Publicidade

Linha Redmi Note 13 chega ao Brasil com três modelos e câmera de até 200 MP

Por| 31 de Janeiro de 2024 às 21h00

Link copiado!

Wallace Moté/Canaltech
Wallace Moté/Canaltech
Redmi Note 13 Pro

A Xiaomi anunciou na noite desta quarta-feira (31) a chegada da linha Redmi Note 13 ao Brasil, em evento acompanhado pelo Canaltech direto de Bogotá, Colômbia. São três os modelos que chegam ao nosso país oficialmente, incluindo o Redmi Note 13 4G, o Redmi Note 13 5G e o Redmi Note 13 Pro 5G, com preços partindo de R$ 1.999 e fone de brinde no período de lançamento.

Os aparelhos foram apresentados no mercado global em meados de janeiro, e cerca de 15 dias depois já desembarcam em solo nacional, reforçando o compromisso cada vez maior da Xiaomi não apenas com o Brasil como com o mercado da América Latina como um todo. Eles saem de fábrica com Android 13 sob a MIUI 14, mas serão atualizados "em breve" para o Android 14 sob a nova interface HyperOS.

Dois modelos ficaram de fora do lançamento no Brasil: o Redmi Note 13 Pro 4G e o Redmi Note 13 Pro Plus. O primeiro não faz muito sentido para o nosso mercado devido ao preço cobrado que já invade o de modelos 5G, enquanto o segundo teria um custo alto demais no país por todos os encargos envolvidos na importação oficial, ficando próximo ao valor cobrado por opções top de linha.

Continua após a publicidade
“Não é à toa que a linha Redmi Note é a mais vendida pela Xiaomi em todo o mundo. Os aparelhos carregam recursos que boa fatia do público procura, muitas vezes encontrados em smartphones topo de linha. Nossa expectativa é a melhor possível com a chegada destes novos dispositivos ao Brasil, que já conta com muitos entusiastas para ter esta experiência icônica.”— Thiago Araripe, Gerente de Marketing da Xiaomi Brasil

Redmi Note 13 4G

Focado em quem quer um bom celular intermediário mas ainda não se convenceu de que precisa de suporte a redes 5G, o Redmi Note 13 4G traz visual diferente do restante da linha, com suas três câmeras traseiras posicionadas diretamente sobre o painel, e não unidas em um módulo.

Continua após a publicidade

Apesar disso, outros pontos seguem o padrão adotado pela Xiaomi em membros da família, como as laterais mais planas, a tela de bordas relativamente finas, o furo centralizado no topo do painel para a câmera de selfies e o leitor de impressões digitais óptico embutido sob o display. Com a redução das bordas, ele está mais compacto em relação ao antecessor, especialmente em altura.

A tela do Redmi Note 13 4G tem painel AMOLED de 6,67 polegadas com resolução Full HD+ e taxa de atualização de 120 Hz — nada muito diferente do que tínhamos em seu antecessor —, sendo acompanhada por um sistema de som estéreo para maior imersão ao assistir filmes e jogar. O painel é protegido por vidro Corning Gorilla Glass 3.

Na parte de câmeras, o Redmi Note 13 4G chega com sensor principal de 108 MP com estabilização óptica de imagens (OIS) no lugar da câmera de 50 MP usada no modelo de 2023, sendo ela ainda auxiliada por uma ultrawide de 8 MP e uma terceira câmera macro de 2 MP. Apesar de não trazer lente telefoto, o aparelho permite zoom com crop no sensor para uma aproximação “quase sem perdas” de até 3x. A câmera frontal agora é de 16 MP, contra 13 MP do antecessor.

Para dar conta de todo o conjunto, a Xiaomi manteve o Snapdragon 685 usado no Redmi Note 12 4G como plataforma do Redmi Note 13 4G, sendo um chipset feito em 6 nm com CPU octa-core anunciado no início de 2023 — ele apresenta performance similar ao Helio G99 presente no Galaxy A15 4G, também recém-chegado ao Brasil. O componente é acompanhado de 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento interno.

Continua após a publicidade

Em bateria também não tivemos mudança, com capacidade de 5.000 mAh e recarga de 33 W que deve preencher metade da carga em 30 minutos. O aparelho tem ainda Android 13 sob a nova interface MIUI 14, emissor infravermelho para controlar outros eletrônicos, conector P2 para fones de ouvido, NFC, Bluetooth 5.1 e Wi-Fi 5.

Redmi Note 13 5G

O Redmi Note 13 5G tem muitos pontos em comum com sua versão 4G, mas traz alguns cortes pontuais para não subir demais o preço final. A maior diferença vista visualmente fica para o módulo de câmeras traseiras, onde os três sensores e o flash LED são unidos por um quadro. Além disso, ele deixa de lado o leitor de digitais sob a tela, para incluir o sensor integrado ao botão de energia na lateral direita.

