Facebook ainda domina mercado de apps no Brasil, mas já vê rivais no retrovisor

Facebook ainda domina mercado de apps no Brasil, mas já vê rivais no retrovisor

Por Alveni Lisboa | Editado por Douglas Ciriaco | 06 de Agosto de 2021 às 15h47
Andrew Mantarro

O Brasil tem mesmo um gosto peculiar em todos os sentidos: desde a pizza de estrogonofe até os aplicativos instalados no celular. Estudo realizado pela RankMyApp, empresa especialista em inteligência de marketing para mobile, revelou quais foram os apps mais procurados no primeiro semestre de 2021 no país. As informações retratadas foram captadas do banco de dados da empresa e fazem parte de uma amostra de mercado analisada, sem representar a totalidade do território brasileiro.

A pesquisa buscou analisar os programas com maior demanda de usuários em solo brasileiro nas seguintes categorias: Comer e Beber, Finanças, Educação, Entretenimento, Social e Compras, na Play Store e na App Store. Em várias categorias, os resultados foram mais que esperados, enquanto em outras há algumas surpresas bem interessantes.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Começando pela categoria de redes sociais, o Facebook ainda é o líder na loja do Google, seguido por TikTok, Twitter e Instagram — o que é uma surpresa, tendo em vista a popularidade da rede de fotos. Na oitava colocação, o desconhecido Helo, que mistura TikTok com WhatsApp, surge no top 10.

Já na App Store, os mensageiros ditam o ritmo social: WhatsApp, Telegram e Discord ocupam o pódio, respectivamente nas primeira, segunda e terceira colocação. Ferramentas complementares do Instagram também estão na lista, mas o app original nem figura top 10.

No setor de alimentação, o resultado mais surpreendente talvez seja o aplicativo do McDonalds superando em buscas serviços tradicionais de delivery, como iFood, Uber Eats e 99 Food. As novidades ficam por conta do ainda jovem Zé Delivery, focado na distribuição de bebidas, e do aiqfome, comprado pelo Magazine Luiza há poucos dias.

Mais exclusividades brasileiras

O segmento de compras também tem na ponta um app menos conhecido da população: o SHEIN é o líder de buscas em ambas as lojas. Mercado Livre, Shopee, Magazilne Luiza, Americanas e Ali Express estão presentes em ambas as listas e apenas revezam suas posições. A gigante OLX, curiosamente, não está na ranking da loja do Google, mas aparece em quinto na rival.

No segmento de apps de compras, não há muita variação no Android (foto) ou iOS (Imagem: Divulgação/RankMyApp)

Já no entretenimento, a divergência é um pouco maior. Na loja do Android, Netflix, Google Play Games e Disney+ são os campeões de busca, mas no iOS o Globoplay ocupa a liderança. Amazon Prime e Pluto.tv estão nas duas listas e quase nas mesmas posições. Com mais liberdade para apps, o Android tem alguns aplicativos de filmes piratas entre os mais baixados, algo que é vetado pela Apple.

Os setores de finanças e educação são os mais similares nas duas plataformas. No primeiro caso, o aplicativo da Caixa, o Nubank e o PicPay fazem o pódio em ambos os sistemas operacionais. Quando o assunto são apps educativos, o Duolingo, o Brainly, o Google Classroom e o Passei Direto também compartilham espaços nas listas. O Duolingo é o líder absoluto de procura, com a primeira colocação em abas as plataformas.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.