Publicidade

Qual a diferença dos notebooks Acer Nitro, Predator Helios e Predator Triton?

Por| Editado por Jones Oliveira | 23 de Outubro de 2023 às 15h30

Link copiado!

Divulgação/Acer
Divulgação/Acer
Tudo sobre Acer

A Acer é uma das principais marcas de notebooks gamer presentes no Brasil e, na BGS 2023 o Canaltech teve a oportunidade de conversar com Rafael Oliveira, gerente de produtos da Acer. Em nosso bate-papo, Rafael explicou um pouco mais sobre os laptops das linhas Nitro e Predator vendidos no país.

De forma geral, os notebooks Nitro são aqueles voltados para usuários de entrada ou intermediários. Já a linha Predator é dividida em duas outras famílias: Helios e Triton. Esses modelos já ocupam a faixa dos produtos premium e são indicados para quem quer ter performance máxima.

Acer Nitro

Continua após a publicidade

A linha Acer Nitro, principalmente com o Nitro 5, figura entre os notebooks mais populares para gamers no varejo brasileiro. O alto número de vendas tem relação com as características principais dessa linha: especificações mais reduzidas, construção em plástico, tela Full HD, opções de resfriamento menos potentes e assim por diante.

A popularidade da linha não é por acaso. Segundo Oliveira, todos os produtos lançados são debatidos antes de chegarem ao Brasil, principalmente por conta da realidade do país ser diferente.

“A gente entende que os produtos que trazemos para o Brasil precisam ser adequados à realidade brasileira e entendemos que as demandas estão mudando. Antes o cara que só jogava, agora joga e estuda, trabalha, faz edições de vídeo. Precisamos entender o que funciona no Brasil e não simplesmente trazer por trazer”, comenta Rafael.

Construção e design

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Os modelos Nitro adotam uma carcaça quase que inteiramente de plástico. O material não é ruim, mas também não pode ser comparado com soluções de alumínio, por exemplo. Em geral, os produtos passam uma boa sensação de robustez ao usuário.

Já em questões de design, a linha sempre teve a cor vermelha como destaque. Desde os primeiros lançamentos em 2017 até a revisões mais recentes, os aparelhos apostam em um misto de vermelho e preto bem cativante, mesmo que sutil nos novos laptops. Aliás, vale ressaltar que até a iluminação RGB do teclado é vermelha.

Por possuir especificações técnicas de processador e placa de vídeo mais "humildes" do que a linha Predator, os notebooks Nitro usam soluções de resfriamento mais convencionais. Os modelos não são conhecidos por esquentar demais, já que têm saídas de ar volumosas nas laterais e na traseira. Por falar em volume, o peso gira em torno de 2,5 kg, aceitável para colocar na mochila, já que se trata de uma máquina gamer.

Continua após a publicidade

Tela

A linha Acer disponível no Brasil trabalha com telas de 15,6 polegadas. O painel utilizado é do tipo IPS, que ainda traz brilho e contraste médio de 250 nits e 800:1, respectivamente. A taxa de atualização é de 144Hz, com tempo de resposta de 5ms.

Esse é um padrão médio encontrado em notebooks intermediários no Brasil. Pela faixa de preço em que estão inseridos, os laptops têm uma qualidade muito convincente para os jogadores.

Continua após a publicidade

Conectividade

Para cortar custos, os modelos Nitro apostam em uma variedade de portas e conexões mais limitada. Nas versões mais recentes já é possível encontrar portas USB-C (sem o protocolo Thunderbolt), além dos clássicos USB-A padrão, RJ45, fone/microfone e HDMI.

Performance

No Brasil, a Acer disponibiliza a variante Nitro 5 como seu carro-chefe. O modelo mais famoso acompanha processadores Intel Core ou Ryzen intermediários, geralmente como um Core i5 e Ryzen 5, além de uma placa de vídeo GeForce GTX 1650. Há opções com 8 GB e 16 GB de memória RAM e armazenamento de 512 GB SSDPCIe NVMe.

Continua após a publicidade

Versões mais recentes já trazem processadores Intel Core de 13ª geração, como o i7-13700H, mas é mais comum encontrar modelos da 10ª e 11ª geração Intel. Os usuários podem escolher entre uma GeForce RTX 3050 ou, na variante mais cara, uma RTX 4050, que esteve presente na BGS. De acordo com Rafael Oliveira, a introdução dos produtos com a RTX 4050 era uma demanda crescente dos gamers, que finalmente foi atendida.