Continua após a publicidade

O conjunto de câmeras é exatamente o mesmo, com principal de 108 MP, ultrawide de 8 MP, macro de 2 MP e frontal de 16 MP, o que representa um bom avanço em relação ao que foi visto no Redmi Note 12 5G, especialmente na substituição do sensor principal de 48 MP e frontal de 13 MP.

A tela traz especificações similares, com tecnologia AMOLED, dimensões de 6,67 polegadas, resolução Full HD+ e taxa de atualização de 120 Hz — mas aqui a profundidade de cor é de 10-bit, contra 8-bit no modelo 4G, permitindo reprodução de 1 bilhão de tons. Infelizmente, o áudio estéreo ficou de lado, o que certamente irá comprometer a experiência ao assistir vídeos e jogar. Ao menos o painel ganha mais proteção, chegando com Gorilla Glass 5.

Para justificar o preço mais alto, o Redmi Note 13 5G traz a plataforma Dimensity 6080 da MediaTek, que além do suporte a redes 5G também entrega uma performance geral consideravelmente superior em relação ao Snapdragon 685, incluindo ganhos na casa de 60% em benchmarks. O chip octa-core é fabricado em processo de 6 nm, e trabalha em conjunto com 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento interno.

Fechando o pacote temos a bateria de 5.000 mAh com recarga de 33 W, Android 13 sob a nova interface MIUI 14, emissor infravermelho para controlar outros eletrônicos, conector P2 para fones de ouvido, NFC, Bluetooth 5.3 e Wi-Fi 5.

Continua após a publicidade

Redmi Note 13 Pro 5G

Mais completo da família a chegar ao Brasil, o Redmi Note 13 Pro 5G se destaca pela câmera principal de 200 MP, performance aprimorada pelo uso do Snapdragon 7s Gen 2 e recarga mais rápida de 67 W.

Visualmente ele é quase idêntico ao Redmi Note 13 5G, mas seu leitor de impressões digitais integrado à tela faz com que o botão de energia na lateral seja ligeiramente menor. Pelo uso de um sensor melhor em sua câmera principal, também é possível notar uma protuberância ligeiramente maior no módulo traseiro, que segue com formato quadrado.

Continua após a publicidade

Como dito, o Redmi Note 13 Pro 5G chega com Snapdragon 7s Gen 2 como plataforma de desempenho, sendo o primeiro da categoria com chip fabricado em 4 nm. O conjunto octa-core entrega ganhos na casa de 40% em relação ao componente do Redmi Note 13 5G em benchmarks, e é acompanhado por 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento interno.

O chipset da Qualcomm ajuda a lidar com o novo sensor de 200 MP com estabilização óptica e eletrônica (OIS e EIS) usado pela Xiaomi no Redmi Note 13 Pro 5G, que promete trazer qualidade acima da média para a categoria em fotos e vídeos. O sensor segue auxiliado por uma ultrawide de 8 MP e macro de 2 MP, enquanto a frontal tem 16 MP — pontos em comum com seu antecessor Redmi Note 12 Pro 5G.

Em tela também tivemos melhorias, mesmo que discretas. O Redmi Note 13 Pro 5G chega com painel AMOLED de 6,67 polegadas com resolução 1,5K, taxa de atualização de 120 Hz e pico de brilho mais intenso de 1.800 nits, possibilitando um uso ainda mais confortável em ambiente externo. O som estéreo está presente, assim como a porta P2 para fone de ouvido e a proteção Gorilla Glass Victus.

Por fim, a bateria de 5.100 mAh traz suporte a recargas de 67 W, que prometem encher totalmente o tanque em 46 minutos, enquanto uma carga rápida de 16 minutos já seria suficiente para fazer a bateria ir de 0 a 50%.

Continua após a publicidade

O Redmi Note 13 Pro 5G vem com Android 13 sob a interface MIUI 14, e conta com emissor infravermelho para controlar outros eletrônicos, NFC, Bluetooth 5.3 e Wi-Fi 6.

Ecossistema Xiaomi

Além dos smartphones, a Xiaomi anunciou a chegada do fone Redmi Buds 5 e do relógio Redmi Watch 4 ao Brasil. Ambos ganharam versão global junto à linha Redmi Note 13 em meados de janeiro, focando em entregar especificações razoáveis a um preço baixo.

Continua após a publicidade

Os destaques do fone ficam para a bateria com até 40h de duração total, sistema de som com driver dinâmico de 12,4 mm e cancelamento ativo de ruído (ANC) capaz de silenciar sons de até 46 dB. Um modo transparência também está presente, e o design intra-auricular promete trazer conforto durante longos períodos de uso.

