Publicidade

Qual é o melhor celular para criança em 2022?

Por| Editado por Léo Müller | 07 de Outubro de 2022 às 13h16

Link copiado!

Erick Teixeira/Canaltech
Erick Teixeira/Canaltech

O Dia das Crianças está chegando e, no próximo dia 12 de outubro, é a data para escolher o melhor presente para agradar os filhos. Um celular novo só para eles pode ser uma boa escolha, já que muitos gostam de passar suas horas de lazer aproveitando jogos mobile, como Free Fire, Fortnite ou Asphalt, por exemplo.

Mas como escolher o melhor celular para crianças em meio a tantos modelos disponíveis no mercado? Nesta lista eu trago as melhores opções das principais fabricantes que atuam no mercado brasileiro.

É importante destacar que a lista não é focada em celulares topos de linha ou modelos com especificações tão avançadas, mas são aparelhos que trazem um bom conjunto de hardware a um preço consideravelmente justo, para não assustar tanto no bolso. Confira:

Continua após a publicidade

Melhor celular da Samsung para criança

Galaxy M23 | um celular bom para jogos

O Galaxy M23 é um dos modelos que abrem a lista de celulares intermediários da Samsung. Ele está disponível no mercado brasileiro com um preço bem atraente e entrega um conjunto de especificações bastante interessantes para quem quer um celular para jogar ou se divertir, mas sem gastar muito.

Para começar, ele é equipado com a plataforma móvel do Snapdragon 750G, que traz um processador com frequência máxima de 2,2 GHz e tem uma GPU Adreno 619 integrada. Aliado a isso, o smartphone traz uma combinação de 6 GB de memória RAM com 128 GB de armazenamento interno.

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Este é um conjunto que, no dia-a-dia, oferece um bom desempenho e permite alternar entre apps com bastante leveza. Além disso, também deve aguentar muito bem o tranco na hora de rodar os jogos mais populares da Play Store, principalmente títulos de fps que são bem otimizados.

Seu display tem um painel TFT LCD que, apesar de não ser o melhor em questão de qualidade de imagem e vivacidade de cores, dá bastante conta do recado. Um ponto forte aqui é sua tela com taxa de atualização de 120 Hz, que garante uma boa fluidez em jogos compatíveis.

Outro ponto positivo é que o smartphone já possui suporte para a rede móvel 5G, que já começou a ser distribuída nas capitais brasileiras. Ao longo do próximo ano ela deve ficar ainda mais difundida, então este é um modelo que não ficará obsoleto tão cedo.

Continua após a publicidade

Sua configuração de câmeras também chama bastante atenção, e ele traz um trio traseiro com um sensor principal de 50 MP, auxiliado por um ultrawide de 8 MP e um macro de 2 MP. Para selfies, o modelo tem um sensor de 8 MP. Na prática, isso resulta em fotos bem equilibradas. Você pode ver alguns exemplos na galeria abaixo:

Por fim, o Galaxy M23 é equipado com uma bateria de 5.000 mAh, que está na média da categoria e oferece uma boa autonomia e permite ficar um dia longe das tomadas, dependendo do uso que for feito do smartphone. Nos nossos testes, ele se mostrou eficiente para isso, mas considerando um uso moderado dele.

A faixa de preços do Galaxy M23 gira em torno de R$ 1.300 a R$ 1.500.

Continua após a publicidade

Melhor celular da Motorola para criança

Moto G52 | um celular bom para ver filmes e séries

A linha Moto G sempre foi e ainda é uma das mais queridas do público e dos fãs da Motorola. Não à toa, já que sempre trouxe ao mercado ótimos modelos e, muitas vezes, com um belo custo-benefício. Atualmente, a série traz tanto modelos básicos quanto mais avançados, e a minha escolha para esta lista é um intermediário: o Moto G52.

Continua após a publicidade

Para começar, ele tem o chipset Snapdragon 680 que, mesmo não sendo um dos mais potentes do mercado, ainda dá bastante conta do recado se o foco é um celular para um uso mais modesto ou para aproveitar a maioria dos jogos disponíveis na Play Store.

Esse processador tem velocidade máxima de 2,4 GHz e faz uso da Adreno 610 como placa gráfica. Junto a isso, ele tem 4 GB de memória RAM e armazenamento de 128 GB — uma combinação boa para completar o hardware.

