Publicidade

Crítica União Instável | Comédia brasileira é divertida, mas cheia de erros

Por| Editado por Durval Ramos | 27 de Novembro de 2023 às 19h35

Link copiado!

Netflix
Netflix
Tudo sobre Netflix

Para surpresa dos assinantes da Netflix, o streaming lançou no dia 24 de novembro uma comédia brasileira divertida, daquelas gostosas de assistir no fim de domingo, mas que, infelizmente, tem alguns erros grosseiros de enredo. Intitulada União Instável, a obra, que ainda está praticamente escondida no catálogo da plataforma, é dirigida por Silvio Guindane, o mesmo que também assina Mussum:O Filmis, uma das gratas surpresas de 2023.

Na trama, o casal Eva (Dandara Mariana) e Alex (Dan Ferreira) estão prestes a se casar e planejam fazer uma cerimônia com tudo que têm direito na Bahia, local onde se conheceram. Acontece que para isso dar certo, todos os detalhes precisam estar ajustados e organizados, o que não é a realidade dos noivos.

Continua após a publicidade

Enquanto Eva se desdobra para dar conta de tudo, Alex tenta lidar com as obrigações do casamento enquanto marca uma entrevista de emprego em uma empresa que promete comprar a demo do jogo de videogame que ele desenvolveu. E, é a partir desse ponto que a trama começa, mostrando todas as confusões e imprevistos que permeiam a vida do casal principal.

Com ritmo ágil e elenco cativante, União Instável é um filme leve e bobinho, daqueles que divertem, sem precisar de muito esforço. As poucas piadas são boas e as situações cômicas, embora sejam muito clichês — como duas sogras que se odeiam, se divertindo bêbadas — também arrancam algumas risadas do público. O problema fica realmente no texto. O enredo não desenvolve bem os personagens, e assim fica difícil criar qualquer tipo de sintonia ou identificação com Eva e Alex.

Apesar do amor ser um tema universal, como o próprio longa afirma em determinado momento, é preciso mais do que um bocado de cenas soltas para fazer o público comprar a história dos protagonistas. O que sabemos é que ambos são apaixonados um pelo outro, e que enquanto ela é metódica e organizada, ele tem dificuldade com prazos e compromissos… e é somente isso que a história entrega.

Continua após a publicidade

Faltou mostrar um pouco mais da história de amor dos dois, e de como esse sentimento foi construído ao longo dos anos, afinal é esse o argumento principal que sustenta a história e que dá gancho para o plot twist. Como ele é mal trabalhado, a sensação que fica é que o filme todo é fraco e passou rápido demais. Se tivesse dedicado mais tempo à trama, o diretor talvez conseguisse construir uma história mais coesa, que deixasse espaço para os protagonistas crescerem e para o elenco brilhar.

Coadjuvantes são mal aproveitados

Por falar nos coadjuvantes, é preciso dizer que um dos principais chamarizes do longa é justamente o elenco. Com nomes como Yuri Marçal (Mussum: O Filmis), Katiuscia Canoro (Modo Avião), Luellen de Castro (O Auto da Compadecida), Sérgio Loroza (A Diarista) e Negra Li (Antônia), a comédia prometia muitas risadas e ótimos momentos cômicos entre o grupo, no entanto, não é isso que acontece.

Continua após a publicidade

Loroza tem um único trecho de destaque quando aparece cantando O que é, O que é? de Gonzaguinha, já Katiuscia tem falas simplórias e quase infantis. Quem consegue se destacar e ganhar mais tempo de tela é Estevam Nabote, que vive o melhor amigo de Alex e é o responsável pela maior parte das trapalhadas da dupla.

Ele já tinha feito uma excelente estreia no filme Um Dia Cinco Estrelas, também de 2023, e voltou a brilhar em cena. Seu timing para comédia é preciso e não soa caricato. O restante não se destaca nem para ser mencionado nessa crítica. Uma pena, pois Lelle (conhecida também como Lellezinha) que já brilhou em outras tramas como Nosso Sonho e Totalmente Demais é um talento totalmente desperdiçado.

Por fim, se o filme acertou em algo, é na forma como lidou com a relação romântica. Aqui, a trama não glamouriza as renúncias em prol do amor, mas mostra que para uma relação dar certo é preciso que as duas partes estejam felizes também com suas vidas individuais. Ótima escolha em fugir do clichê e mostrar a realidade da vida moderna.

Continua após a publicidade

E é assim, com uma trama divertida, mas com muitas falhas, que União Instável se firma como uma opção agradável para quem quer apenas se distrair sem muito compromisso. Quem quiser dar uma chance, o encontra na Netflix.