Já o relógio se destaca pela tela grande AMOLED de 1,97 polegada com suporte a AlwaysOn Display, bateria com autonomia para 20 dias de uso leve, acompanhamento de mais de 150 modos de exercício, mais de 200 mostradores customizáveis e conexão atualizada com Bluetooth 5.3.

Preço e disponibilidade

Continua após a publicidade

A linha Redmi Note 13 começa a ser vendida já nesta quarta-feira (31) nos principais pontos de venda físicos da marca Xiaomi no Brasil, além do e-commerce oficial da empresa. O preço sugerido para cada modelo é:

  • Redmi Note 13 4G: R$ 1.999,99
  • Redmi Note 13 5G: R$ 2.499,99
  • Redmi Note 13 Pro 5G: R$ 3.299,99

Quem adquirir o Redmi Note 13 Pro 5G entre os dias 31 de janeiro e 4 de fevereiro, na loja online oficial ou lojas físicas da Xiaomi, leva de brinde o fone Redmi Buds 4. Já quem comprar o Redmi Note 13 5G leva um Redmi Buds 4 Lite.

Todos os preços dizem respeito à versão com 8 GB de RAM e 256 GB de armazenamento interno. O Redmi Note 13 Pro 5G ainda terá uma outra versão com 12+512GB, mas seu preço ou data de lançamento não foram informados.

Continua após a publicidade

Os acessórios Redmi Buds 5 e Redmi Watch 4 não tiveram preço ou data de lançamento comentados, sendo dito apenas que “chegam nas próximas semanas”. No mercado internacional o fone tem preço sugerido de US$ 46 (cerca de R$ 228 em conversão direta), enquanto o relógio sai por US$ 107 (~R$ 529).

Redmi Note 13 4G: ficha técnica

  • Tela: AMOLED de 6,67 polegadas com resolução Full HD, taxa de atualização de 120 Hz, Gorilla Glass 3
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 685
  • Memória RAM: 8 GB
  • Armazenamento: 256 GB
  • Câmera traseira: 108 MP (principal, zoom por crop de 3x) + 8 MP (ultrawide) + 2 MP (macro)
  • Câmera frontal: 16 MP
  • Dimensões: 162,24 x 75,55 x 7,97 mm
  • Peso: 188,5 g
  • Bateria: 5.000 mAh com carregamento rápido de 33 W
  • Sistema operacional: Android 13 com interface MIUI 14
  • Extras: 4G, leitor de digitais na tela, NFC, IP54, alto-falante estéreo com Dolby Atmos
  • Cores disponíveis: Midnight Black (preto), Mint Green (verde) e Ocean Sunset (rosa)

Redmi Note 13 5G: ficha técnica

  • Tela: AMOLED de 6,67 polegadas com resolução Full HD+, 10-bit, taxa de atualização de 120 Hz, pico de brilho de 1.000 nits, Gorilla Glass 5
  • Processador: MediaTek Dimensity 6080
  • Memória RAM: 8 GB
  • Armazenamento: 256 GB
  • Câmera traseira: 108 MP (Principal, zoom por crop de 3x) + 8 MP (Ultrawide) + 2 MP (Macro)
  • Câmera frontal: 16 MP
  • Dimensões: 161,11 x 74,95 x 7,6 mm
  • Peso: 173 g
  • Bateria: 5.000 mAh com carregamento rápido de 33 W
  • Sistema operacional: Android 13 com interface MIUI 14
  • Extras: 5G, Wi-Fi 5, Bluetooth 5.3, NFC, leitor de digitais na lateral, IP54
  • Cores disponíveis: Graphite Black (preto), Arctic White (branco) e Ocean Teal (azul)

Redmi Note 13 Pro 5G: ficha técnica

  • Tela: AMOLED de 6,67 polegadas com resolução 1,5K, 12-bit, taxa de atualização de 120 Hz, pico de brilho de 1.800 nits, Gorilla Glass Victus
  • Processador: Qualcomm Snapdragon 7s Gen 2
  • Memória RAM: 8 GB
  • Armazenamento: 256 GB
  • Câmera traseira: 200 MP (Principal, OIS, zoom por crop de 4x) + 8 MP (Ultrawide) + 2 MP (Macro)
  • Câmera frontal: 16 MP
  • Dimensões: 161,15 x 74,2 x 7,98 mm
  • Peso: 187 g
  • Bateria: 5.100 mAh com carregamento rápido de 67 W
  • Sistema operacional: Android 13 com interface MIUI 14
  • Extras: 5G, Wi-Fi 5, Bluetooth 5.2, NFC, leitor de digitais na tela, alto-falante estéreo com Dolby Atmos, IP54
  • Cores disponíveis: Midnight Black (preto), Forest Green (verde) e Lavender Purple (roxo)