Ms. Marvel | O que é a Dimensão Noor?

Ms. Marvel | O que é a Dimensão Noor?

Por Durval Ramos | Editado por Jones Oliveira | 27 de Junho de 2022 às 10h15
Marvel Studios

O terceiro episódio de Ms. Marvel foi de muita explicação. Depois de mudar a origem e os poderes da personagem, a nova série do Disney+ finalmente revelou de onde vêm as habilidades de Kamala Khan (Iman Vellani). Como foi mostrado, a garota descende dos djinns, as entidade da mitologia pré-islâmica, e a chave para acessar o mundo desses seres.

Isso porque um grupo de exilados precisa de seu bracelete e poderes para abrir um portal que os leve de volta para a Dimensão Noor, o lar dos djinn e de onde eles foram expulsos há pelo menos 80 anos.

E a grande questão que fica é: o que diabos é a tal Dimensão Noor? O episódio até ensaia uma explicação, dizendo que se trata de um mundo de luz, mas não entra em detalhes — o que deve ser explorado ao longo da temporada. Só que essa é uma incógnita que atinge até os leitores em quadrinhos, pois nada disso existe nas histórias em quadrinho.

Os poderes de Kamala estão ligados à estranha Dimensão Noor. Mas o que é isso? (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)

Assim, o que podemos esperar dessa reviravolta que o Universo Cinematográfico da Marvel (MCU, na sigla em inglês) preparou e o que ela pode dizer sobre o futuro das histórias?

Uma nova dimensão

Por ser algo original do MCU, é até difícil saber por onde começar a procurar indícios do que Ms. Marvel está preparando. Embora o Clã Destino exista nas HQs, nada disso parece se encaixar com esse papo todo de djinns exilados que foi apresentado.

Ao todo, a série entregou duas pistas importantes. A primeira é que Noor é o nome em urdu para Luz, ou seja, a tal Dimensão Noor seria uma espécie de Dimensão de Luz ou um Reino de Luz.

E é algo que faz todo sentido para os poderes da própria Kamala. Como vimos até aqui, as habilidades da jovem são relacionadas a essa espécie de luz sólida, projetando plataformas ou mesmo construindo uma mão gigante para dar um soco nos inimigos — quase como um Lanterna Verde.

A luz sólida de Kamala parece vir desse reino dos djinns (Imagem: Divulgação/Marvel Studios)

O outro ponto apresentado por Bruno (Matt Lintz) é que ele já tinha ouvido falar na Dimensão Noor em um artigo publicado pelo Dr. Erik Selvig, que é um nome já bastante conhecido dos fãs do MCU. Trata-se do cientista interpretado por Stellan Skarsgård nos dois primeiros Thor — e que dá o ar de sua graça também em Vingadores: Era de Ultron — que é notoriamente conhecido por seus estudos sobre portais e outras dimensões.

É com ele que Jane Foster (Natalie Portman) trabalha quando descobre sobre Thor (Chris Hemsworth), Asgard e todos os Nove Reinos. E sua interação com o herói ajudou a comprovar algumas teorias, o que serviu para ele construir seu nome no meio acadêmico.

E por que isso é importante? Pois se Selvig escreveu um artigo sobre a Dimensão Noor, isso pode indicar o quanto o reino dos djinn pode estar ligado a essas outras dimensões que o MCU sempre explorou de forma muito superficial.

Em Thor: Mundo Sombrio, o Dr. Selvig já desenhava a dinâmica dos reinos dentro de cada universo (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)

Embora seja um pouco difícil teorizar em cima do nada que a Marvel nos deu sobre esses assuntos, tudo leva a crer que há uma distinção entre dimensões e multiverso. Pelo que o astrofísico tinha apresentado até então, a Terra seria apenas um reino deste universo e que, além dela, existiria ainda Asgard, Jotunheim, Hel e vários outros. Segundo ele, isso comporia o Universo-616 — nome que Doutor Estranho no Multiverso da Loucura acabou confirmando. Dessa forma, o multiverso seria as variações desse mesmo conjunto em outros planos.

