Publicidade

Review Gamesir T4 Cyclone | Joysticks premium com bons preços

Por| Editado por Jones Oliveira | 07 de Dezembro de 2023 às 18h10

Link copiado!

Review Gamesir T4 Cyclone | Joysticks premium com bons preços
Review Gamesir T4 Cyclone | Joysticks premium com bons preços

A Gamesir se consolidou com produtos gamer de alta qualidade, design atraente e preço acessível. E essa fórmula de sucesso se repete nos mais novos joysticks da companhia: o Gamesir T4 Cyclone e o T4 Cyclone PRO. Lançados em setembro, eles trazem recursos premium, boa autonomia de bateria e a promessa de funcionar com qualquer plataforma.

O T4 Cyclone é a versão mais básica e com preço mais em conta. Ele vem na cor branca e com menos recursos. Já o T4 Cyclone PRO é a versão completa, que custa um pouquinho mais e traz funcionalidades extras que melhoram o gameplay.

Eu testei tanto ambos os joysticks por um bom tempo, com diversos jogos e em várias plataformas para contar para você se o T4 Cyclone e o T4 Cyclone PRO valem a pena. Vamos lá?

Continua após a publicidade

🛒Compre o Gamesir T4 Cyclone com US$ 5 de desconto no AliExpress

🛒Compre o Gamesir T4 Cyclone PRO com US$ 5 de desconto no AliExpress

Design

Continua após a publicidade

O Gamesir T4 Cyclone e o Gamesir T4 Cyclone PRO têm um design bastante sofisticado e sóbrio, sem RGB nem qualquer outra firula gamer. Eles lembram bastante os controles do Xbox e Nintendo Switch, com a mesma disposição de botões e analógicos assimétricos.

A grande diferença fica por conta de dois botões personalizáveis nas costas dos controles. Eles podem ser mapeados para clonar outros botões e não são necessariamente botões extras. Apesar da limitação, que me frustrou um pouco na hora de jogar F1 23 e Forza Motorsport, a adição é excelente para fãs de jogos de luta.

A pegada dos dois modelos se assemelha bastante ao do controle original do Xbox. Isso associado aos grips texturizados e o peso de apenas 218 gramas passa uma boa sensação de conforto, sobretudo para quem tem mãos grandes e/ou sua bastante durante as gameplays.

Continua após a publicidade

Se você gosta de jogar no celular, os dois joysticks da Gamesir têm um espaço para o encaixe de suportes. O mecanismo é simples, porém muito firme e seguro. Uma pena que o suporte em si tem de ser comprado à parte.

Apesar de compartilharem essas características, os joysticks têm algumas diferenças entre si. A começar pela cor de cada um deles: o T4 Cyclone vem na cor branca (Daybreak) e o T4 Cyclone PRO tem a coloração preta (Midnight).

Outra diferença é o padrão de botões: a versão mais básica segue o do Switch, enquanto a PRO adota o do Xbox. Por fim, a versão PRO vem acompanhada de um dongle USB que pode ser usado no PC para reduzir a latência (já bastante baixa) do controle. Particularmente, não vi necessidade de usar o acessório extra.

Continua após a publicidade

No geral, o T4 Cyclone e o T4 Cyclone PRO agradam bastante aos olhos e às mãos. Na minha opinião, eles não ficam devendo em nada às opções originais da Microsoft e Nintendo no quesito design.

Construção

O Gamesir T4 Cyclone e o T4 Cyclone PRO têm o corpo todo feito em plástico duro. O material é firme e robusto, passando uma boa segurança até mesmo para quem passa por momentos de sufoco em jogos como EA Sports FC 24.

Os analógicos são muito bem construídos e vêm com tecnologia Hall Effect, que substitui os potenciômetros padrão por campos eletromagnéticos que detectam a movimentação das alavancas. Com isso, há redução no atrito entre as partes móveis para oferecer mais precisão, zero zona morta e acabar com o problema de drift — quando o controle começa a registrar "movimentos fantasmas".