É preciso destacar, no entanto, que ele pode ter um pouco de engasgos na hora de executar títulos um pouco mais pesados, mas nada que atrapalhe tanto a experiência de uso.

Continua após a publicidade

O celular tem uma tela de 6,6 polegadas, com taxa de atualização de 90 Hz e tecnologia pOLED, que oferece imagens bem mais atraentes, com bastante intensidade e vivacidade das cores — é o tipo de display ideal para poupar energia e ter uma boa experiência ao assistir filmes e séries em plataformas de streaming.

O conjunto de câmeras também chama certa atenção. São três sensores traseiros: um principal de 50 MP, um híbrido de ultrawide e profundidade com resolução de 8 MP e um macro de 2 MP. Na frente, ele tem uma câmera de selfies com resolução de 16 MP. Veja algumas fotografias feita com as lentes do Moto G52:

Sua bateria tem capacidade de 5.000 mAh, que oferece uma boa autonomia graças à capacidade econômica da tela. Em média ele deve passar tranquilamente de um dia de uso e talvez chegar a dois. Isso fica ainda melhor com o carregamento turbo de 33W.

Continua após a publicidade

A faixa de preços do Moto G52 é de R$ 1.100 a R$ 1.300.

Melhor celular da Xiaomi para criança

POCO M4 Pro 5G | Celular bom para ouvir músicas

Continua após a publicidade

A Xiaomi é uma das fabricantes que mais lança celular todos os anos — entre a linha Xiaomi, Redmi e POCO, são vários modelos em diversas categorias. A POCO é uma das que mais se destaca em custo-benefício e traz alguns modelos bem interessantes, como o Poco M4 Pro 5G.

Ele é um dos celulares mais interessantes da chinesa por vários aspectos. Primeiro que é bastante acessível: ele tem um custo de cerca de R$ 1.500 para a sua versão de 128 GB.

Além disso, o modelo conta com um chip MediaTek Dimensity 810, que traz uma frequência máxima de 2,4 GHz e tem combinações de 6 GB de RAM com 128 ou 256 GB de armazenamento interno. Para o processamento gráfico, ele tem uma GPU Mali G57 da ARM.

Continua após a publicidade

O conjunto de câmeras traseiras é modesto, porém bastante eficiente. Ele tem uma câmera principal de 50 MP auxiliado por uma ultrawide de 8 MP. Para selfies, há um sensor de 16 MP. Na prática, as imagens são bem decentes e equilibradas para a categoria, então não deve decepcionar. Veja alguns exemplos:

Seu grande ponto positivo é o sistema de áudio estéreo, algo raro em smartphones intermediários. Com ele, dá para ouvir músicas em um bom nível e com uma qualidade um pouco superior a modelos com um sistema mono. Com isso ele se torna uma ótima opção se quer um celular com foco no áudio.

Outro aspecto positivo é que o dispositivo também conta com suporte para rede 5G e é um dos modelos mais acessíveis da categoria a ter essa compatibilidade. Por fim, ele tem uma bateria de 5.000 mAh com suporte para carregamento rápido de 33W, o que deve gerar um dia de autonomia dependendo do uso.

Continua após a publicidade

Melhor celular da Apple para criança

iPhone SE 2022 | desempenho bruto mais “acessível”

A Apple já não é tão conhecida pelo preço baixo — muito pelo contrário, a maioria dos celulares da marca tem um custo bem alto. Ainda assim, a empresa tem uma série de smartphones mais “acessíveis”, que são os chamados iPhones SE. São três modelos lançados até agora, e o de 2022 é uma ótima opção para presentear no Dia das Crianças.

Continua após a publicidade

Para começar, ele possui o mesmo chipset da linha principal do ano passado: o Apple A15 Bionic. O componente tem uma frequência máxima de 3,22 GHz, com uma combinação de 4 GB de RAM e até 256 GB de armazenamento interno.

Na prática, isso resulta em um sistema extremamente liso e com ótimo desempenho. Então o celular se torna uma excelente escolha na hora de jogar games bem pesados, como Call of Duty: Mobile, League of Legends: Wild Rift ou Free Fire.

