Publicidade

Intel quer colocar IA em todos os seus produtos em breve

Por| Editado por Jones Oliveira | 01 de Agosto de 2023 às 11h00

Link copiado!

Rawpixel.com/Freepik e Intel/Montagem:Felipe Vidal/Canaltech
Rawpixel.com/Freepik e Intel/Montagem:Felipe Vidal/Canaltech
Tudo sobre Intel

Após anunciar aumento nos lucros em uma reunião com investidores, Pat Gelsinger, CEO da Intel, revelou que a empresa pretende integrar todos os seus produtos com Inteligência Artificial em um futuro próximo.

Não é novidade que as companhias de tecnologia estão se movendo para conseguir uma fatia maior do mercado de IA após sucessos recentes como o ChatGPT. A Intel, por sua vez, já deve integrar chips neurais para melhorar o processamento de aprendizado de máquina nos novos processadores Meteor Lake, que devem ser lançados no fim de 2023.

Continua após a publicidade

Os componentes vão ter uma nomenclatura reformulada, aderindo ao nome de Intel Core Ultra aos modelos mais potentes da linha. Por enquanto, somente esses SKUs premium devem ter as estruturas neurais, mas a ideia é expandir isso em breve.

Gelsinger é enfático ao comentar que a IA estará em todas as áreas da vida, até mesmo em aparelhos auditivos. Outras aplicações já utilizadas, como tradução de videochamadas em tempo real, automação, geração de conteúdo e games, devem ter um salto de desempenho através de mais desenvolvimento com essas tecnologias.

Inteligência Artificial em mais chips

"Hoje, você está começando a ver que as pessoas estão indo para a nuvem e brincando com o ChatGPT escrevendo um trabalho de pesquisa e, sabe, isso é super legal, certo? E é claro que as crianças estão simplificando suas tarefas de casa dessa maneira, mas você não fará isso para todos os usuários - porque estar apto para IA deve ser feito no cliente para isso ocorrer, certo? Você não pode ir para a nuvem. Você não pode ir e voltar para a nuvem", comenta o CEO.
Continua após a publicidade

A fala do executivo sintetiza a estratégia da Intel para o futuro. Embora hoje a IA seja fortemente relacionada ao armazenamento em nuvem, nem todas as pessoas podem ou querem continuar nesse processo. Pat cita que os custos de servidores são muito altos, a latência precisa ser baixa e a transmissão de dados deve ser alta para realizar essa "ida e volta" constante do usuário para a nuvem.

Assim, inserir componentes específicos nos chips da Intel — como os motores neurais — reduziria esse problema, uma vez que o processamento da Inteligência Artificial seria realizado de forma local dentro do hardware.

O presidente executivo ainda comenta que a revolução da IA é similar ao que aconteceu com o "selo" Centrino no início dos anos 2000. Os notebooks dessa linha começaram, naquela época, a tomar vantagem de conexões sem fio, como o Wi-Fi.

Continua após a publicidade

Windows 12 deve ter forte influência da IA

A conectividade com Inteligência Artificial hoje em dia é tão forte que até as próximas versões do Windows devem ser completamente integradas com esse tipo de tecnologia. Há alguns meses, Panos Panay, responsável pela divisão Windows, revelou que "a IA vai reinventar como você faz tudo no Windows".

Inclusive, alguns vazamentos recentes sugeriram que os futuros processadores Meteor Lake já estariam em desenvolvimento para receber o suposto Windows 12 no futuro.

Fonte: The VergePCMag