Publicidade

Bio-Hybrid | Stellantis fará quatro motores eletrificados no Brasil

Por| Editado por Jones Oliveira | 01 de Agosto de 2023 às 09h00

Link copiado!

Felipe Ribeiro/Canaltech
Felipe Ribeiro/Canaltech

A Stellantis anunciou nesta segunda-feira (31) o programa Bio-Hybrid, uma iniciativa que tem como principal solução o desenvolvimento e a produção de quatro motores eletrificados no Brasil, sendo três híbridos (Leve, Full e Plug-In) e um 100% elétrico. O anúncio foi feito na planta de Betim/MG, local onde esses powertrains serão fabricados.

Meses depois de anunciar que investiria pesado em soluções eletrificadas com o uso do etanol, a Stellantis decidiu dar mais detalhes do que pretende fazer no mercado brasileiro e sul-americano com seus novos propulsores. A meta de ser neutra em carbono em 2038 globalmente tem no Brasil um forte aliado.

"O Brasil está muito à frente quando pensamos na frota de carros eficientes em carbono por conta do etanol. Adicionando a eletrificação, certamente seremos mais eficientes e rentáveis, atingindo as metas mais rapidamente por aqui", disse Antonio Filosa, presidente da Stellantis para a América do Sul.
Continua após a publicidade

Para isso, os quatro motores serão fabricados no Brasil, justamente na planta de Betim, de onde saem a maior parte dos carros do grupo no momento, como Argo, Strada, Pulse, Fastback e Mobi, todos da Fiat. É bom lembrar, contudo, que todos os modelos Stellantis poderão receber esses propulsores, sejam eles aspirados ou turbinados.

"Nossa solução de eletrificação com a linha Bio-Hybrid contempla todos os motores e modelos do grupo Stellantis, sejam eles aspirados ou turbo", disse Márcio Tonani, vice-presidente sênior dos centros técnicos de engenharia da Stellantis para a América do Sul, ao Canaltech.

Quais serão os motores eletrificados da Stellantis?

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

E por falar em tirar as coisas do papel, Tonani mostrou e explicou o que fará cada um dos motores elétricos da Stellantis. Eles foram separados e nomeados pelo patamar de eficiência energética e o quanto a eletricidade vai dominar as ações.

Bio-Hybrid

O motor Bio-Hybrid será o híbrido-leve da Stellantis. Aqui, a bateria será menor do que 1kWh e o propulsor em si será de apenas 3 kW (4cv). A função da eletrificação aqui é agir no momento em que o motor a combustão mais polui, que é nos seus cinco primeiros minutos de funcionamento ou até o catalisador esquentar e mitigar os poluentes.

Continua após a publicidade

Bio-Hybrid e-DCT

A variante Bio-Hybrid e-DCT é a do híbrido mais convencional, com motor um pouco mais potente, entre 4cv e 21cv, que permite ao carro maior utilização da energia elétrica no movimento do veículo, como arrancadas e pequenos deslocamentos — além da velocidade de cruzeiro.

Aqui, o carregamento é feito pelo próprio motor a combustão e a bateria por volta de 1kWh.

Continua após a publicidade

Bio-Hybrid Plug-In

Com o Bio-Hybrid Plug-In o carro se aproximará de uma experiência mais próxima do carro 100% elétrico, com um motor zero emissão de mais ou menos 60cv trabalhando em conjunto com o propulsor a combustão. A bateria, por sua vez, tem tamanho de 12 kWh.

BEV (100% elétrico)

Continua após a publicidade

A nova geração de motores 100% elétricos da Stellantis que será feita aqui no Brasil terá capacidade de a partir de 90 kWh (122cv) e bateria de, pelo menos, 45 kWh. Para efeito de comparação, esse conjunto seria parecido com o que atualmente equipa o Peugeot e-2008, por exemplo.

Quando a Stellantis vai lançar seus novos motores?

O Canaltech apurou que a Stellantis deve finalizar os testes com os novos motores eletrificados ainda em 2023, com o lançamento do primeiro carro da "era Bio-Hybrid" acontecendo somente em 2024.