10 recursos pouco populares, mas interessantes, do Windows 10

Por Joyce Macedo
photo_camera Divulgação

Os novos recursos do Windows 10 foram amplamente divulgados antes mesmo do mais recente sistema operacional da Microsoft ser lançado para os consumidores finais. Entre as novidades que se destacaram podemos listar os desktops virtuais, a assistente virtual Cortana, o navegador Edge, o retorno triunfal do menu Iniciar e os aplicativos multiplataforma.

Porém, saiba que o Windows 10 não se resume "apenas" a isso; existem outros recursos e melhorias muito interessantes que por algum motivo acabaram menosprezados por muitos. Confira algumas dessas ferramentas que merecem a sua atenção:

1. Impressora PDF nativa

Desde o lançamento do Windows Vista, a Microsoft introduziu a opção de transformar um documento em arquivo, mas o grande problema é que a empresa de Redmond ficou esse tempo todo obcecada em empurrar para os usuários seu formato proprietário XPS. Nem precisamos dizer que não colou.

Atualmente, a grande maioria das pessoas ainda recorre a programas de terceiros para gerar arquivos em PDF, mas isso pode mudar com a chegada do Windows 10. Isso porque a empresa resolveu adicionar uma impressora chamada "Microsoft Print to PDF", que já vem instalada no sistema. A novidade permite imprimir um documento em PDF a partir de qualquer lugar do Windows, tudo sem a necessidade de instalar outros softwares.

O procedimento não tem nenhum segredo: se você sabe como imprimir uma cópia de um arquivo em papel, já sabe como criar um PDF. Basta abrir o arquivo que deseja transformar em PDF em um aplicativo do Windows que possua a opção "Imprimir". Na caixa de diálogo de impressão procure por "Microsoft Print to PDF" no campo "Nome" da impressora e clique em "Imprimir". Por fim, clique em OK, dê um nome ao arquivo PDF e salve-o no local desejado.

Microsoft PDF

Imagem: Captura de tela / Joyce Macedo

2. Buscar arquivos com o OneDrive

Com o OneDrive disputando a preferência dos usuários com ferramentas amplamente utilizadas como Dropbox e Google Drive, o serviço de armazenamento na nuvem da Microsoft largou atrasado na competição. Porém, o OneDrive mudou muito desde o seu lançamento e chegou até a oferecer armazenamento ilimitado para seus usuários no ano passado.

O lançamento do Windows 10 também marcou a chegada de novidades no serviço, como o retorno da ferramenta de busca inteligente de arquivos no computador. No Windows 8.1, não era possível obter os arquivos em um computador com essa versão do sistema operacional. Basicamente, é possível usar um computador executando o Windows 8.1 para buscar arquivos que estão em outro computador, mas não é possível buscar arquivos que estão em um computador executando o Windows 8.1, mesmo se o usuário instalar o aplicativo do OneDrive.

Agora, com o Windows 10 é possível utilizar o recurso de busca de arquivos para acessar todos os arquivos do seu computador em outros dispositivos. Na primeira vez que você utilizar o aplicativo do OneDrive no seu PC, o app irá perguntar se deseja habilitar o recurso de busca; basta assinalar essa opção e concluir a configuração do OneDrive.

OneDrive busca

Imagem: Captura de tela / Joyce Macedo

Porém, se você passar batido por essa etapa, basta clicar com o botão direito do mouse no ícone do OneDrive na área de notificação do seu PC. Em seguida, clique em "Configurações" e, na guia "Geral", selecione a opção "Deixe-me usar o OneDrive para buscar qualquer um dos meus arquivos no PC". Em seguida, reinicie o aplicativo do OneDrive para concluir o processo.

OneDrive config

Imagem: Captura de tela / Joyce Macedo

Algumas observações importantes sobre o uso do recurso de busca de arquivos do OneDrive:

  • Você pode usar um Mac para buscar arquivos que estejam em um computador executando o Windows, mas não pode buscar arquivos que estejam em um Mac.
  • Se a configuração de busca de arquivos não estiver disponível, talvez ela esteja bloqueada por uma Política de Grupo – algo comum em ambientes corporativos. Entre em contato com o administrador da rede para saber mais.

