Publicidade

Quarteto Fantástico confirma segredo nojento sobre Reed Richards

Por| 06 de Fevereiro de 2024 às 20h29

Link copiado!

Marvel Comics
Marvel Comics
Tudo sobre Marvel

O Quarteto Fantástico são, basicamente, os “arqueólogos do desconhecido”, e suas histórias, que nasceram na Era de Prata dos Quadrinhos, na era sci-fi da Nona Arte, costumam envolver a ciência do mundo real. E, ao longo dos anos, a própria anatomia dos personagens começou a ser questionada pelos fãs, que têm curiosidade em saber como os poderes funcionam: afinal, Johnny Storm tem um corpo em chamas, Ben Grimm é feito de rocha, Susan Storm fica invisível e Reed Richards pode alongar seus membros.

Uma nova HQ oferece luz sobre a anatomia de Reed Richards, que na perspectiva científica, pode oferecer uma visão um tanto quanto nojenta e repugnante para a maioria dos cidadãos comuns. Depois de ser bombardeado com radiação cósmica, o Senhor Fantástico desenvolveu a habilidade de esticar seu corpo quase sem limites.

Continua após a publicidade

Reed pode moldar seu corpo em formas únicas; achatar-se até ficar com a espessura de um pedaço de papel, e até alterar a posição de partes do seu biotipo, para, por exemplo, mover seus olhos até a ponta dos dedos. Na verdade, várias histórias sugerem que o próprio Senhor Fantástico não se enxerga mais em sua concepção humana natural.

Para que sua família e seus aliados não o vejam como uma aberração, ele mantém sua aparência humana; mas, na verdade, quando está sozinho, fica relaxado e muito mais à vontade na forma de uma bola ou de uma poça.

Qual o segredo nojento?

Bem, como deu para notar, não chega a ser ofensivo chamar Reed de nojento, já que sua anatomia, explicada com mais proximidade às ciências do mundo real, realmente se torna algo desagradável de se imaginar. E uma nova HQ revela outro segredo repulsivo sobre sua biologia.

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Em uma prévia de Fantastic Four #17, Sue usa seu recém-revelado doutorado em arqueologia para investigar uma descoberta incomum: o esqueleto de um humano moderno que, de alguma forma, morreu na Idade da Pedra. Eis que, enquanto deduz algo relacionado à viagem temporal, o Quarteto Fantástico descobre que os ossos são nada menos do que da própria Mulher Invisível.

Ao descobrir um pedaço do tecido molecular instável de Reed, Sue começa a inspecionar os ossos com mais detalhes, usando seus poderes para tornar a pele e os músculos dos outros heróis invisíveis. Isso permite que ela identifique seu próprio esqueleto, e também revela que, apesar de seus incríveis poderes de alongamento, seu marido mantém um esqueleto humano, com seu esqueleto todo esticado.

Continua após a publicidade

Isso torna o exercício de imaginar as diferentes forma que Reed assume um tanto quanto nojentas, pois, se você pensar no herói como uma bola ou uma poça, provavelmente vai projetá-lo como um saco de ossos ou uma reservatório líquido feito de espinhas — o que, convenhamos, não é nada prazeroso de conceber.

Fantastic Four #17 chega às bancas gringas nesta quarta-feira (7).