Missão Artemis IV pode ser adiada para 2028, alerta relatório

Missão Artemis IV pode ser adiada para 2028, alerta relatório

Por Danielle Cassita | Editado por Rafael Rigues | 09 de Junho de 2022 às 17h30
NASA

Uma auditoria final dos esforços que a NASA vem empregando para a construção da torre Mobile Launcher 2 (ML-2), feita pelo Office of Inspector General (OIG) do Governo dos EUA, foi publicada. A estrutura massiva será usada em futuros lançamentos à superfície da Lua, mas o novo relatório alerta que, além de custar 2,5 vezes mais do que o planejado, o atraso de 2,5 anos na entrega da torre poderá fazer com que o lançamento da missão Artemis IV aconteça somente no fim de 2028.

A NASA já tem uma torre móvel de lançamentos para o foguete Space Launch System (SLS). Entretanto, a estrutura terá que ser substituída após três missões porque, futuramente, a agência espacial planeja usar uma versão do foguete com estágio superior mais potente. Esta versão terá uma capacidade de transporte de cargas úteis à Lua 40% maior.

À esquerda, a versão original do foguete SLS e da torre de lançamento; à direita, as versões atualizadas de ambos (Imagem: Reprodução/NASA/OIG)

Assim, há três anos a NASA fechou um contrato com a empresa Bechtel para projetar e construir a ML-2, uma estrutura com 118 m de altura que irá suportar o abastecimento e lançamento da versão futura do SLS. A torre móvel deveria custar US$ 383 milhões, mas, segundo o relatório, o projeto está atrasado e já chega ao custo de US$ 960 milhões.

Segundo o relatório, “o desempenho fraco da Bechtel é o principal motivo para os aumentos significativos de custos projetados”. Além disso, o documento ressalta que a empresa subestimou o escopo e complexidade do projeto — em paralelo, os funcionários afirmaram que os altos custos são consequência da pandemia do novo coronavírus. Fred de Sousa, representante da Bechtel, afirma que a empresa está comprometida em entregar a torre.

O relatório destacou também que “as práticas de gerenciamento da NASA contribuíram para os aumentos do custo do projeto e atrasos no cronograma”, e parte disso se deve à agência ter fechado o contrato com a Bechtel antes de finalizar o projeto da versão atualizada do SLS. A NASA planeja lançar a missão Artemis IV e as demais com a nova versão do SLS e, para isso, vai precisar da nova torre — mas, agora, a Bechtel não espera que a construção dela comece antes do fim de 2022.

No cronograma da Nasa, a Artemis IV será a segunda missão tripulada na superfície lunar. Antes dela teremos, ainda neste ano, a Artemis I, um teste não tripulado do foguete SLS Block 1 e cápsula Orion em uma jornada ao redor da Lua. Em algum momento de 2024 teremos a Artemis II, com o mesmo foguete e trajeto, mas uma tripulação a bordo. O pouso na Lua virá com a Artemis III, originalmente programada para 2024, mas atualmente prevista para 2025.

Recentemente a Nasa revelou as duas empresas que produzirão os trajes lunares do programa, a Axiom Space, que pretende construir uma estação espacial em órbita da Terra, e a Collins Aerospace.

Fonte: Office of Inspector General; Via: The Washington Post

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.