Continua após a publicidade

Outras características reforçam a ideia de que a Gamesir teve um cuidado e esmero grandes com esses gamepads. Por exemplo: os D-Pads de ambos são equipados com micro switches. Eles passam uma sensação de conforto tão grande que os direcionais se assemelham bastante aos da Nintendo — os melhores, na minha opinião — e proporcionam mais precisão e um tempo de resposta menor.

Esses mesmos micro switches foram usados nos botões de ação do T4 Cyclone PRO. Com isso, o acionamento desses botões é muito mais preciso, com um curso de pressionamento mais curto e um barulhinho agradável aos ouvidos.

Apesar de muito bem-vinda, confesso que essa característica gerou uma certa estranheza nas primeiras vezes que usei o T4 Cyclone PRO. Por isso, no começo dos testes eu acabei dando preferência ao T4 Cyclone padrão, que vem com botões de ação de membrana, comuns na maioria dos controles dos consoles. Fica aí a observação caso você opte pelo modelo PRO.

Continua após a publicidade

Os botões de ombro e gatilhos do Gamesir T4 Cyclone também receberam atenção especial. Em ambos, os botões RB e LB utilizam micro switches, enquanto os botões RT e LT são magnéticos e lineares, com sensibilidade de profundidade de pressionamento — um diferencial bem-vindo para jogos de corrida.

Na variante PRO, os gatilhos tremem conforme a vibração do controle. Ou seja: diferente do controlador original do Xbox Series, cujos gatilhos vibram de maneira independente, no T4 Cyclone PRO isso está amarrado à vibração normal do joystick.

Também é possível forçar a vibração dos gatilhos, para a funcionalidade ser ativada sempre que apertarmos os botões RT e LT — independentemente de o jogo oferecer suporte para isso ou não. E foi justamente aqui que eu percebi uma limitação desses Gamesir.

Continua após a publicidade

Com a vibração forçada ativada, pressionar dois gatilhos ao mesmo tempo faz a vibração do primeiro gatilho parar e só o segundo funcionar. Em outras palavras: o acionamento da vibração de um gatilho cancela a do outro e vice-versa.

Outra limitação dessa funcionalidade está prevista no manual do gadget. A vibração sincronizada só funciona bem no PC pelo modo Xinput e no Switch no modo Pro Controller. Em qualquer outro modo de operação, ela às vezes funciona, às vezes não.

Apesar desse pequeno "deslize", não dá para dizer que os Gamesir T4 Cyclone são mau feitos. Ambos os joysticks são robustos, têm qualidade e recursos que são vendidos como premium em outros controles no mercado.

Continua após a publicidade

Conectividade e compatibilidade

Os Gamesir T4 Cyclone se destacam pela fácil conectividade e ampla compatibilidade. Prova disso é que eles são compatíveis com PC, Nintendo Switch, iOS e Android — incluindo TV boxes e TVs com Bluetooth.

Cada uma dessas plataformas tem um modo de emparelhamento e conexão separados nos controles, com a luz do botão Home indicando a qual aparelho você está conectado:

  • Azul: Xinput (Windows ou iOS 13+)
  • Verde: Dongle (Windows)
  • Vermelho: Nintendo Switch
  • Amarelo: Android
Continua após a publicidade

Essa característica permite mudar de dispositivo sem ter de fazer um novo emparelhamento, numa transição rápida e simples. O melhor de tudo é que as configurações feitas para cada aparelho também ficam salvas, não exigindo refazê-las a cada conexão.

O PC foi a plataforma em que mais passei tempo jogando com esses joysticks. Eu usei eles conectados via Bluetooth e não notei nenhum problema de input lag. Os controles se comportaram como o acessório de Xbox One, e em todos os jogos eles funcionaram 100% e a vibração nos gatilhos da versão PRO não apresentou problemas dentro de suas limitações.

