Publicidade

15 melhores filmes brasileiros para assistir na Netflix

Por| Editado por Jones Oliveira | 24 de Março de 2023 às 15h30

Link copiado!

Globo Filmes, RT Features
Globo Filmes, RT Features
Tudo sobre Netflix

Não é de hoje que o cinema brasileiro vem ganhando notoriedade e deixando para trás aquela fama de que filme nacional é sempre ruim. Com o passar dos anos, o público foi percebendo que há uma infinidade de longas “brazucas” que valem a pena dar uma chance. A Netflix também percebeu isso e, por essa razão, tem investido em produções feitas aqui no nosso país para rechear seu catálogo.

Entre as várias opções, há produções de todos os gêneros: comédias, dramas, ação e até épicos. Mas, com tantos títulos, como escolher o melhor longa para ver? Pensando nisso, o Canaltech listou os 15 melhores filmes brasileiros para assistir na Netflix. Prepare a pipoca e boa maratona!

Continua após a publicidade

15. Os Homens São de Marte... E É Pra Lá Que Eu Vou

Nada melhor para começar a nossa lista do que um bom filme de comédia. Nesse longa, Mônica Martelli e Paulo Gustavo dão vida à Fernanda e Anibal, uma dupla de amigos que não se desgruda nunca e que acaba se metendo em várias confusões.

Solteiros, os dois são cerimonialistas especializados em casamento, mas enquanto o rapaz está de bem com sua condição, Fernanda é obcecada para conseguir um marido e, por isso, acaba lidando com diversos tipos de homens que vira e mexe atormentam sua vida.

Continua após a publicidade

14. Minha Mãe é Uma Peça

Outro filme nacional de comédia que está disponível na Netflix e vale a pena dar uma chance é Minha Mãe é Uma Peça, estrelado pelo eterno Paulo Gustavo. Na trama, ele dá vida à Dona Hermínia, uma mulher suburbana, mãe de três filhos e um exagero em pessoa. Um dia, após ouvir sua filha Marcelina falar que ela era muito chata, Dona Hermínia decide sair de casa, deixando os filhos em apuros sem saber onde ela está.

Com um texto leve e engraçado, o filme conseguiu conquistar a todo tipo de público e se tornou um sucesso nacional, tanto que ganhou duas continuações nos anos seguintes.

Continua após a publicidade

13. Divã

Saindo de uma comédia sobre mães e filhos e indo para outra que trata do amadurecimento da mulher moderna, Divã, dirigido por José Alvarenga Júnior e estrelado por Lilia Cabral, conta a história de Mercedes, uma mulher de 40 anos e mãe de dois filhos, que tem uma vida estabilizada e um tanto quanto morna.

Continua após a publicidade

Um dia, ela procura um analista e começa a fazer terapia. Pouco a pouco, então vai se descobrindo como mulher e revelando facetas da sua personalidade que desconhecia.

Lançado em 2009, o filme é baseado no livro homônimo de Martha Medeiros e traz no elenco Cauã Reymond, Reynaldo Gianecchini, Eduardo Lago e Alexandra Richter.

12. Socorro, Virei Uma Garota!

Continua após a publicidade

Quem procura um bom filme brasileiro para assistir na Netflix e gosta de besteirol, certamente irá gostar desse longa lançado em 2019 e dirigido por Leandro Neri.

A história acompanha Júlio, um garoto tímido e nerd que é apaixonado por Melina, uma das meninas mais populares do colégio. Um dia, ao ver uma estrela cadente ele pede para se tornar popular também, mas o que ele não imaginava era que se transformaria em Júlia, outra garota do grupinho das poderosas.

Sem saber como lidar com o corpo feminino e completamente assustado, Júlio terá que encontrar uma solução para voltar ao seu corpo de antigamente.

Estrelado por Victor Lamoglia e Thati Lopes, o filme tem uma boa dose de comédia e uma trama interessante, capaz de arrancar boas risadas.

Continua após a publicidade

11. Depois do Universo

Lançado em 2022, Depois do Universo fez sucesso com o público e conquistou o top 10 da Netflix por um bom tempo.

