O que é um carro híbrido? | Como funciona, vantagens e preços no Brasil

O que é um carro híbrido? | Como funciona, vantagens e preços no Brasil

Por Felipe Ribeiro | Editado por Jones Oliveira | 15 de Dezembro de 2021 às 08h30
Felipe Ribeiro/ Canaltech

Embora não sejam mais novidades, os carros híbridos ainda geram algumas dúvidas no consumidor brasileiro, que reluta bastante na hora de comprar um desses modelos — mesmo tendo condições para isso. São veículos que, no geral, estão posicionados em segmentos de alto padrão e que oferecem aos seus compradores não apenas a vantagem de serem econômicos e menos poluentes, mas também muito bem equipados e modernos.

Com a iminente eletrificação dos automóveis em um médio prazo, os carros híbridos devem ser aqueles que as pessoas utilizarão como porta de entrada para esse novo universo. Isso deve acontecer porque, além de serem um pouco mais baratos do que os 100% elétricos, são veículos em que ainda não dependeremos apenas das baterias para o funcionamento, evitando problemas como descarregamento ou simplesmente aquele que é a maior das dificuldades quando pensamos em Brasil: infraestrutura.

O que é um carro híbrido?

Um carro híbrido é um veículo que, para se locomover, utiliza dois tipos de motorização: elétrica e a combustão. Entre os híbridos, porém, existem algumas diferenças, como os híbridos-leves, os híbridos convencionais e os híbridos plug-in. Por isso, antes de decidir comprar um carro desse segmento, é bom pesquisar bastante para não ser surpreendido. Por mais que o Brasil não seja uma referência no mercado eletrificado, existem muitas opções por aqui.

O Toyota Prius foi o pioneiro do mercado de carros híbridos no Brasil (Imagem: Canaltech)

Os híbridos-leves são aqueles em que um pequeno motor elétrico de 11 kW com tensão de 15V, 30V ou 48V que atua apenas em arrancadas e frenagens, dando ao automóvel um pouco mais de agilidade e economia de combustível. Além disso, parte da energia gerada pelo propulsor zero emissão é transferida para outras partes do veículo, como ar-condicionado, sistema de som e até mesmo para os pacotes de segurança.

Bons exemplos de carros híbridos-leves à venda no Brasil são o Mercedes C200 EQ Boost e o Land Rover Range Rover Evoque.

Os híbridos convencionais, ou full hybrid, são automóveis em que o motor elétrico já "invade" mais o funcionamento do carro e dividem a responsabilidade de locomovê-lo com o propulsor a combustão. A bateria é um pouco maior do que a instalada em variantes leves, o que proporciona, por exemplo, alguns momentos de locomoção 100% elétrica, como em velocidades baixas ou quando o carro está em velocidade de cruzeiro na estrada.

Honda Accord híbrido chegou ao Brasil em 2021 como referência no segmento (Imagem: Divulgação/Honda)

Os exemplos de carros 100% híbridos são muitos e, ao menos no Brasil, os mais procurados e vendidos são o Toyota Corolla, Toyota Corolla Cross e o Honda Accord.

Os híbridos plug-in, por sua vez, são aqueles carros que mais se aproximam de um modelo 100% elétrico. Por aqui temos baterias que passam dos 10 kWh e proporcionam a esses veículos a condição de se locomoverem por grandes distâncias e a uma boa velocidade somente com abastecimento da bateria e de seus propulsores zero emissão. Por mais que custem mais do que os demais estilos de carros hibridizados, são esses veículos que oferecem mais vantagens do ponto de vista de desempenho e economia de combustível.

Volvo XC40 é um dos principais carros híbridos plug-in do Brasil, com conforto, autonomia e tecnologia de sobra (Imagem: Divulgação/Volvo)

Os modelos que se enquadram nesse tipo de hibridização são os Volvo XC40 e S60, BMW 520e, Volkswagen Golf GTE e Mini Countryman S E.

Quais as vantagens de um carro híbrido?

A vantagem óbvia em se ter um carro híbrido é a economia de combustível. Em um país onde os combustíveis estão cada vez mais caros, contar com um veículo eletrificado não apenas ameniza os gastos de reabastecimento como também é mais benéfico ao meio ambiente no longo prazo, já que as emissões de gases são bem menores e acabam compensando a poluição na fabricação das baterias.

Para ilustrar bem essa situação, tomemos como exemplo o Toyota Corolla Hybrid, o primeiro carro híbrido-flex do mundo. Nos testes realizados pelo Canaltech, quando abastecido com o combustível de cana, o sedã fez médias de 14km/l na cidade. Já com gasolina, isso foi ainda melhor, com algo na casa dos 20 km/l. Com esse consumo, ele se coloca como um dos modelos mais econômicos do país, mais até do que carros 1.0 e subcompactos.

SUV da linha Corolla, o Corolla Cross é um ótimo exemplar de carro 100% híbrido a venda no Brasil (Imagem: Divulgação/Toyota)

Mas, além da questão ambiental e econômica, os híbridos geralmente são carros gostosos de guiar e que, em alguns casos, trazem desempenho idêntico ao de modelos considerados esportivos. Um exemplo claro é o Golf GTE, a versão híbrida plug-in do Golf GTI, um dos carros mais icônicos da montadora alemã. A variante eletrificada, por aqui, consegue ter quase a mesma performance do clássico a gasolina, mesmo pesando bem mais (1524kgs contra 1317kgs), com 0 a 100 km/h em apenas 7,6 segundos, contra 7s do 2.0 turbo.

Um dos carros mais adorados do mercado, Toyota Corolla também tem sua variante híbrida no país (Imagem: Matheus Argentoni/Canaltech)

Além de tudo isso, os carros híbridos são, geralmente, bem seguros e com bom pacote de equipamentos por estarem sempre posicionados como topos de gama de suas respectivas linhas.

Custam caro, mas valem a pena

Os carros híbridos, infelizmente, são bem caros e ainda precisam se popularizar mais no Brasil. Atualmente, os modelos mais vendidos desse segmento são os fabricados pela Toyota, mais especificamente o Corolla e o Corolla Cross, que desfrutam da boa fama da montadora japonesa em ser uma fabricante confiável e que não vai trazer dores de cabeça extras em um produto tão claro.

Em breve, outras montadoras devem lançar modelos híbridos convencionais para competir com a Toyota, casos de Kia e Volkswagen, por exemplo. Até lá, os japoneses seguirão dominando esse segmento com alguma facilidade. Um Corolla Hybrid pode ser encontrado a partir de R$ 170 mil, enquanto o Corolla Cross não sai por menos de R$ 189 mil.

Já nos segmentos mais premium, o domínio do mercado segue com a Volvo, que lidera com folga as vendas de SUVs híbridos plug-in com uma linha extremamente bem pensada e luxuosa, com o XC40, XC60 e o XC90. Por aqui, os preços podem variar de R$ 270 mil a R$ 540 mil.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.