O comportamento dos Gamesir foi semelhante no Switch. Nenhuma latência, controles e gatilhos vibrando perfeitamente e uma ótima experiência no geral. Destaque para o giroscópio, que funcionou como o do Pro Controller original.

Continua após a publicidade

No Android, a conexão pode ser feita tanto pelo modo Xinput, como um controle de Xbox, quanto pelo modo Android, que acaba limitando um pouco a experiência. Apesar disso, é o modo Android que permite personalizar as configurações do joystick no Gamesir App.

No iOS a experiência foi mais satisfatória que no Android, já que a plataforma da Apple é compatível apenas com o modo Xinput. Uma vez conectados, os controles funcionaram sem qualquer ressalva — à exceção da vibração dos gatilhos, que não deu certo em nenhum dispositivo móvel.

No geral, a experiência de conectividade e compatibilidade do Gamesir T4 Cyclone e T4 Cyclone PRO foi bastante positiva. Com apenas um dos controles, o usuário pode jogar em uma ampla variedade de dispositivos sem dificuldades.

O único ponto de ressalva é no Android, compatível com dois modos de funcionamento que trazem algumas limitações e pode deixar algumas pessoas confusas.

🛒 Compre o Gamesir T4 Cyclone com 10% de desconto no site oficial

🛒 Compre o Gamesir T4 Cyclone PRO com 10% de desconto no site oficial

Aplicativo Gamesir

A Gamesir também disponibiliza um aplicativo para personalizar os T4 Cyclone. Disponível na Google Play Store e Apple App Store (não há versão para PC), é no Gamesir App que o usuário pode atualizar o firmware dos joysticks, verificar se todos os botões estão funcionando adequadamente e várias outras tarefas.

Eis uma lista completa do que é possível fazer app:

  • Atualizar o firmware dos joysticks
  • Teste de todos os botões, gatilhos e analógicos
  • Alterar layout dos botões de ação entre Xbox e Nintendo
  • Mapear botões traseiros
  • Ajustar zona morta dos analógicos
  • Inverter analógicos
  • Ajustar sensibilidade de pressionamento dos gatilhos
  • Ativar modo de gatilho rápido
  • Ajustar vibração do joystick e gatilhos

Também é possível fazer alguns ajustes pontuais, como intensidade de vibração, comportamento dos gatilhos etc, sem acessar o app. Basta aprender uma série de atalhos que vêm descritos no manual — e acredite, são vários e vai levar um tempinho até você conhecer todos.

Bateria

Tanto o Gamesir T4 Cyclone quanto o T4 Cyclone PRO vêm com uma bateria de 860 mAh que pode ser recarregada pela porta USB-C localizada no topo do joystick. Ambos os controles acompanham um cabo USB-A / USB-C curto para fazer esse recarregamento via porta USB no desktop ou notebook.

A carga de 0 a 100% é feita em aproximadamente 3 horas, tempo que pode ser abreviado com o uso de uma fonte externa plugada na tomada. Enquanto estão sendo carregados, o botão home dos controles fica piscando. Quando o carregamento é concluído, ele se apaga.

Com todos os recursos desabilitados, a bateria dos joysticks dura cerca de 14 horas em uso; com a vibração do controle e dos gatilhos habilitada, essa autonomia é reduzida para a casa das 6 ou 7 horas de uso.

A autonomia não é das melhores, mas está longe de ser a pior do mercado. O que ajuda a mitigar isso é a possibilidade de jogar com o cabo conectado ao PC enquanto o joystick recarrega. Não é o ideal, mas quebra um galho.

Experiência de uso

A maior qualidade dos Gamesir T4 Cyclone é que eles simplesmente funcionam. Não importa a plataforma em que você está jogando, basta ligá-lo e ele vai funcionar.

