Foguete lunar da NASA chega à plataforma de lançamento para novo teste

Foguete lunar da NASA chega à plataforma de lançamento para novo teste

Por Danielle Cassita | Editado por Patrícia Gnipper | 18 de Março de 2022 às 11h17
NASA/Joel Kowsky

O foguete Space Launch System (SLS) chegou à plataforma do Complexo de Lançamentos 39B. O veículo foi transportado por um guindaste ao longo de um percurso de quase 7 km e, após quase 11 horas de jornada, chegou à plataforma às 05h15 desta sexta-feira (18), no horário de Brasília. Agora, o SLS será abastecido por propelente para passar por um “ensaio” do lançamento da missão Artemis I, estimado para acontecer no meio do ano.

Foi às 18h47, no horário de Brasília, que as portas do Vehicle Assembly Building (VAB) abriram e o SLS, o foguete que levará os próximos astronautas para a Lua, iniciou sua jornada. Sozinho, o foguete pesa 2,5 milhões de quilos; contudo, ele foi levado à plataforma com a cápsula Orion, de 23 mil quilos, instalada em seu topo. O sistema foi transportado pelo veículo crawler-transporter 2 (CT-2).

Bill Nelson, administrador da NASA, comemorou a saída do foguete rumo à plataforma. “Nessas plataformas de lançamento, indivíduos únicos alcançam coisas impensáveis”, disse ele, durante a transmissão da jornada do SLS. “Hoje, uma nova geração — não a geração Apollo, e sim a Artemis — está se preparando para alcançar novas fronteiras”.

Em sua fala, Nelson destacou também o papel do programa Artemis para futuras missões a Marte. “A Artemis I irá demonstrar o compromisso e capacidade da NASA em estender a presença da humanidade na Lua e além”.

Considerado o foguete mais potente já construído, o SLS foi projetado para levar humanos além da gravidade da Terra, indo com destino à Lua, Marte e, quem sabe, ao espaço profundo. “O Space Launch System é o único foguete capaz de levar humanos ao espaço profundo”, disse Nelson. “E a [cápsula] Orion irá se aventurar mais longe que qualquer outra nave já construída para levar humanos; ela ficará no espaço muito mais tempo que qualquer outra espaçonave projetada para astronautas, sem ser acoplada a estações”.

As próximas etapas para o foguete SLS

Agora que o SLS e a nave Orion chegaram à plataforma, a equipe da missão irá configurá-los para ficarem preparados em posição de lançamento. Nas próximas semanas, o SLS será conectado à interface da plataforma e passará por diferentes testes de seus sistemas de hardware e software. Depois, haverá um teste com uma espécie de “ensaio” do lançamento, uma etapa em que o estágio central do foguete será abastecido com propelente, seguido de uma contagem regressiva.

O foguete SLS e a cápsula Orion seguindo rumo à plataforma (Imagem: Reprodução/NASA/Aubrey Gemignani)

A contagem será suspensa quando faltarem aproximadamente 10 segundos para o fim, ou seja, logo antes de quando ocorreria o acionamento dos motores do estágio. O esperado é que o abastecimento leve aproximadamente oito horas, e irá exigir dois turnos de controladores acompanhando o fluxo do propelente e da contagem regressiva.

“Como tenho mais interfaces, tenho mais chances de possíveis vazamentos de uma perspectiva criogênica, então há mais coisas para nos preocuparmos”, explicou Brad McCain, vice-presidente e vice-gerente geral da Jacobs, a principal contratante do Exploration Ground Systems, na NASA.

O teste está programado para acontecer no início de abril e, após sua conclusão, o veículo deverá ser levado de volta ao Vehicle Assembly Building para passar por eventuais manutenções e para os preparativos finais — McCain acredita que alguns reparos mínimos devem ser necessários após a condução do teste e abastecimento. Tudo correndo bem, o SLS retornará à plataforma para o lançamento da missão Artemis I, estimado para acontecer entre maio e junho.

Fonte: NASA, ESA

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.