Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Sai Kang, entra Doutor Destino: por que o MCU quer trocar seu vilão

Por| Editado por Durval Ramos | 02 de Novembro de 2023 às 10h53

Link copiado!

Reprodução/20th Century Fox, Marvel Studios
Reprodução/20th Century Fox, Marvel Studios
Tudo sobre Marvel

A Marvel se encontra em um dilema bem complicado em relação ao futuro de seus filmes e séries. Após lançamentos em streaming que não causaram tanta repercussão quanto o esperado e filmes que renderam abaixo do esperado, o Marvel Studios estaria repensando a sua estratégia para os cinemas e Disney+, com o grande vilão Kang, o Conquistador, na mira para rodar antes mesmo do final da sua grande saga do multiverso.

Em uma reportagem da Variety, foi revelado que executivos da Marvel estariam apreensivos em relação ao ator Jonathan Majors (Creed 3), intérprete de Kang e suas variantes, e grande vilão da saga do multiverso. Essa dúvida em relação ao ator estaria fazendo com que o estúdio estivesse cogitando trocar o vilão por outra grande ameaça ainda inédita no Universo Cinematográfico da Marvel: o Doutor Destino.

Continua após a publicidade

Problemas legais e baixa bilheteria

Após o lançamento de Vingadores Ultimato, que rendeu mais de US$ 2 bilhões nas bilheterias, o Marvel Studios se viu em um novo mundo, sem alguns dos Vingadores e podendo explorar novos personagens e cantos do MCU.

Essa tentativa veio na forma de filmes como Eternos e Shang Chi e a Lenda dos Dez Anéis, bons filmes, mas que não chegaram no mesmo nível de sucesso dos lançamentos anteriores do estúdio. Quando o Marvel Studios passou a ser cobrado pelos fãs sobre onde os novos filmes e séries estavam tentando levar a história, depois da Saga do Infinito, o estúdio se apressou e revelou que tudo estava ligado ao multiverso.

Para isso, seria necessário um novo grande vilão, pelo menos no mesmo nível de Thanos. Por isso, foi revelado Kang, o Conquistador, personagem que poderia sim chegar ao mesmo nível do Titã. A escalação de Jonathan Majors foi muito bem-vinda, considerando os bons trabalhos que o ator vinha entregando.

Parecia que tudo estava entrando nos eixos e a participação do ator no final da primeira temporada de Loki deu confiança à Marvel, que logo o colocou como vilão de Homem-Formiga e a Vespa: Quantumania. Muitos se perguntaram se era uma boa ideia apresentar o vilão dessa forma, principalmente contra o Homem-Formiga, que apesar de ser um herói importante, não é conhecido por ser um dos principais do MCU.

Na mesma época do lançamento do filme, Jonathan Majors foi detido por conta de acusações de violência doméstica. Junto a isso, a recepção de Quantumania pelos fãs e crítica foi morna, com o filme sendo criticado pela sua qualidade.

Continua após a publicidade

Durante meses, a Marvel optou em esperar para saber o que ia acontecer com Majors, que afirma ser inocente das acusações. Vingadores: A Dinastia Kang, filme que colocaria o ator ainda mais em evidência no MCU só seria filmado em 2024, dando tempo ao estúdio para saber como proceder.

Ao longo de 2023, Majors teve seu contrato encerrado com sua antiga agência de talentos, CAA, por conta de "conduta brutal contra membros de sua equipe", de acordo com fontes da Variety. Em abril, outras possíveis vítimas de violência doméstica passaram a cooperar com a polícia de Nova York sobre o caso contra o ator.

O seu julgamento, marcado para outubro, foi adiado para novembro, e pode trazer mais detalhes de um incidente que aconteceu com a ex-namorada de Majors, que trabalhou com ele em Quantumania, enquanto ele filmava suas cenas para a segunda temporada de Loki. Segundo fontes, ela teria procurado ajuda de médicos para se tratar, o que pode complicar ainda mais o caso contra o ator.

Continua após a publicidade

Tudo isso teria sido abordado pelos executivos da Marvel em um recente encontro para planejar os próximos passos das produções do estúdio, sendo que uma das soluções seria simplesmente demitir Majors e escalar outro ator, ou eliminar o vilão o quanto antes e focar em outro personagem, o Doutor Destino.

Quarteto Fantástico pode ser o filme mais importante do MCU

Caso a Marvel opte pela segunda opção, isso coloca um peso ainda maior na nova versão de Quarteto Fantástico, que deve chegar aos cinemas 2025. Além de ser a estreia da primeira família da Marvel no MCU, apresentar Victor von Doom e já elevá-lo a uma ameaça potencialmente multiversal é algo que pode ser um passo perigoso para o estúdio.

Continua após a publicidade

O personagem já mostrou várias vezes nos quadrinhos que tem capacidade para isso, vide sua participação na saga Battleworld, que poderia servir como base para a conclusão da Saga do Multiverso. Porém não ter esse personagem construído de maneira competente pode trazer mais problemas do que soluções para o Marvel Studios.

Obviamente que nada disso foi confirmado pela Marvel e o estúdio pode seguir com seus planos atuais até o fim, tendo Kang, interpretado por Jonathan Majors ou outro ator como o grande vilão. O multiverso permitiria isso sem parecer muito estranho.

Resta saber se isso será feito antes que tudo desande de vez.