Isso é muito importante, pois passa segurança e confiança ao usuário, sobretudo àquele que só quer ligar o controle e jogar, sem se preocupar com ficar fazendo ajustes.

Nesse sentido, os dois controles da Gamesir funcionaram muito bem em todos os jogos que testei. No PC, o destaque ficou para F1 23 e Forza Motorsport, que exigem bastante precisão dos gatilhos e dos analógicos. Graças ao Hall Effect e a zona morta zerada, consegui extrair o melhor dos carros nas corridas, com aceleradas, freadas e curvas precisas.

No Switch, o destaque é o funcionamento do giroscópio em jogos como Mario Kart 8 e The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom. Como os jogos da Nintendo ainda usam amplamente esse recurso, aqui pude constatar que os Gamesir não ficam devendo em absolutamente nada.

No iOS, testei os Gamesir T4 Cyclone em alguns jogos de plataforma, mas foi em Castlevania: Symphony of the Night que passei mais tempo. Aqui pude testar a precisão e comportamento dos botões de ação e ver como cada versão do controle se comporta. Confesso que no começo estranhei bastante os micro switches do PRO, mas com um pouquinho de persistência me acostumei com o clique e perfil mais alto deles, que podem fazer diferença em títulos mais competitivos.

No Android, pude avaliar como os Gamesir T4 Cyclone se comportam com emuladores. Aqui a ressalva é que o ideal é parear eles com o smartphone no modo Xinput para ampliar a compatibilidade. Feito isso, os controles funcionaram muito bem com o Retroarch — a única exceção foi a vibração os gatilhos no PRO, que não funcionou.

Concorrentes

Os principais concorrentes dos Gamesir T4 Cyclone são joysticks multiplataforma com faixa de preço entre R$ 200 e R$ 300.

O Ipega PG-9099 Wolverine é a opção mais em conta, com alta compatibilidade e construção mais simples que os demais concorrentes. Apesar de não contar com botões magnéticos nem uma estrutura robusta, o modelo tem como diferencial o suporte embutido para celulares.

A própria Gamesir oferece um concorrente interessante com o G4 Pro, que traz a mesma lista de compatibilidade e alguns recursos premium, como botões de ação magnéticos, giroscópio e grips texturizados em borracha. A falta mais sentida aqui são os gatilhos e analógicos com Hall Effect, o que talvez justifique o preço mais em conta que o do Cyclone PRO.

Para quem busca por algo mais sofisticado e caro, a opção é o 8BitDo Pro 2. O joystick traz compatibilidade com SteamOS e Raspberry Pi, além de contar com opções de carcaça translúcida e os mesmos recursos premium dos T4 Cyclone, como botões traseiros personalizáveis e grip texturizado. Um grande diferencial é a bateria com duração de 20 horas.

Gamesir T4 Cyclone vale a pena?

Tanto o Gamesir T4 Cyclone quanto o T4 Cyclone PRO são ótimos joysticks e cumprem o que prometem. Eles funcionam muito bem com qualquer dispositivo, com conectividade simplificada, e proporcionam uma excelente experiência de gameplay.

O design é familiar e atrai usuários acostumados com as opções de PC, Xbox e Switch. Apesar disso, os T4 Cyclone e Cyclone PRO vão além e entregam recursos premium, que muitas vezes são vistos apenas em versões ainda mais caras dos controles originais.

Apesar de uma e outra ressalva, como o funcionamento impreciso da vibração dos gatilhos da versão PRO e os botões traseiros que são apenas clones, o Gamesir T4 Cyclone e T4 Cyclone PRO são controles de alta qualidade que têm um preço justo. Em uma realidade de controles originais que chegam a custar R$ 500, eles despontam como uma excelente opção com custo-benefício elevado.

🛒Compre o Gamesir T4 Cyclone com US$ 5 de desconto no AliExpress

🛒Compre o Gamesir T4 Cyclone PRO com US$ 5 de desconto no AliExpress