A trama conta a história de Nina (Giulia Be), uma talentosa pianista que sonha tocar na Orquestra Sinfônica de São Paulo, mas que antes precisa lidar com as consequências do lúpus— uma doença autoimune que ataca sua pele e órgãos internos, especialmente os seus rins. Em meio a isso tudo, ela acaba se apaixonando por Gabriel (Henrique Zaga), um médio que trabalha no mesmo hospital onde ela faz hemodiálise.

Continua após a publicidade

Abusando do romance e do drama, o filme arranca algumas lágrimas dos espectadores e merece uma chance, especialmente se você gostar do gênero.

10. Hoje Eu Quero Voltar Sozinho

Saindo de um romance para outro, esse filme do diretor Daniel Ribeiro, conta a história de Leo, um adolescente cego que tem que lidar com a mãe superprotetora, os dilemas da idade e as dificuldades de estudar em um colégio que não é adaptado à sua condição.

Continua após a publicidade

Um dia, ele conhece Gabriel, o novo aluno da escola, e os dois acabam se envolvendo amorosamente. A partir de então, Leo começa a se descobrir como pessoa e a desvendar melhor sua orientação sexual.

Lançado em 2014, o filme tem uma trama romântica e bonita, e conquistou o público, se tornando um queridinho do cinema nacional.

9. Ponte Aérea

Continua após a publicidade

Comandado pela cineasta Júlia Rezende, que já passou pelas comédias Meu Passado Me Condena e Um Namorado Para Minha Mulher, além do recente A Porta ao Lado, Ponte Aérea se distancia do humor e aproxima-se do drama.

A história reúne Amanda (Letícia Colin), uma publicitária paulistana ligada nos 220V cujo voo voltando do Rio de Janeiro precisa fazer uma parada de urgência em Belo Horizonte. Lá ela conhece Bruno (Caio Blat), um artista plástico carioca que coincidentemente estava na mesma aeronave. A atração é instantânea, mas, com o passar do tempo, eles percebem que não é apenas a distância que dificulta o casal de manter um relacionamento.

8. Aquarius

Continua após a publicidade

Outro longa nacional que não pode ficar de fora da lista dos melhores filmes brasileiros para assistir na Netflix é Aquarius, de 2016. A história acompanha a vida de uma jornalista aposentada que tenta, a todo custo, defender seu apartamento da especulação imobiliária que avança sobre o bairro onde mora.

Viúva e mãe de três filhos adultos, ela tem por seu apartamento um afeto emocional que a faz lutar até o final para defender aquilo que acredita.

Com direção de Kleber Mendonça Filho (Bacurau), e atuação de Sônia Braga, Aquarius faz um retrato interessante do Brasil e da sociedade atual.

7. Que Horas Ela Volta?

Já que falamos no clássico e aclamado Aquarius, também é justo que falemos de Que Horas Ela Volta? filme de Anna Muylaert, escrito pela mesma e pela atriz Regina Casé.

Lançado em 2015, a comédia dramática impactou o cinema nacional ao tecer uma crítica social às classes dominantes e como elas enxergam e tratam os menos favorecidos.

Na trama conhecemos Val, uma mulher de origem humilde que se mudou para São Paulo com o intuito de trabalhar e proporcionar uma vida melhor para sua filha Jéssica. Anos depois, a menina lhe telefona e diz que está indo para a cidade prestar vestibular. Os patrões de Val a recebem de braços abertos, mas Jéssica logo percebe a relação abusiva a qual sua mãe é submetida.

6. Boa Sorte

Um filme nacional ainda pouco conhecido, mas que vale a pena o play é Boa Sorte, lançado em 2014. A história segue João, um adolescente depressivo que é internado contra sua vontade em uma clínica psiquiátrica. No local, ele conhece e se apaixona por Judite, uma jovem com HIV em estado terminal. Apesar de saber que sua amada irá morrer, o rapaz passa a olhar a vida de outra forma.

Dirigido por Carolina Jabor e escrito por Jorge Furtado, o filme conta com a atuação brilhante de Deborah Secco, que precisou perder muito peso para dar vida à personagem.