Em geral, a linha Nitro vendida tanto na loja oficial da Acer quanto em outros varejistas brasileiros apela para o consumidor de entrada. A ideia é ser uma alternativa para os usuários que têm um orçamento mais limitado e miram em uma jogatina em 1080p, ou até mesmo profissinais, como editores de vídeo.

"Nós temos o Acer Nitro com as RTX 40, mas sabemos que é importante ter com a série RTX 30, como a RTX 3050. Então o jogador já pode habilitar o Ray Tracing, pode jogar sem travar. Mas é legal que dentro desse universo Nitro, o jogador pode escolher onde ele quer ir", ressalta o gerente de produtos.
Continua após a publicidade

Acer Predator

Em contrapartida, a linha de notebooks Acer Predator corresponde aos modelos máximos da marca. Porém, vale ressaltar uma informação importante: a companhia não necessariamente define os modelos Helios e Triton como melhores ou piores entre si. A explicação da empresa é que, dependendo da configuração, o Helios ou o Triton são considerados como as opções máximas, mas não existe consenso sobre qual é melhor ou pior.

Design e construção

A marca de laptops Predator presa por um estilo mais agressivo. Os notebooks não seguem uma linguagem visual tão predefinida quanto os Nitro, apesar que geralmente apostam na cor preta ou em tons acinzentados. No entanto, os usuários têm maior autonomia em leds RGB, espalhados pelo teclado e as vezes ao redor da carcaça.

Continua após a publicidade

Por falar na carcaça, os modelos Helios e Triton contam com um misto de plástico e metal. Certas variantes usam mais do metal do que plástico, mas é difícil precisar qual versão é melhor ou pior nesse sentido. Seja como for, esses produtos têm uma produção mais aspiracional, como o representante da Acer comenta.

Por falar nisso, o próprio sistema de resfriamento é melhorado, já que conta com a tecnologia de ventoinhas Aeroblade, capaz de melhorar o fluxo de ar. Ademais, versões mais recentes utilizam uma camada de metal líquido para gerar mais condutividade térmica.

Tela

Continua após a publicidade

O display utilizado nos Predator também não segue um padrão certo. Alguns laptops utilizam tela de 16 polegadas com resolução 1080p e taxa de atualização de 144Hz, bem similar aos Nitro. Por outro lado, variantes mais recentes e caras contam com paineis OLED, oferecendo mais brilho e contraste do que o IPS.

Além disso, o fator resolução também muda. Versões como o Triton 300 SE utilizam o padrão WQXGA (2880 x 1800 pixels), enquanto outras variantes trabalham com o Quad HD (2560x1440). O tempo de resposta é reduzido para cerca 1ms, o que é bem útil para jogadores exigentes do cenário competitivo. A tela ainda pode contar com tecnologias adicionais, como certificações avançadas da game de cores DCI-P3 e até HDR.

Conectividade

Continua após a publicidade

Os notebooks Acer Predator Helios e Triton lançados mais recentemente já trazem portas USB-C com os protocolos Thunderbolt 3 ou 4. Muitos modelos ainda têm a conexão DisplayPort para conectar em monitores com taxas de atualização mais altas, além do HDMI.

Performance

Em um pensamento lógico, a linha Predator traz um o que há de melhor em portáteis dentro do portfólio da Acer, embora não sejam máquinas tão populares quanto os Nitro.

“A marca Predator é a nossa linha aspiracional. É o que o jogador entende que é o melhor que o dinheiro pode comprar. Que o jogador pode botar o FPS lá no alto e tudo vai funcionar sem travar", finaliza Rafael Oliveira.
Continua após a publicidade

No Brasil, é possível encontrar modelos Acer Predator com processadores Intel Core de 11ª, 12ª e 13ª geração, com ênfase nos Core i7. Para placas de vídeo, os usuários encontram variantes com as GeForce RTX das séries 3000 e 4000, como as RTX 3070, RTX 4050 e RTX 4060. A tendência é que, com o passar do tempo, mais GPUs topo de linha sejam adicionadas a esses produtos no varejo nacional.

A linha Predator se configura como o que há de melhor dentro da Acer. Por consequência, os preços são bem mais altos, mas há um salto de performance muito significativo para jogadores que querem máquinas muito potentes, ou até mesmo profissionais voltados ao segmento de modelagem e desenvolvimento.