Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

5 motivos para comprar o Dell G15 5530

Por| Editado por Jones Oliveira | 18 de Abril de 2024 às 15h30

Link copiado!

Ivo Meneghel Jr/Canaltech
Ivo Meneghel Jr/Canaltech

Durante a CES 2023, a Dell apresentou o novo Dell G15 5530, atualização de sua linha de notebooks gamer, e o Canaltech preparou um review bastante profundo do modelo. A versão que testamos foi a mais completa da loja oficial da Dell — inclusive com o Windows 11  Pro —, e veio equipada com processador Intel Core i7-13650HX, placa de vídeo GeForce RTX 4050 de 6 GB, 16 GB de RAM DDR5-4800 e 1 TB de armazenamento. 

Após baterias intensas de testes e casos de uso, separamos 5 motivos para comprar o G15 5530, que apesar de ainda ser um notebook de entrada, já está quase na transição para o segmento intermediário, mas ainda custa menos de R$ 10 mil.

No entanto, é preciso deixar claro que o foco do segmento é apenas rodar jogos em Full HD próximo dos 60 FPS, e para outras aplicações existem outros segmentos mais recomendados.

Continua após a publicidade

5. Preço e desempenho

Ser PC gamer é relativamente caro, e encontrar produtos para diferentes fatias do mercado é essencial para aproveitar ao máximo cada Real investido. De maneira geral, os produtos nos limites inferiores e superiores dos segmentos são parecidos em termos de desempenho, e o G15 5530 é um exemplo claro de que é possível ter um notebook gamer competente para Full HD por menos de R$ 10 mil, sem precisar rodar os jogos no mínimo.

Listado oficialmente R$ 9,2 mil na versão mais completa com Windows 11 Home, ele pode sair por cerca de R$ 8,4 mil com os descontos tradicionais da loja oficial da Dell ou em alguns revendedores. Por outro lado, a combinação do CPUIntel Core i7 Raptor Lake-H com a GeForce RTX 4050, deixam o G15 5530 sob medida para rodar jogos em Full HD com gráficos no Ultra acima de 45 FPS — ou até 60 FPS—, mesmo sem ativar o DLSS, desempenho próximo a de modelos intermediários.

4. Relativamente silencioso

O nível de ruído de notebooks gamer é sempre um fator que pode ser um incômodo. Por mais que a maioria esmagadora dos gamers tenham headsets, em alguns casos você só quer deitar no sofá para jogar sem ficar amarrado a um monte de fios.

É evidente que dependendo do jogo as ventoinhas vão acelerar fazendo algum barulho, mas de maneira geral, esse ruído ainda não abafa o som das caixas de som embutidas.

Continua após a publicidade

Além disso, mesmo em operação mais intensa, o barulho quase sempre ainda passa despercebido perto do próprio som do ambiente, como ventilador, ar-condicionado, alguma série passando na TV.

3. Upgrade

Também por ser um PC gamer, é natural que os usuários queiram colocar mais armazenamento ou memória e garantir que seu notebook dure alguns anos a mais. Nesse aspecto, o G15 5530 está entre os notebooks gamer mais fáceis de realizar upgrades.

Continua após a publicidade

A abertura do G15 é relativamente simples, sendo preciso ficar atento apenas a quatro parafusos — dois nos cantos inferiores e dois nas laterais — que não soltam completamente da tampa. Ao abrir o dispositivo, os slots NVMe M.2 e de memória são identificados imediatamente, bem como o cabo da bateria, que é sempre recomendado desconectar para evitar curtos durante a troca dos componentes.

A única restrição é que, oficialmente, o G15 5530 é certificado apenas para memórias DDR5 de 4800 MT/s. Algumas fabricantes de memória até oferecem pentes mais rápidos testados e aprovados internamente, mas optar por essas versões irá violar a garantia do notebook em eventuais danos, mesmo que não relacionados diretamente.

2. Conectividade

Um problema recorrente em muitos notebooks é o excesso de conectores nas laterais, forçando o usuário a deixar muitos cabos aparentes ao montar seu setup em uma bancada com monitor e periféricos dedicados. O Dell G15 5530 resolveu esse problema posicionando a porta HDMI 2.1, e porta USB-C 3.2 Gen2, mais rápida, na parte de trás, junto com uma porta USB 3.2 Gen1 adicional. 

Continua após a publicidade

Sendo assim, o usuário consegue conectar monitor, hub USB-C de alta velocidade e outros dispositivos de forma que eles fiquem mais organizados na mesa. Oficialmente, o G15 ainda é um notebook de entrada — apesar de estar na fronteira para o intermediário — então as portas são todas de até 5 Gbps, exceto pela USB-C.

Ainda assim, isso já permite utilizar pelo menos um dispositivo externo de armazenamento de alta velocidade sem sacrificar entradas para monitor, mouse e teclado, e sem poluir a área de trabalho.

1. Compatibilidade com DLSS 3.5

Continua após a publicidade

Uma das maiores vantagens do Dell G15 5530 em relação à boa parte dos notebooks na mesma faixa de preço é trazer uma GPU da série RTX40. Mesmo sendo uma GeForce RTX 4050, placa de entrada com apenas 6 GB de memória GDDR6, ela conta com a geração mais recente de núcleos Tensor, CUDA e RT da NVIDIA.

Isso assegura compatibilidade com as tecnologias de IA embarcadas para upscaling e geração de quadros embarcadas no DLSS 3.5. Naturalmente, o suporte não significa que será possível conectar o G15 em um monitor 4K e segurar jogos no Ultra a 120 FPS, porque essa sequer é a proposta do produto.

Contudo, nos jogos em que fica faltando aquele pequeno respiro de desempenho, principalmente ligando efeitos como Ray Tracing, utilizar o frame generator do DLSS 3.5 é indispensável para mantar a taxa de quadros em 60 FPS.

Continua após a publicidade