Review Lenovo Yoga Slim 9i | O melhor notebook da Lenovo ficou ainda melhor

Review Lenovo Yoga Slim 9i | O melhor notebook da Lenovo ficou ainda melhor

Por Fábio Jordan | Editado por Léo Müller | 31 de Agosto de 2021 às 16h50
Ivo/Canaltech

Muitas fabricantes aproveitaram este ano para renovar suas principais linhas de notebooks, com modelos que chegaram para surpreender em especificações físicas e de hardware. Entre tantos modelos lançados, o Lenovo Yoga Slim 9i se consagra como um dos aparelhos mais robustos e luxuosos, que é voltado especialmente para usuários exigentes.

Trata-se de um equipamento de uma série mais premium da marca, que geralmente conta com produtos do tipo 2 em 1, ou seja, que viram tablets. Agora, esta linha recebe um modelo focado em consumidores que buscam uma máquina convencional, ou seja, que não tem a tela dobrável, mas que prezam pela elegância e as configurações mais ousadas.

O Lenovo Yoga Slim 9i estreia com uma única configuração, que inclui processador Intel Core de 11ª geração, já com os novos chips gráfico Intel Iris Xe, memória RAM generosa, unidade SSD de alta performance e mais: bateria que pode entregar até 20 horas de autonomia, ao menos é o que promete a fabricante.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Imagem: Ivo/Canaltech

Achou pouco? Além disso tudo, o Yoga Slim 9i tem portas Thunderbolt 4, tela de 14 polegadas sensível ao toque com resolução Full HD, que se destaca pelo colorido excepcional e brilho elevado, bem como acabamento em couro. É claro que uma configuração desse nível chega por um preço elevado, mas será que vale o investimento? Vamos ver!

Prós

  • Design de luxo;
  • Tela com colorido excepcional;
  • Hardware robusto;
  • Bateria de longa duração;
  • Áudio impressionante.

Contras

  • Webcam de baixa qualidade;
  • Preço bem elevado.

Design, Construção e Conectividade

O Lenovo Yoga Slim 9i foi anunciado em 2020, sendo a adição mais ousada da linha Yoga. Ele herda uma série de características visuais de outros produtos da mesma série, porém tem uma variedade de detalhes únicos que o tornam especialmente luxuoso.

Sua identidade única é perceptível já pelo acabamento, que é um dos mais ousados que já vimos nos notebooks de luxo lançados recentemente. O acabamento refinado fica evidente já pela tampa do laptop, que é toda em couro legítimo e tem apenas a gravação do nome YOGA inserida discretamente no canto superior esquerdo.

Imagem: Ivo/Canaltech

Além disso, o termo YOGA SERIES inserido discretamente na borda frontal mostra que a fabricante se preocupou com os mínimos detalhes. As laterais são de material metálico, que parecem com aço escovado, o que orna perfeitamente com a tampa e o acabamento interior.

As medidas enxutas e o peso reduzido o colocam no mesmo patamar dos principais nomes da categoria, sendo um dispositivo compacto para transportar ou mesmo para usar na mesa. O resultado não poderia ser diferente, sendo que a impressão que fica é de um aparelho resistente, sólido e que promete durabilidade prolongada.

  • Dimensões (L x A x P): 31,80 x 1,39 x 20,19 cm
  • Peso: 1.296 gramas

Nas laterais, podemos perceber que o Lenovo Yoga Slim 9i é um notebook moderno, ou seja, que elimina o uso de conexões antigas. Ao lado direito, a fabricante instalou duas portas Thunderbolt 4 e uma saída de áudio de 3,5 mm; enquanto à esquerda, há mais uma porta Thunderbolt 4, o botão de energia e interruptor para desabilitar a webcam. Uma pena que faltou o leitor de cartões.

Imagem: Ivo/Canaltech

A conexão Thunderbolt 4 é o que há de mais avançado no segmento, de modo que é possível transferir dados com velocidade de até 40 Gbps, usar dispositivos USB do Tipo-C (bem como hubs, caso você precise de padrões mais antigos), ativar saídas DisplayPort ou mesmo carregar o notebook (em qualquer uma das portas).

Ao abrir a tampa, nos deparamos com um design otimizado, que aproveita o máximo de espaço para fornecer conforto com elegância. A tela de 14 polegadas ocupa quase toda a área disponível, deixando menos de meio centímetro de respiro nas bordas laterais. A faixa superior tem um espaçamento maior para acomodar a webcam.

