Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Novos iPad Pro e Air com 5G não suportam chips SIM físicos

Por| Editado por Wallace Moté | 08 de Maio de 2024 às 09h00

Link copiado!

Reprodução/Apple
Reprodução/Apple
iPad Pro (2024) 13"

Seguindo a aposta que iniciou com a linha iPhone 14 nos EUA, a Apple removeu a bandeja de chips SIM físicos dos novos iPad Pro e iPad Air com conexão 5G. A diferença desta vez é que a mudança parece ter impacto global, com os tablets adotando o chip virtual eSIM como método de conexão em todos os países — inclusive no Brasil. Apesar de oferecer vantagens, a novidade requer atenção a alguns pontos na hora da compra.

Revelados no evento "Let Loose" nesta terça-feira (7), os novos iPad Pro e Air 2024 trazem um número considerável de modificações, com o destaque indo para a chegada de tela OLED aos modelos Pro e a adição de uma variante de 13 polegadas à série Air.

Como é costume da Apple, há pequenos ajustes que não foram discutidos na apresentação, com um deles exigindo atenção dos usuários: a remoção da gaveta de chips SIM nas opções com conectividade 5G, substituída pela adoção do eSIM.

Continua após a publicidade

A estratégia não é uma novidade para a Maçã — desde o iPhone 14, lançado em 2022, a companhia focou no eSIM em seus aparelhos vendidos nos EUA, trabalhando em parcerias com as operadoras locais para ampliar o uso da solução entre os consumidores. Com isso dito, a diferença desta vez é que a troca da gaveta pelo eSIM foi feita em todo o mundo, como apontam as informações do site da marca.

Verificamos as páginas de ficha técnica do iPad Pro e do iPad Air no site oficial da Apple para a América Latina (em espanhol), para a França e para o Brasil, e em todas é mencionado que os aparelhos não suportam SIM físicos, utilizando o eSIM como método de acesso às redes móveis.

A decisão oferece benefícios, começando pela menor espessura, um dos destaques do dispositivo. Outro argumento a favor da tecnologiaé a maior segurança, já que, na ocasião da perda ou roubo, criminosos não conseguem desativar a linha telefônica com facilidade.

Por outro lado, ainda há alguns pontos inconvenientes, como o fato de nem todas as operadoras oferecerem suporte ao formato, e a própria dificuldade de transferir o eSIM para outros aparelhos, em especial no Brasil, em que é neccessário visitar uma loja física da operadora para realizar o procedimento.

Ambas as questões devem ser menos incômodas para os tablets, que não têm o funcionamento geral tão prejudicado na ausência de uma linha telefônica quanto um smartphone, mas a mudança não deixa de exigir um planejamento por parte do usuário. Com sorte, agora que a Apple está exigindo o uso do eSIM globalmente, os grupos de telecomunicações devem tornar os procedimentos de ativação menos complicados.

Acompanhados de construção premium, novas telas, chips Apple M4 e M2, bem como de novos acessórios, os iPad Pro e iPad Air 2024 já estão em pré-venda no exterior, com disponibilidade prevista para a próxima semana. Ainda não há prazo para o início das vendas no Brasil, mas os valores são conhecidos: a partir de R$ 6.999 para os modelos Air, e de R$ 12.299 para as variantes Pro.