que as filmagens tenham um formato de exibição que dê a sensação de ser um vídeo cinematográfico graças ao foco rápido e dinâmico.

Rumores sobre o iPhone 14

Continua após a publicidade

Apesar de não existirem muitas informações concretas sobre o iPhone 14, acredita-se que essa linha representará uma mudança significativa nos modelos da Maçã. Isso porque o dispositivo receberá sua primeira grande alteração visual desde 2017.

Felizmente, parece que a Apple conseguirá fazer uma redução coerente no notch para dar ainda mais espaço útil ao display para a visualização de informações. Para quem é apegado às notificações, isso dará mais espaço para elas, e os gamers terão melhorias na visibilidade dos dados dos jogos, que normalmente ficavam adaptados para mostrarem tudo em uma área anterior ao recorte.

Na parte de especificações, especula-se que o iPhone 14 terá 6 GB de memória RAM e opções de armazenamento interno que podem alcançar os 2 TB. Apesar de essas informações ainda serem muito vagas, os upgrades fazem sentido para o que o público espera da marca em 2022.

Continua após a publicidade

Entretanto, o preço desse novo celular em seu lançamento pode se manter ou até mesmo ser maior do que o aplicado no antecessor. Devido às mudanças nos componentes internos, faz sentido que isso seja repassado no valor do produto para o consumidor. Porém, ainda é cedo para “bater o martelo” e a verdade só será revelada no dia do anúncio dele.

Comprar o iPhone 13 ou esperar o iPhone 14 ser lançado?

Considerando todas as características positivas do iPhone 13, ele ainda é uma opção que faz muito sentido no mercado mobile, principalmente com o foco de uso a longo prazo por uma série de fatores.

Entre eles está a tela de ótima qualidade, pois proporciona uma experiência visual agradável para diferentes tipos de público. Além disso, ele tem desempenho avançado que garantirá uma usabilidade fluida por mais, pelo menos, 3 anos.

Continua após a publicidade

Outro ponto que deve ser citado é a longevidade que a Apple dá ao celular com as atualizações constantes do sistema operacional iOS. Assim como os seus antecessores, o aparelho pode ter acesso a até 5 anos de updates.

E, complementando tudo isso, as câmeras herdadas da versão mais avançada da linha iPhone 12 permitem que o uso com o foco em fotos e vídeos seja muito aprimorado, principalmente com a inserção de novos recursos via software.

Por se tratar de um topo de linha, o iPhone 13 não é um celular de fácil acesso a todos, já que o seu preço oscila sempre próximo aos R$ 5 mil. Porém, com a proximidade do lançamento de seu sucessor, o preço do produto tem subido e isso pode servir de alerta para quem está querendo comprá-lo.

Entretanto, esperar pelo lançamento do iPhone 14 pode servir para que o preço dele volte a cair, já que o novo topo de linha tomará o seu lugar nas páginas principais do site da Apple. Com isso, é interessante aguardar mais algumas semanas para comprar o iPhone 13 ao invés de pagar mais caro por ele agora ou até mesmo desembolsar mais do que o necessário pelo iPhone 14.

Se interessou pelo iPhone 13? Então confira o link que separamos para você!