O teclado do Yoga Slim 9i fica instalado de forma centralizado, com bordas espessas aos lados para acomodar o sistema de som (posteriormente vamos falar sobre a configuração de som). O touchpad tem um tamanho confortável, mas sinceramente poderia ser um pouco maior, o que também poderia garantir um espaço maior para o apoio dos pulsos.

A disposição interna foi pensada com cuidado. Há um acabamento texturizado nas partes ao redor do touchpad, que harmoniza bem com o restante da composição em metal. À direita do touchpad, temos o logotipo da marca, gravado de forma discreta. A dobradiça também metalizada é resistente, permite o giro da tela em até 180 graus e garante estabilidade mesmo durante o uso intenso.

Imagem: Ivo/Canaltech

O sistema de refrigeração fica instalado na parte de baixo, com as ventoinhas jogando o ar para a parte inferior, o que é eficiente, já que este notebook tem pezinhos de borracha que garantem uma pequena elevação e evitam o contato direto com a superfície. Há ainda frestas que ficam próximas à dobradiça e evitam o aquecimento do teclado.

Nós já comentamos sobre este tipo de solução de refrigeração em outros aparelhos concorrentes, mas enquanto alguns parecem ter algumas dificuldades para expulsar o excesso de calor, o Lenovo Yoga Slim 9i consegue lidar melhor com essa questão.

Tela

A tela do Yoga Sim 9i é de 14 polegadas com resolução Full HD. Um display com definição bastante inferior ao de alguns concorrentes (como o XPS, que ultrapassa a resolução 4K), mas que não deve ser um problema para a maioria dos usuários, já que o conteúdo continua bem nítido.

No site oficial, a Lenovo divulga que o painel do Yoga Slim 9i é do tipo WVA, mas também apresenta a informação de que ele é do tipo IPS. Esta é uma distinção complicada para se fazer a olho nu, já que ambos são similares. Todavia, o que importa é que é uma tela com 100% da gama de cores sRGB e compatível com a tecnologia Dolby Vision.

Imagem: Ivo/Canaltech

Na prática, isso quer dizer que temos aqui uma tela de alta fidelidade nas cores, ótimo para designers ou para quem pretende curtir filmes com um colorido excepcional. Além disso, o display desse notebook entrega até 400 nits de brilho, o que ajuda a deixar o conteúdo mais vivo, mesmo em ambientes com iluminação exagerada.

Vale notar que a tela do Yoga Slim 9i é do tipo touchscreen, mas este não é um equipamento do tipo 2 em 1, já que a tela não gira 360 graus, logo ele não vira tablet. Ainda é uma facilidade para quem está habituado ou para ter mais uma forma de interação. O display é preciso nas respostas de toque, porém a inclusão de uma caneta poderia dar maior precisão.

Teclado e Touchpad

O Lenovo Yoga Sim 9i conta com teclado em português do tipo ABNT2, o que inclui a presença da tecla cedilha e dos acentos nos seus devidos lugares. No entanto, assim como já fizemos críticas em reviews de laptops concorrentes, tais argumentos valem para o produto da Lenovo, que tem alguns inconvenientes na disposição de determinas teclas.

As setas “para cima” e “para baixo” são menores do que as setas para os lados, o que dificulta um pouco a usabilidade. Além disso, a tecla de interrogação fica ao lado da tecla Alt Gr, fora da posição habitual, que seria ao lado da tecla “:” (dois pontos e ponto e vírgula). Um reajuste no tamanho da tecla Shift (como foi feito à esquerda) resolveria tal problema.

Na parte superior, as teclas de função podem ser usadas com os comandos tradicionais (de F1 até F12) ou com os atalhos ativados, sendo que além das 12 teclas tradicionais, a Lenovo incluiu recursos especiais também nas teclas Insert e PrintScreen. Uma pena que entre as teclas de função faltam recursos multimídia, ou seja, não há atalhos para controlar as músicas.

O teclado do Yoga Slim 9i é do tipo retroiluminado, sendo que há diferentes níveis de brilho: automático, intensidade média ou iluminação máxima. Vários modelos similares tem esse tipo de função, mas este Lenovo é um dos poucos que vimos com sistema automático, que ativa a retroiluminação em ambientes escuros. Ponto para a marca!

O touchpad do Yoga Slim 9i não é dos maiores e não seria má ideia ter um de dimensões avantajadas. Não se trata de uma limitação do produto, mas é um item que, se melhorado, poderia agregar muito à experiência geral. O touchpad é resistente, excelente ao toque e preciso na usabilidade.