3. Temporizador na ferramenta de captura de tela

A Ferramenta de Captura nativa do Windows é muito útil e prática, pois nos permite obter imagens e recortes da tela do PC com poucos cliques. A ferramenta é uma velha conhecida dos usuários, mas a novidade é que no Windows 10 ela ganhou um "plus" muito interessante: um recurso chamado "Atraso".

Trata-se de um temporizador quer permite ao usuário definir um espaço de tempo entre 1 e 5 segundos antes que a captura de tela seja obtida. Antes, era preciso utilizar ferramentas de terceiros para ganhar um pouco de tempo antes de obter uma nova captura.

Para encontrar a Ferramenta de Captura no seu PC, digite "Ferramenta de Captura" na caixa de pesquisa do Windows 10 e abra o aplicativo. Para tirar um print da tela, basta clicar na seta ao lado do botão “Novo” e selecionar entre as opções “Recorte de Formato Livre”, “Captura Retangular”, “Captura de Janela” ou “Recorte de Tela Cheia” na lista e selecionar a área da tela a ser capturada.

Caso você preciso de mais tempo antes do clique, o novo temporizador está indicado pela palavra “Atraso”. É só clicar na seta ao lado do recurso para escolher o tempo de espera antes que a captura seja obtida e, em seguida, clicar em “Novo”.

Ferramenta de captura

Imagem: Captura de tela / Joyce Macedo

4. Atalhos de teclado no Prompt de Comando

O Prompt de Comando é um recurso do Windows que oferece um ponto de entrada para a digitação de comandos do MS‑DOS e outros comandos do computador. O mais importante é o fato de que nele você pode executar tarefas no computador sem usar a interface gráfica do Windows. No Windows 10, essa ferramenta tão antiga ganhou uma série de novos recursos úteis, incluindo suporte para atalhos de teclado, como o Ctrl + C e Ctrl + V.

Para testar a novidade, procure pelo Prompt de Comando na barra de pesquisa do Windows 10, localizada na parte inferior da área de trabalho, e clique no aplicativo. Na versão final do Windows 10, essas melhorias no prompt são ativadas por padrão, mas você pode conferir se elas estão habilidades clicando com o botão direito sobre a barra de título do Prompt e, em seguida, selecionando "Propriedades".

Prompt de comando Win10

Imagem: Captura de tela / Joyce Macedo

Desmarque a opção "Usar console herdado" e certifique-se de que as caixas destacadas a seguir estão selecionadas antes de clicar em "OK".

Prompt de comando Win10

Imagem: Captura de tela / Joyce Macedo

Após certificar-se de que os novos recursos do controle estão ativos, é só testar os novos atalhos:

  • Ctrl + C : copia o texto selecionado para a área de transferência.
  • Ctrl + V: cola o texto.
  • Ctrl + A: seleciona todo o texto.
  • Alt + F4 : fecha a janela do prompt de comando.
  • Shift + Esquerda / Direita / Cima / Baixo: move o cursor para a esquerda ou direita de um caractere, para cima ou para baixo de uma linha, selecionando o texto.
  • Ctrl + Shift + Esquerda / Direita: move o cursor uma palavra para a esquerda ou para a direita, selecionando a palavra.
  • Shift + Home / End: move o cursor para o início ou fim da linha atual selecionando o texto.
  • Shift + Page Up / Page Down: move o cursor para cima ou para baixo de uma tela, selecionando o texto.
  • Ctrl + Shift + Home / End : move o cursor para o início ou fim, selecionando o texto.
  • Ctrl + Cima / Baixo: move uma linha para cima ou para baixo na história do Prompt.
  • Ctrl + Page Up / Page Down: move uma página para cima ou para baixo na história do Prompt.
  • Ctrl + F: abre uma caixa de diálogo "Pesquisar" para pesquisar palavras e caracteres no Prompt de Comando.
Prompt de comando Win10

Imagem: Captura de tela / Joyce Macedo

5. Configurações nativas de touchpad de precisão

O Windows 10 também trouxe uma série de melhorias no que diz respeito às configurações de notebooks com touchpad de precisão. Antes, a maioria dos recursos só era acessível e configurável em ferramentas de configuração específicas do fabricante de cada dispositivo. Agora, a Microsoft tornou essa opção nativa no Windows 10.

