Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

GWM revela principais rivais das três versões do Haval H6; veja quais são

Por| Editado por Jones Oliveira | 08 de Março de 2023 às 15h00

Link copiado!

Paulo Amaral/Canaltech
Paulo Amaral/Canaltech

A Great Wall Motor (GWM) chegou ao Brasil e vai colocar no mercado, a partir de abril, três versões diferentes do Haval H6, todas já vistas de perto e devidamente testadas pela reportagem do Canaltech.

A fabricante chinesa não se cansa de dizer que o modelo não foi escolhido para iniciar os negócios da marca no país à toa e que, apesar de tanto o Premium HEV quanto o Premium PHEV e o GT serem importados, eles “foram feitos por brasileiros para os brasileiros”.

A confiança no sucesso das três versões híbridas que começarão a ser entregues a partir de abril é tanta que a GWM até quebrou um protocolo comum às montadoras: ela apontou, sem mistério, quais são os principais rivais de cada uma e mostrou, com números, em que a marca aposta para derrubar cada um dos concorrentes no mercado.

Continua após a publicidade

Haval H6 Premium HEV: principais rivais

Último da família a ser anunciado, o Haval H6 Premium é um híbrido que combina um motor 1.5 turbo a gasolina com um elétrico. O carro, que será vendido por R$ 209 mil em versão única, entrega ao condutor 243cv de potência e 54 kgf/m de torque, além de prometer um consumo médio de combustível de 13 km/l em ciclo misto.

Os principais rivais do híbrido autocarregável da GWM são, na visão da montadora chinesa, o Jeep Compass S T270, o Toyota Corolla Cross XRV HEV e o Volkswagen Taos 250 TSI. Apenas o modelo da Toyota conta com a tecnologia híbrida recarregável, mas os outros dois também foram selecionados por conta de faixa de preço e posicionamento de mercado.

No embate direto com o outro híbrido da lista, o Haval H6 Premium HEV perde apenas no consumo de combustível médio (13km/l) e no preço, que é R$ 1.210 mais caro. Segundo a GWM, porém, nos demais quesitos o modelo chinês “nada de braçada” contra o japonês.

O Haval H6 supera o Toyota Corolla Cross em potência (243 cv x 140 cv), nível de direção semi autônoma (2+ x 1) e 0 a 100 km/h (7,9 segundos x 9,2 segundos). O pacote tecnológico do modelo chinês também oferece funções remotas, atualizações over-the-air e muito mais, mas o quesito não entrou no comparativo, pois não há os dados do SUV da Toyota.

Haval H6 Premium PHEV: Jeep é o maior alvo

Continua após a publicidade

O primeiro híbrido plug-in da família GWM é o Haval H6 Premium PEV. Mais caro do que o modelo de entrada (R$ 269 mil contra R$ 209 mil), o SUV tem na alça de mira dois modelos da Jeep (um deles a combustão) e, mais uma vez, um da Toyota.

Deixando de lado o Commander Limited TD 380 4x4, que é mais caro, anda menos e é mais “beberrão”, o foco vira para os dois híbridos selecionados pela GWM para o embate. E, a julgar pelos números mostrados na apresentação dos executivos, os rivais, como disse o próprio Osvaldo Ramos, CCO da marca, “terão que acordar”.

No comparativo com o Jeep Compass S Hybrid 4xe, que também é híbrido plug-in, o modelo da GWM vence em todos os pontos selecionados pela marca, desde o preço (R$ 269 mil x R$ 338,4 mil) até o tempo de garantia (5 anos x 3 anos), passando por potência (393 cv x 240 cv), torque (77 kgf/m x 27,53 kgf/m), 0 a 100 km/h (4,8 seg x 6,8 seg), autonomia no modo elétrico (170 km x 30 km), nível de ADAS (2+ x 1) e conectividade.

Continua após a publicidade

A vitória é ainda mais tranquila quando o adversário é o modelo da Toyota, o RAV4 SX Connect HEV, que custa mais de R$ 320 mil, tem o mesmo torque do Jeep e uma bateria de 1,6 kWh que alimenta o motor a combustão do SUV japonês, um híbrido convencional.

Haval H6 GT: Mais barato que os “gigantes”

A terceira e última versão do Haval H6, a GT, é também a mais robusta e, por isso, tem na alça de mira rivais de uma plataforma mais alta. Segundo a GWM, apesar de “não haver um concorrente direto” para o modelo, ele poderá “flertar” com quem, hoje, sonha com um carro premium, mas precisa de preços mais acessíveis para levar um deles para a garagem.

Os concorrentes eleitos pela cúpula da GWM para mostrar o quão poderoso o Haval H6 GT pode ser, foram o Volvo XC60 Recharge, o Audi Q5 Sportback Performance e o BMW X3 XDrive 30E X Line. Todos os três concorrentes são, assim como o modelo chinês, híbridos plug-in.

Continua após a publicidade

Em termos de preço, o Haval H6 GT é o mais barato de todos, e por muito. O modelo chinês foi anunciado por R$ 299 mil, R$ 100.950 mais barato que o Volvo. O BMW X3 custa ainda mais caro (R$ 410.950), e o outro alemão da lista chega perto do meio milhão de reais (R$ 477.990).

A diferença de preços, porém, não é refletida em desempenho, autonomia apenas em modo elétrico ou nível de automação. Somente em termos de potência na medição de 0 a 100 km/h é que um dos rivais escolhidos pela GWM supera o Haval H6 GT, já que o Volvo XC60 Recharge, com 455 cavalos (contra 393 do Haval H6 GT), faz a aceleração em 4,6 segundos, contra 4,8 do modelo chinês.

Os executivos da montadora chinesa asseguraram, porém, que a entrada do Haval H6 GT no mercado não tem a intenção de colocar a marca em um mercado premium. A ideia deles em mostrar o desempenho do SUV com pegada esportiva diante de rivais de uma prateleira tão alta é apontar que o consumidor brasileiro pode ter ao alcance um carro que oferece "desempenho, tecnologia, design e economia" por um preço mais acessível.