SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Google paga a Apple 36% do que ganha com anúncios no Safari

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 14 de Novembro de 2023 às 09h52

Link copiado!

Sascha Bosshard/Unsplash
Sascha Bosshard/Unsplash
Tudo sobre Google

O Google paga 36% da receita obtida com anúncios no Safari para a Apple — o valor faria parte do acordo para torná-lo o principal mecanismo de busca nos dispositivos da Maçã. A informação foi revelada em depoimento do professor da Universidade de Chicago (EUA) Kevin Murphy ao Departamento de Justiça dos Estados Unidos, como parte do julgamento das práticas anticompetitivas da Gigante de Mountain View.

Por incrível que pareça, Murphy foi chamado ao tribunal para testemunhar em nome da Alphabet Inc (proprietária do Google) e trazer a perspectiva de um expert de economia. No entanto, mencionar os números causou desconforto na própria defesa: segundo o Bloomberg, o representante principal do Google no caso, John Schmidtlein, teria ficado visivelmente constrangido ao ouvir os números, que deveriam ser confidenciais.

Google e Apple preferem que as cifras do acordo não venham ao público durante o julgamento. A empresa do buscador, inclusive, já argumentou em um processo que as informações reveladas poderiam “prejudicar a posição competitiva do Google em relação a concorrentes e outras contrapartes”.

Continua após a publicidade

Apesar de ter “assustado” a defesa do Google com os valores, Murphy argumentou que esse tipo de pagamento seria uma estratégia competitiva, não uma tentativa de monopólio: a testemunha afirmou que a Apple e outras empresas estimularam a competição entre Google e Bing para obter o melhor acordo financeiro, de acordo com informações da Reuters..

Quanto vale o acordo entre Google e Apple?

O professor da Universidade de Chicago mencionou a fatia de 36%, mas não entrou em detalhes sobre o montante financeiro desse acordo. No entanto, um relatório publicado pela consultoria Bernstein aponta que os pagamentos à Apple podem chegar a US$ 20 bilhões por ano (cerca de R$ 100 bilhões em conversão direta).

Continua após a publicidade

A Alphabet informou que teve uma receita de US$ 282,8 bilhões no balanço financeiro de 2022, nos quais US$ 162 bilhões vieram da pesquisa do Google. Não é possível obter detalhes sobre a divisão desse faturamento por dispositivo ou plataforma, mas os números já ajudam a entender o tamanho do impacto dos anúncios no buscador para a empresa.

EUA x Google

O processo Estados Unidos x Google começou em setembro deste ano e já escala para as semanas finais, de acordo com o planejamento inicial. O Departamento de Justiça do país norte-americano acusa a Gigante de Mountain View de criar um monopólio a partir de acordos de exclusividade para se tornar o mecanismo de busca padrão em dispositivos da Apple, Samsung e outras empresas.

O acordo financeiro com a Apple é uma parte crucial do julgamento, já que o Google se transformou no buscador nativo em Android e iOS e domina o segmento mobile. Caso a empresa seja considerada culpada, pode receber multas expressivas e ser obrigada a mudar as parcerias de exclusividade no segmento.

Continua após a publicidade

Várias figuras importantes do mercado já foram ouvidas pelo tribunal, como o CEO da Microsoft, Satya Nadella, o CEO do Google, Sundar Pichai, e o vice-presidente sênior de serviços da Apple, Eddy Cue.

Fonte: Bloomberg, Reuters