Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Google paga até R$ 100 bilhões para ser buscador da Apple, diz relatório

Por| Editado por Douglas Ciriaco | 11 de Outubro de 2023 às 14h55

Link copiado!

Greg Bulla/Unsplash
Greg Bulla/Unsplash
Tudo sobre Google

O Google supostamente paga entre US$ 18 bilhões e US$ 20 bilhões (cerca de R$ 90 bilhões e R$ 100 bilhões, respectivamente) por ano à Apple para exibir o mecanismo de busca como opção padrão nos aparelhos da Maçã. As informações são de um relatório da empresa de consultoria financeira Bernstein, publicadas no The Register.

Além das cifras astronômicas, a estimativa é de que os valores ocupariam uma fatia de 14% a 16% dos lucros anuais da Apple. O documento aborda as possíveis consequências para a Gigante de Cupertino caso o Google seja derrotado nos tribunais dos EUA em julgamento sob acusações de monopólio.

Continua após a publicidade

EUA x Google

O acordo entre as duas Big Techs é alvo da investigação do Departamento de Justiça do país norte-americano. O Google também é acusado de criar acordos com outras empresas, mas a parceria com a Apple é uma das mais significativas.

A corte já ouviu depoimentos de alguns nomes de peso do mercado, como o vice-presidente sênior de serviços da Maçã, Eddy Cueque ficou ao lado do Google —, e do CEO da Microsoft, Satya Nadella, que confirmou uma tentativa de tornar o Bing o buscador padrão em iPhones, iPads e outros aparelhos da empresa.

A disputa judicial ainda não tem previsão para acabar, mas consultorias e outras empresas financeiras já ficam de olho em potenciais implicações de uma derrota para o lado da Gigante de Mountain View — uma delas é o impacto bilionário nos lucros da Apple. De acordo com o relatório da Bernstein, a empresa poderia procurar outras parcerias com mecanismos de busca ou criar uma nova tela de seleção nos dispositivos.

Fonte: The Register