Imagem: Ivo/Canaltech

O único inconveniente é que o clique dos botões (quando usamos força para ativar os botões tradicionais) não é muito agradável, principalmente ao clicar repetidas vezes em sequência, pois parece que eles não respondem apropriadamente, mas isso pode ser resolvido com o clique sem pressão e com o uso de dois dedos para ativar o menu de contexto.

Configuração e Desempenho

O Lenovo Yoga Slim 9i tem no centro de sua configuração o Intel Core i7-1165G7, que usa chip gráfico integrado Intel Iris Xe, 16 GB de memória RAM e SSD de 512 GB do tipo NVME. Este processador é um dos mais avançados da 11ª geração Intel Core Tiger Lake. Ele tem 4 núcleos, executa até 8 threads e alcança clock de 4,7 GHz.

Na prática, este modelo da Lenovo tem uma das melhores combinações entre os ultrafinos, ainda que ele perca em alguns quesitos para o Dell XPS. De qualquer forma, ele executa todos os apps com muita rapidez, tem folga de memória RAM e deve dar conta do recado em apps bem pesados, como editores de imagens com múltiplos documentos carregados.

Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

Assim como outros produtos ultrafinos, o Lenovo Yoga Slim 9i pode esquentar um bocado em situações de estresse. Em nossos testes, o processador atingiu até 95 °C em ocasiões muito exigentes, mas não se preocupe, pois esta não é uma ocasião comum no dia a dia. No geral, a temperatura fica abaixo dos 40 °C.

A GPU aqui é a Intel Iris Xe, que é a melhor na atual linha de componentes da Intel. Ele tem performance suficiente para processamento de vídeos, edição de imagens e jogos medianos, como Dead by Daylight, que funciona na resolução Full HD e com o padrão Ultra. O único problema é que durante a execução de jogos, as teclas W, A, S e D ficam bem quentes.

Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

O Yoga Slim 9i tem 16 GB de memória RAM soldada, ou seja, não é possível fazer upgrades. A memória é do tipo LPDDR4X com clock de 4.266 MHz, o que é ideal para os jogos, já que o clock elevado ajuda nos gráficos, bem como é uma capacidade suficiente para executar múltiplos apps simultaneamente.

Para armazenamento, a Lenovo instalou no Yoga Slim 9i um SSD do tipo NVMe. O modelo que temos aqui é o Samsung MZVLB512HBJQ, que tem 512 GB de capacidade e trabalha no barramento PCU-Express 3.0. Segundo a fabricante, este SSD alcança taxas de leitura de até 3.500 MB/s e de escrita de até 2.900 MB/s. Nos testes, ele ultrapassa tais números.

Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

O Lenovo Yoga Slim 9i peca por um detalhe: ele tem uma das webcams de pior qualidade que já testamos em notebooks dessa categoria. É inaceitável que uma máquina que custa quase R$ 14.000 use uma webcam de apenas 0,9 MP com qualidade 720p. Ela até faz o desbloqueio no login com o uso de IR e ToF, mas para vídeos, é vergonhosa!

Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

Sistema de som

Além das muitas qualidades já comentadas, o Yoga Slim 9i ainda tem um trunfo final: um sistema de som de altíssima qualidade. A configuração de áudio que a Lenovo projetou para este aparelho é simplesmente uma das melhores (se não a melhor) que já vimos em laptops ultrafinos lançados recentemente.

A fabricante não informa a potência dos alto-falantes, mas não é preciso ter esses detalhes para perceber que o som é incrivelmente potente. Sabe aquele som que é cristalino e ainda muito encorpado? Então, é esse tipo de configuração que temos aqui, uma equalização precisa e muito afinada para todas as situações.

Imagem: Ivo/Canaltech

Apesar da espessura compacta, o sistema de áudio do Yoga Slim 9i consegue desempenhar muito bem até mesmo na hora de reproduzir graves. Trata-se de uma configuração compatível com Dolby Atmos, que consegue projetar um som que preenche o ambiente, algo facilita pelo posicionamento dos alto-falantes.

Mesmo quando configurado em nível máximo, quase não percebemos distorções. Vale notar que é possível testar diferentes equalizações através dos ajustes prontos do software da Dolby. Outra vantagem dessa compatibilidade é que a Lenovo conseguiu combinar uma ótima qualidade de tela com áudio, criando um combo excelente para filmes e jogos.