O conjunto de câmeras também é bastante interessante, e ele traz uma lente traseira única de 12 MP com foco automático e uma câmera frontal de 7 MP com abertura f/2.2. Apesar de a versatilidade ser menor do que a da maioria dos modelos Android ou até mesmo da Apple, o iPhone SE 2022 consegue tirar ótimas fotos com boa qualidade e definição. Você pode conferir alguns exemplos abaixo:

Quem está acostumado a telas grandes, no entanto, pode sentir um impacto: o iPhone SE 2022 tem um painel de 4,7 polegadas, mesmo com o corpo um pouco maior. Isso porque as bordas superior e inferior são bem espessas, o que diminui bastante o aproveitamento frontal. O display tem tecnologia IPS LCD, resolução de 750 x 1334 pixels e taxa de atualização de 60 Hz.

A bateria é o calcanhar de Aquiles. Mesmo com toda a otimização da Apple, os 2.018 mAh é bem pouco, e muitas vezes pode não ser o suficiente para aguentar até o fim do dia. De qualquer forma, isso não é algo tão incomum em muitos celulares da Maçã, principalmente os modelos “tradicionais” da série 11 para trás.

A faixa de preço do iPhone SE 2022 gira em torno de R$ 3.100 para o modelo de 128 GB.

Bônus: melhor celular resistente para criança

Doogee S98 | celular robusto que aguenta “qualquer” tranco

Crianças podem ser um pouco mais descuidadas, e um pequeno acidente pode gerar uma tela trincada ou um celular quebrado, o que pode ser uma pequena chateação para os pais que acabaram de comprar o aparelho. Neste caso, escolher um celular robusto pode ser uma boa escolha. Uma ótima opção nesta categoria é o Doogee S98.

Apesar de este celular ter um foco maior em profissionais que trabalham com construção ou em ambientes que são mais “agressivos” a aparelhos comuns, o Doogee S98 pode ser uma solução para crianças que praticam esportes ao ar livre, como futebol, skate e outras atividades similares. Ele tem uma estrutura toda protegida, com acabamentos emborrachados e laterais de metal. Dessa forma, resiste muito mais a quedas e acidentes do que smartphones comuns.

No entanto, mesmo que seu foco não seja os pequenos, ele pode se tornar uma boa opção para crianças um pouco mais velhas — na faixa dos 11 ou 12 anos. Isso porque, por ter um acabamento mais robusto, ele é extremamente pesado, com 320 gramas.

Além do design resistente, o aparelho conta com uma boa combinação de hardware: ele tem um chip MediaTek Helio G96 com combinações de 8 GB de RAM e até 256 GB de armazenamento interno. Isso é mais do que o suficiente para rodar com tranquilidade boa parte dos games disponíveis na Play Store.

Por fim, sua bateria é bem generosa: são 6.000 mAh, que permitem passar um dia longe das tomadas com bastante tranquilidade.

O modelo não é vendido oficialmente no Brasil, mas sua faixa de preço no AliExpress gira em torno de R$ 1.600 a R$ 1.800.

Como proteger seus filhos ao configurar um smartphone para eles?

Depois de comprar um celular de presente para seu filho, é importante se atentar para um fator importante: a segurança dele ao usar o smartphone. Seja um Android ou iOS, o sistema operacional tem um sistema nativo para controlar e definir que tipo de conteúdo pode ser acessado pela criança.

Como ativar o Controle Parental no Android

Para ativar o Controle Parental no Android e ter um controle maior sobre o que seus filhos fazem com o celular, é preciso definir essa configuração logo que inicia o celular pela primeira vez.

Durante o processo de configuração do smartphone, é preciso definir uma conta a ser utilizada e você pode escolher entre uma já existente ou criar uma nova. Neste caso, você precisa criar uma nova.

Durante a definição, você deverá informar no passo-a-passo que esta é uma conta destinada para seu filho e definir quais aplicativos podem ser acessados e até inserir um tempo de limite para o uso das ferramentas disponíveis no sistema operacional.

Caso você queira usar uma conta já existente, é possível fazer uma configuração direto na Play Store. Para isso, basta acessar o app, clicar no ícone de perfil, ir em configurações, depois acessar a opção Família e, por fim, Controle dos Pais.

Como ativar o Controle Parental no iOS

No sistema operacional da Apple, essa configuração fica dentro da opção Tempo de Uso, nos ajustes do celular. Ao ativar essa opção, os pais devem escolher a alternativa “Este iPhone é de uma criança” e então definir sua idade, limite de tempo para uso do aparelho e de redes sociais, além de bloquear o download e uso de apps de acordo com a faixa etária.