Os touchpads de precisão vêm com várias configurações que geralmente não estão incluídas nos outros touchpads. Por exemplo, você pode rolar a página passando o dedo a partir das bordas esquerda ou direita, ou inverter a direção de rolagem. Alguns dos novos gestos adicionados pela Microsoft no Windows 10 incluem:

  • Deslizar com três dedos para cima para abrir a visualização de tarefas e ver todos os aplicativos abertos.
  • Deslizar com três dedos para baixo para visualizar a área de trabalho.
  • Deslizar com três dedos para a esquerda ou para a direita para mudar entre aplicativos abertos. Deslize os dedos lentamente pelo touchpad para percorrer todos os aplicativos.

Para verificar se você possui um touchpad de precisão e usufruir dos recursos citados, basta ir até o Menu Iniciar > Configurações > Dispositivos e procurar pela opção "Mouse e touchpad", localizada no lado esquerdo da janela.

Configurações Windows 10

Imagem: Captura de tela / Joyce Macedo

A Microsoft começou a adicionar suporte para algumas opções de gestos do touchpad de precisão no Windows 8, mas as opções do Windows 10 parecem muito mais abrangentes e incluem alterações e melhoramentos.

6. Rolar janelas inativas

O Windows 10 traz uma opção que permite rolar aplicativos inativos quando o usuário passar o mouse sobre eles. Isso permite que você mova o cursor do mouse sobre um aplicativo em segundo plano – mesmo se ele não estiver focado – e utilize o botão de rolagem do mouse ou o touchpad do computador para movimentar ou excluir o app em segundo plano.

Windows 10

Imagem: Captura de tela / Joyce Macedo

7. Melhorar a exibição no monitor

O Windows tem a capacidade de escolher as melhores configurações de vídeo para o seu computador de acordo com o monitor. Porém, o Windows 10 apresenta uma melhora no sistema de configuração de exibição no monitor trazido pelo Windows 8. Agora, você pode definir uma escala de DPI para cada monitor conectado ao PC. Isso quer dizer que se você tiver um dispositivo de alta resolução, como o Microsoft Surface, e um monitor externo de baixa resolução, você pode dar a cada um deles o seu próprio nível na escala de DPI. Antes, todos os monitores conectados compartilhavam a mesma configuração de escala de DPI.

Para realizar essas alterações, vá até o Menu Iniciar > Configurações > Sistema > Tela. Se você tiver vários monitores conectados, você poderá definir um nível diferente para cada um deles.

Display Windows 10

Imagem: Captura de tela / Joyce Macedo

Essa interface só permite que você altere o tamanho do texto, dos aplicativos e de outros itens. Se precisar de mais opções, clique na opção "Configurações de vídeo avançadas" para configurar resolução das telas, calibrar as cores, verificar o dimensionamento avançado de texto e outros itens, entre outros.

Display Windows 10

Imagem: Captura de tela / Joyce Macedo

8. Sideload de aplicativos da Windows Store

A instalação e execução de qualquer software não certificado em determinados dispositivos é conhecida como sideloading de apps. O sideload de aplicativos é algo que a maioria das pessoas associa com smartphones e tablets, mas o Windows 10 pode mudar essa visão.

O novo sistema operacional marca uma grande mudança na filosofia do Windows 8. Na nova versão do sistema operacional, você está livre para fazer sideload dos seus próprios aplicativos universais de fora da loja Windows – da mesma forma, você também pode fazer sideload de aplicativos em um telefone ou tablet Android.

No Windows 8, a Microsoft "copiou" o modelo adotado pela Apple no iPad e no iPhone, forçando os usuários a baixar apenas aplicativos que passaram pela curadoria da empresa. O Windows 10 traz de volta a liberdade dos PCs, permitindo que os usuários baixem aplicativos de onde quiserem.