É quase como um caderno: cada folha representaria uma realidade do multiverso e as coisas desenhadas nelas os reinos (ou dimensões) existentes. Ficou fácil de entender?

Dentro desse esquema, portanto, a Dimensão Noor seria um reino que existe além da nossa Terra, da mesma forma que Asgard. E isso ajuda a explicar, por exemplo, por que Kamala brinca tanto com a ideia de ser uma asgardiana.

A Dimensão Sombria do Doutor Estranho até lembra a Dimensão Noor (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)

O interessante é notar que o MCU já apresentou vários desses reinos ao longo de seus filmes. Além dos Nove Reinos da mitologia nórdica, tivemos o reino místico de Ta Lo em Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis e a Dimensão Sombria em Doutor Estranho. E aqui as pontas parecem começar a se juntar.

Luz e sombra

Parece que foi há uma vida que o primeiro Doutor Estranho estreou, por isso é difícil lembrar que o grande embate contra o vilão Dormammu aconteceu na Dimensão Sombria. Mais do que isso, a cena pós-crédito de Multiverso da Loucura traz Clea (Charlize Theron) surgindo para levar Stephen Strange (Benedict Cumberbatch) de volta para lá para resolver uma incursão. E o que isso tem a ver com Ms. Marvel?

Em inglês, a Dimensão Sombria chama-se Dark Dimension — que também pode ser traduzida como Dimensão Negra ou Dimensão das Trevas. E o que faz oposição a isso? Sim, luz — ou Noor, se o seu urdu não estiver muito enferrujado.

A Dimensão Sombria voltou a aparecer em Multiverso da Loucura (Imagem: Reprodução/Marvel Studios)

Isso pode indicar o quanto a origem e o destino de Kamala pode estar conectado a esse arco que está se desenhando. E o próprio todo-poderoso do MCU, Kevin Feige, já disse que tanto Multiverso da Loucura será fundamental para o que está por vir quanto que as mudanças na origem e poderes de Kamala Khan serviriam para adequá-la ao momento que as histórias pedem.

O problema é que isso não quer dizer muita coisa. Não sabemos praticamente nada sobre a Dimensão Sombria, o que faz com que a sua contraparte luminosa seja ainda menos clara para o público.

Ao mesmo tempo, também podemos imaginar que essa menção a Selvig terá uma ligação com o vindouro Thor: Amor e Trovão. O penúltimo episódio da série vai ao ar às vésperas da estreia do filme e não seria a primeira vez que veríamos as histórias se cruzando, então não é impossível imaginar alguma relação da Dimensão Noor com o retorno de Jane Foster ou algo assim.

Conexões com a Capitã Marvel

O grande ponto é que a Ms. Marvel não precisa ter nenhuma ponte direta com Thor ou Doutor Estranho. A sua origem está atrelada à Capitã Marvel e sua admiração por Carol Danvers (Brie Larson) e já parece mais do que óbvio de que as duas vão se encontrar muito em breve — até porque Kamala vai participar do filme The Marvels. Assim, como tudo isso se conecta à Dimensão Noor?

Vamos ter que esperar o desenrolar de Ms. Marvel para entender o que está por vir (Imagem: Divulgação/Marvel Studios)

Sinceramente, difícil dizer. Por ser um conceito totalmente novo, a Marvel pode dizer que essa é a fonte de poderes de Danvers, lar de uma nova ameaça ou onde ela se escondeu nesse tempo todo — ou não ser absolutamente nada. Assim como também pode ser a dimensão na qual o Quarteto Fantástico está preso ou para onde o sinal dos anéis de Shang-Chi está apontando.

Dessa forma, esse final de temporada de Ms. Marvel parece trazer algo ainda inédito dentro de todo o MCU: o desconhecido. Pela primeira vez, tanto leitores de quadrinhos quanto quem acompanha os heróis só pelas telas estão em pé de igualdade sobre o que está por vir.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.