5. Bicho de Sete Cabeças

Outro filme brasileiro que está na lista dos melhores da Netflix e aborda o tema da saúde mental é Bicho de Sete Cabeças, protagonizado por Rodrigo Santoro. No filme conhecemos Seu Wilson (Othon Bastos) e seu filho Neto (Santoro), dois homens que não se entendem e que vivem brigando. Um dia, a situação entre os dois chega ao limite e Wilson decide enviar Neto a um manicômio, ainda que não haja razão médica para isso.

No local, o jovem que, até então, era saudável vai definhando com o passar do tempo e sendo devorado por um sistema que lentamente devora seus internos.

4. O Animal Cordial

Provando que o cinema brasileiro também sabe produzir bons filmes de terror, O Animal Cordial, de 2017, da diretora Gabriela Amaral, conta uma história trágica de um restaurante de classe média, comandado pelo excêntrico e vaidoso chefe Inácio.

Um dia, quando estava prestes a ir embora, Inácio percebe uma movimentação estranha no local, e logo se dá conta de que está sendo assaltado por uma dupla de bandidos; Magno e Nuno.

A partir de então, ele e sua garçonete Sara precisam encontrar uma maneira de controlar a situação e lidar com os clientes que ainda estão no local. Mas, quanto mais o tempo passa, mais as coisas saem do controle.

Com atuações espetaculares de Murilo Benício, Camila Morgado, Luciana Paes, Irandhir Santos, Humberto Carrão, entre outros, o filme entrega uma estranheza capaz de mexer com as emoções de quem assiste.

3. Elis

Quem gosta de filmes biográficos e está em busca de um bom título para assistir na Netflix, certamente vai gostar de Elis—ainda que não tenha muito apreço pela cantora Elis Regina, a pimentinha.

Lançado em 2016 e protagonizado brilhantemente por Andreia Horta, o filme conta a história de uma das maiores cantoras do Brasil, e aborda desde o seu início no Rio Grande do Sul, até o dia da sua morte, passando, é claro, pelos momentos polêmicos que viveu durante o período da Ditadura Militar.

Além de Andreia, completam o elenco Gustavo Machado que vive Ronaldo Bôscoli, Caco Ciocler como César Camargo e Lúcio Mauro Filho como Miéle.

2. O Tempo e o Vento

É impossível falar dos melhores filmes brasileiros para assistir na Netflix sem citar esse épico do diretor Jayme Monjardim que é baseado—e faz uma homenagem—à obra do escritor gaúcho Érico Veríssimo.

O longa, de 2013, aborda a relação da família Amaral e Terra-Cambará, que são inimigas desde o fundamento da cidade de Santa Fé. Quando o sobrado da segunda família é cercado, eles se vêem na obrigação de pegar em armas para tentar defender a propriedade. Entre os membros do núcleo familiar está Bibiana, já idosa, que recebe a visita do seu falecido marido, o famoso Capitão Rodrigo.

Mesclando flashbacks com o tempo presente, o filme consegue passar por todas as épocas da obra de Veríssimo sem deixar o público perdido. O destaque fica para a fotografia dos pampas gaúchos que enchem os olhos e para as atuações elogiadas de Marjorie Estiano e Fernanda Montenegro, que dão vida à Bibiana em diferentes fases.

Thiago Lacerda também agrada muito e constrói um Capitão à altura de Tarcísio Meira, que o interpretou na série da TV Globo, em 1985.

1. Estômago

Chegamos ao topo da nossa lista de melhores filmes brasileiros para assistir na Netflix, e é claro que Estômago não poderia ficar de fora. O filme, lançado em 2008, traz João Miguel, Babu Santana e Fabiula Nascimento no elenco, e conta a história de um nordestino que vai para o sudeste carregando a esperança de ter uma vida melhor.

Ao começar a trabalhar na cozinha de um bar, ele logo descobre sua vocação para a culinária e, em pouco tempo, é convidado para ser assistente de cozinheiro em uma famosa cantina italiana.

Assim, pouco a pouco Raimundo vai construindo sua vida, mas seu destino muda quando ele se apaixona pela prostituta Iria.