O interessante é que essa opção não está escondida nos confins do sistema operacional. Basta alguns cliques para habilitar o modo de desenvolvedor e liberar o sideload de aplicativos. O recurso está localizado nessa parte das configurações, pois é muito utilizado por desenvolvedores que aproveitam para testar seus aplicativos antes de liberá-los para o público, mas não há nada que o impeça de utilizar o sideload do Windows 10.

Se quiser baixar aplicativos de fontes fora da Windows Store, vá até o Menu Iniciar > Configurações > Atualização e segurança. Selecione a opção “Sideload de aplicativos”. Se você preferir, também pode optar pela opção "Modo de desenvolvedor" para desbloquear ainda mais opções extras. Se você mudar de ideia a qualquer momento, você pode facilmente voltar ao modo normal, selecionando a opção "Não usar recursos de desenvolvedor".

Windows 10 dev

Imagem: Captura de tela / Joyce Macedo

É importante lembrar que, tecnicamente, é errado fazer download de qualquer aplicativo fora das lojas oficiais, como a Windows Store. Isso envolve uma série de riscos de segurança, como o recebimento de malwares, ransomwares e assim por diante. Portanto, antes de ativar a opção de sideload de apps, pense bem.

9. Atalho rápido para o Explorador de Arquivos

O Explorador de Arquivos do Windows (antigo Windows Explorer) ajuda os usuários na organização de arquivos e pastas no OneDrive, computador e na rede. Desde o Windows 8, o recurso recebeu diversas novidades e no Windows 10 ele ganhou um acesso rápido por meio do novo Menu Iniciar.

Explorador de Arquivos

Imagem: Captura de tela / Joyce Macedo

Esse atalho oferece acesso a pastas e arquivos usados com frequência recentemente; uma grande ajuda para os usuários menos experientes que não conseguem encontrar arquivos importantes rapidamente, eliminando a frustração de cavar todo o sistema atrás do documento.

Explorador de Arquivos

Imagem: Captura de tela / Joyce Macedo

Mas se você prefere a exibição padrão na janela do Explorador de Arquivos, basta abrir o aplicativo, clicar em "Arquivo" e, em seguida, "Alterar opções de pasta e pesquisa". Na guia "Geral", clique na seta ao lado da opção "Abrir o Explorador de Arquivos" (que estará configurado como "Acesso Rápido") e altere para "Meu computador".

Explorador de Arquivos

Imagem: Captura de tela / Joyce Macedo

10. Gravação de telas e games

Uma das novidades mais legais do Windows 10 é a chamada Barra de Jogos, que permite a gravação de vídeos de gameplay e também a captura de screenshots graças ao recurso Game DVR. As configurações para essa ferramenta estão disponíveis no aplicativo nativo do Xbox.

Apesar de ser destinado aos games, o recurso pode ser usado para capturar vídeos de outros aplicativos e programas em seu desktop. Isso quer dizer que você “ganhou” um gravador de tela nativo que pode ser utilizado por meio de um atalho rápido no teclado.

Para visualizar a barra de jogos basta apertar a tecla do Windows + G e – após você confirmar que está entrando em um jogo e deseja abrir a barra de jogos – ela aparecerá na barra de tarefas do seu PC.

Barra de jogos

Imagem: Captura de tela / Joyce Macedo

Para iniciar ou parar a captura de clipes e screenshots com o Game DVR basta usar o atalho Win + ALT + R. Já a gravação em plano de fundo/background pode ser ativada usando Win + ALT + G, e a captura de screenshots por Win + ALT + PrtScr. Depois de conseguir as imagens desejadas, o aplicativo Xbox pode ser utilizado para ajustar seus clipes e compartilhá-los (ou não) na Xbox Live para que seus amigos possam ver.

Barra de jogos

Imagem: Captura de tela / Joyce Macedo

Quer ver mais algumas dicas do Windows 10? Confira também:

Fonte: How to Geek

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.