Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Quarteto Fantástico traz uma das capas mais aterrorizantes de todos os tempos

Por| 23 de Abril de 2024 às 18h16

Link copiado!

Marvel Comics
Marvel Comics

A Marvel Comics parece estar disposta mesmo a trazer o terror em um patamar nunca visto na editora, como se fosse a última pá de cá no famigerado Comics Code Authority, o código de censura que barrou personagens e histórias entre os anos 1950 até recentemente. O novo evento de vampiros Blood Hunt promete trazer um nível gráfico de horror que vai revitalizar o tom do cantinho sobrenatural da Casa das Ideias.

E o que o Quarteto Fantástico tem a ver com isso? Pois é, veja só, o título da primeira família de super-heróis, conhecido por trazer tramas mais ensolaradas, muda completamente já na capa, com uma das mais aterrorizantes de todos os tempos — se isso não é a Casa das Ideias dando o recado sobre a seriedade com que vem tratando o terror de Blood Hunt, então não sei o que é.

Ok, vamos falar dessa capa e a da participação do Quarteto Fantástico. A imagem criada pelo ilustrador Alex Ross, conhecido por sua pegada mais realista, mostra Reed Richards, sem uma desesperada batalha contra vampiros cravando os dentes em sua pele. A verossimilhança da representação gráfica em que o Senhor Fantástico se estica com o ataque brutal dos sugadores de sangue chega a perturbadora.

Continua após a publicidade

A última capa do Quarteto Fantástico de Alex Ross submete Reed Richards a um intenso terror corporal, como parte da ligação do título com o enorme crossover de vampiros da Marvel, Blood Hunt. A arte assustadora pode arrepiar a pele do mais experiente especialista em terror e é apenas uma amostra do que está por vir na série de eventos ultraviolentos do verão de 2024. Desesperado e cercado, o Sr. Fantástico procura encontrar uma cura antes de ser literalmente comido vivo.

Segundo o anúncio de Fantastic Four #22, a trama que se conecta a Blood Hunt mostra “Alicia Masters, um exausto Reed Richards e os sobreviventes de Nova York estão perdidos e sozinhos contra a ameaça dos vampiros”. “Mas eles ainda precisam sobreviver – e evitar serem transformados em parasitas sanguíneos mortos-vivos. Reed tem uma última esperança desesperada, e não é garantido que funcione – mas há pelo menos uma chance... se ele conseguir sobreviver o tempo suficiente para testá-la!”

Essa capa e a trama de Fantastic Four #22 chegam ao mercado gringo no dia 24 de julho.

Um novo patamar de terror

Todos os passos que a Marvel Comics vêm dando nos últimos tempos levam a crer que a editora quer apostar em um nicho de histórias adultas com foco em terror pesado, de forma que a Casa das Ideias sempre flertou mas nunca teve coragem de mergulhar completamente — a exemplo do que a DC Comics costumava fazer no selo Vertigo ou até em algumas publicações atuais regulares ou da linha Black Label.

A Marvel começou adiando o filme de Blade e reformulando completamente o personagem, deixando-o muito mais poderoso e complexo; inclusive com um novo relacionamento com Drácula. A Casa das Ideias também já vem mexendo há bastante tempo com as origens e versões do Motoqueiro Fantasma, e promete algo mais provocativo daqui para frente.

Em seguida, a Marvel mudou completamente o Cavaleiro da Lua, transformando-o quase em um vilão. Mais recentemente, também vimos a Casa das Ideias anunciar um novo Lobisomem na Noite, mais poderoso e cheio de brutalidade. E, desde o início, Blood Hunt vem sendo divulgado como um evento realmente aterrador.

Continua após a publicidade

Já sabemos que a série Agatha: Darkhold Diaries, do Marvel Studios para o Disney+, deve abrir caminho para o terror e sobrenatural no Universo Cinematográfico Marvel (MCU, na sigla em inglês). As portas já estão escancaradas desde WandaVision, Doutor Estranho no Mutiverso da Loucura, Marvel Studios Special Presentation: Lobisomem na Noite e alguns episódios das duas temporadas da animação What If… (como os capítulos dos Zumbis Marvel).  

Então, todo esse esforço para criar um ambiente realmente aterrorizante em seu multiverso não viria apenas para dar mais estofo nos quadrinhos de referência para o MCU, como também para todos realmente vermos algo que nunca se concretizou por completo em décadas de histórias.

Por causa da ação do Comics Code Authority, por exemplo, as próprias histórias de Lobisomem na Noite foram censuradas, e todo o potencial nunca explorado desde os anos 1970 de vez em quando apareceu em algumas iniciativas da Marvel, principalmente na época dos chamados Filhos da Meia-Noite, um grupo que reunia justamente os títulos sobrenaturais da Marvel; e Marvel Max, a linha adulta que de vez em quando mostra sobrevida.

Continua após a publicidade

Tanto a fase Hulk Imortal quanto atual período do Quarteto Fantástico têm explorado um terror corporal nunca visto na Casa das Ideias, ainda mais em uma revista de linha regular — principalmente a da família de heróis. As páginas já mostraram desde pedaços de Hulk separados em jarros até a biologia interna de Reed Richards se esticando, de maneira nojenta

Ou seja, a Marvel está pronta para mostrar todo o seu terror e até faz questão de mostrar isso na “revista familiar” do Quarteto Fantástico, com uma das capas mais amedrontadoras que já produziu.