Bateria e Carregamento

Com um processador moderno, o Lenovo Yoga Slim 9i consegue usar pouca energia para a maior parte das tarefas, bem como consegue usar recursos de inteligência artificial para otimizar o consumo de bateria. Somado a isso, temos o fato de que a fabricante incluiu uma bateria de 4 células de 63,5 Wh, portanto espere uma autonomia prolongada. Veja os testes:

  1. Recarregamos a bateria até 100%;
  2. Alteramos o perfil de energia para “Melhor Bateria” (que é o modo econômico do Windows 10);
  3. No caso do Lenovo Yoga Slim 9i, que tem uma tela de 400 nits, nós configuramos o brilho da tela para 50%;
  4. Regulamos o nível de volume do som em 30%;
  5. Habilitamos o Wi-Fi para realizar um teste com streaming;
  6. Reproduzimos vídeos na Netflix por três horas consecutivas.

Após esse teste, a bateria do Yoga Slim 9i marcava 83%, o que indica um consumo de cerca de 5% a cada hora. Assim, a autonomia pode chegar perto de 20 horas para reprodução de vídeos via streaming. É claro que estes são números teóricos, mas de fato temos um resultado similar ao que é informado pela fabricante.

Imagem: Fábio Jordan/Canaltech

E vale pontuar que estamos falando de uma atividade que consome mais recursos, com brilho da tela elevado e com WiFi ativado, mas a duração total da bateria pode ser maior para atividades mais simples ou com ajustes diferentes.

O Lenovo Yoga Slim 9i conta com carregador de 65 watts, que pode ser conectado a qualquer porta Thunderbolt 4. Com tal configuração, a bateria pode ser carregada de 0 a 100% em aproximadamente 2 horas e 20 minutos. Assim, podemos concluir que, ao carregar a bateria por apenas 1 hora é possível conseguir quase 10 horas de bateria. Excelente!

Concorrentes diretos

O Yoga Slim 9i é um produto muito completo, com configurações ousadas e um acabamento raro, que o fazem ser único em sua composição. No entanto, isso implica num valor elevado, que ultrapassa a casa dos R$ 14.000, o que pode complicar sua situação frente aos demais concorrentes, que muitas vezes têm preços mais atraentes,

É o caso do Dell XPS 13, que também é um modelo premium em vários aspectos, sendo uma versão que se sobressai por ter tela 4K, processador mais poderoso e SSD mais generoso com 1 TB. Além disso, o produto da Dell leva vantagem por custar menos de R$ 13.000, sendo uma opção mais recomendada, já que o Lenovo não supera este concorrente.

Outro concorrente altamente recomendado é o MacBook Air com processador M1, que também tem resolução melhor que o Lenovo e que está disponível em versão com 16 GB de memória RAM e SSD de 1 TB por cerca de R$ 16.000. Apesar de ser mais caro que o Yoga, o aparelho da Apple leva vantagem com a CPU aprimorada e o sistema único.

O novo MacBook Air fica ainda mais interessante para quem não precisa de especificações tão robustas, sendo fácil encontrá-lo na faixa dos R$ 8.000 com 256 GB de SSD e 8 GB de RAM. Vale pontuar que a bateria dos Apple também é de longa duração, porém é preciso averiguar se você está disposto a investir em um novo sistema, caso ainda não seja usuário.

Por fim, temos o Samsung Galaxy Book Pro 360, com a mesma configuração de CPU, memória RAM e armazenamento. O produto da Samsung também tem tela Full HD, mas entrega qualidade superior por contar com painel do tipo SUPER AMOLED – e ele ainda vem com a caneta S-Pen. O melhor: este notebook está disponível na faixa dos R$ 10.500.

Conclusão

O Lenovo Yoga Slim 9i é um dos laptops mais charmosos que já passou por nossas mãos. O acabamento refinado é algo surreal, que faz o produto se destacar entre a concorrência, de modo que ele provavelmente ganhará a atenção dos consumidores mais endinheirados, que prezam por peças de arte.

O interior do produto não fica por menos, sendo uma das configurações mais poderosas da atualidade, o que faz desta máquina uma opção muito completa. O conjunto fica completo com a tela de colorido excepcional e o som que é disparado o melhor entre as opções de ultrafinos. O único defeito é câmera, que é até um pecado estar num aparelho tão robusto.

Apesar dos tantos acertos, a Lenovo foi ousada no preço, que está bem acima dos principais concorrentes, o que nos impede de indicá-lo como a melhor opção em custo-benefício para este segmento. Conforme mencionamos anteriormente, entre os aparelhos mais premium, o Samsung Galaxy Book Pro 360 continua na vantagem.

Enfim, o Lenovo Yoga Slim 9i pode ser uma ótima opção para quem busca um produto de luxo, porém é melhor aguardar promoções, já que o valor atual está bem acima do esperado para esse tipo de máquina. Fora isso, só temos que dar os parabéns à Lenovo pelo excelente projeto!

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.