Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Review Nissan Frontier | Picape "unbreakable" ficou ainda melhor

Por| Editado por Jones Oliveira | 29 de Agosto de 2022 às 08h05

Link copiado!

Review Nissan Frontier | Picape "unbreakable" ficou ainda melhor
Review Nissan Frontier | Picape "unbreakable" ficou ainda melhor

A Nissan Frontier 2023 mudou. E para melhor. Depois de comparecer ao lançamento da picape da montadora japonesa e de se aventurar pelas matas da região de Puerto Iguazu, na Argentina, a reportagem do Canaltech teve a chance de passar alguns dias ao volante do carro. E comprovou a evolução anunciada pelos executivos no evento de abril.

Rotulada como “unbreakable” (inquebrável, na tradução para o português) pela marca, a Nissan Frontier mostrou que é mesmo, aparentemente, dura na queda. Principalmente se os desafios do dia a dia forem restritos às viagens com a família e aos passeios pela cidade, intercalados, claro, com algumas aventuras mais ousadas.

O novo modelo contou com excelentes melhorias no pacote voltado para a segurança e, com isso, acaba compensando um pouco a falta de atenção dada aos itens de conectividade e infotenimento, como a central multimídia, ainda remanescente da versão anterior.

Continua após a publicidade

Confira a análise completa da Nissan Frontier 2023, e tudo o que a picape japonesa tem a oferecer.

Conectividade & Segurança

Os dois quesitos que normalmente andam de mãos dadas não se entendem muito bem na Nissan Frontier 2023. Em termos de conectividade, falta à picape da marca japonesa GPS nativa, algo que modelos rivais, com preços mais em conta, já disponibilizam.

No campo de segurança, no entanto, a Frontier dá um verdadeiro show. As melhorias em relação às versões anteriores são muitas, e compensam a falta de atenção da marca com a conectividade propriamente dita.

O pacote de segurança conta, além dos novos faróis dianteiros, com quatro canhões em LED de cada lado, que aumentam em 20% a visibilidade no baixo e 30% no alto, com outros itens bastante interessantes, tais como:

Continua após a publicidade
  • Alerta Avançado de Colisão Frontal (PFCW);
  • Assistente Inteligente de Frenagem (FEB);
  • Alerta Inteligente de Atenção do Motorista (DAA);
  • Assistente de Altura e Intensidade dos Faróis (HBA);
  • Alerta de Ponto Cego (BSW);
  • Assistente Inteligente de Ponto Cego (BSI);
  • Detecção de Objetos em Movimento (AVM + MOD);
  • Câmera 360 graus;
  • Alerta de Tráfego Cruzado Traseiro (RCTA).

Conforto e Experiência de uso

O principal diferencial da Nissan Frontier 2023 em relação aos concorrentes que pôde ser observada no período de testes com o Canaltech foi em relação ao torque. Apesar da manutenção do motor 2.3, que não conta com a simpatia de muita gente, a faixa de entrega do torque total foi reduzida.

Isso significa que, quem precisar usar a Frontier para carregar peso ou reboque, terá todo os 45,9 kgfm de torque entregues em até 1.500 giros. Sem dúvida, um desempenho que irá agradar a quem busca por uma picape forte e robusta.

Continua após a publicidade

O motor a diesel de 190 cavalos pode até não ser o mais adequado para quem busca uma picape apenas para encarar a estrada, pois, às vezes, deixa um pouco a desejar, mas, no cômputo geral, a avaliação foi positiva, até mesmo em perímetro urbano, onde o trânsito é mais pesado.

Durante os testes com a reportagem, a Nissan Frontier apresentou um consumo aproximado de 9,1 km/l na cidade e de 12,5 km/l em perímetro urbano. Números bem interessantes, levando em conta que trata-se de uma caminhonete de grande porte.

Continua após a publicidade

Design e acabamento

O design da Frontier 2023 é, sem dúvida, o ponto alto da renovada versão da picape da montadora japonesa. O já citado conjunto óptico com os canhões em LED tornam impossível para a Frontier passar despercebida nas ruas. A grade frontal preta, presente na versão PRO 4X, é outro ponto impactante no visual.

A Frontier também passou por mudanças na traseira, igualmente iluminada por lâmpadas de LED, e que agora conta com paredes mais altas nas caçambas (5 cm nas laterais e na tampa, e 2,5 cm na região próxima à cabine). O resultado foi uma picape mais robusta e imponente.

O lado relativo ao acabamento, por sua vez, deixou um pouco a desejar. A Nissan apostou no uso excessivo de plástico duro, e isso pode ocasionar problemas com barulhos e rangidos com o passar do tempo. Apesar do expediente ser comum em picapes, a marca poderia ter emborrachado painéis e portas, ao menos na versão topo de linha.

Continua após a publicidade

Concorrentes

Em um comparativo recente feito pela reportagem do Canaltech sobre as melhores picapes à venda no mercado brasileiro, a Nissan Frontier, ainda em sua versão anterior, ficou em quarto lugar, atrás de rivais como Ford Ranger e Chevrolet S10 High Country, mas levou a melhor sobre a Toyota Hilux e a Volkswagen Amarok.

Pela experiência que tivemos, tanto no evento de lançamento, na divisa entre Brasil e Argentina, quanto no período que passamos com a Nissan Frontier da nova geração sob nossa responsabilidade, podemos afirmar que a picape apresentou melhora em vários quesitos e pode, sem dúvidas, subir no ranking em um novo comparativo.

Continua após a publicidade

Veredicto: Nissan Frontier 2023 vale a pena?

A Nissan Frontier 2023 mostrou ter força, literalmente, e um bom pacote tecnológico para bater de frente com Toyota Hilux, Chevrolet S10, Volkswagen Amarok e Ford Ranger. No campo da tecnologia relacionada à segurança, aliás, ela só não tem o piloto automático adaptativo, presente na versão Limited da rival da Ford.

Continua após a publicidade

Apesar de ainda carecer de um melhor capricho nos materiais utilizados nas portas e nos painéis, em especial na versão topo de linha, o modelo está, definitivamente, na briga por uma boa posição entre as melhores picapes do Brasil.

A Frontier é oferecida atualmente em seis versões: S 4x4 MT, SE 4x4 AT, Attack 4X4 AT, XE 4x4 AT, Platinum 4x4 AT e PRO 4X 4x4 AT. As duas últimas são topo de linha, e diferenciam-se apenas por algumas mudanças no visual.

A Nissan Frontier utilizada para este review foi gentilmente cedida pela Nissan do Brasil à reportagem do Canaltech.