Sentra e-Power, sedã híbrido da Nissan, impressiona e supera Prius em autonomia

Sentra e-Power, sedã híbrido da Nissan, impressiona e supera Prius em autonomia

Por Paulo Amaral | Editado por Jones Oliveira | 04 de Outubro de 2021 às 11h30
Divulgação/Nissan

A Nissan ainda resiste em apostar pesado em uma motorização turbo para equipar seu principal sedã, o Sentra, e rivalizar nesse nicho com Honda e Toyota, mas parece ter encontrado no motor híbrido a fórmula para não perder mercado. Os números do novo Sentra e-Power, divulgados na última sexta-feira (1º), poucos dias após o modelo ter sido apresentado na China (com o nome Sylphy e-Power) deram a letra.

De acordo com a montadora, a junção do motor a gasolina HR12DE, de 1,2 litros, com o motor elétrico de 100 kW (136 cavalos) e 30,5 kgfm de torque deu ao Nissan Sentra e-Power potência e autonomia bastante interessantes. “Desempenho excepcional e excelente entrega de combustível em qualquer um dos cinco modos de direção”, assegurou a marca japonesa.

Segundo a Nissan, o Sentra e-Power é capaz de rodar até 25,6 quilômetros com um litro de gasolina, ou, como gostam de contabilizar em centros fora do Brasil, o sedã pode fazer 100 quilômetros gastando apenas 3,9 litros de combustível. Esse desempenho é superior ao do Toyota Prius, híbrido mais vendido do mundo, que tem média de 18,9 quilômetros por litro de gasolina.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Carbono zero

O lançamento do Nissan Sentra e-Power marca o início do plano da Nissan de atingir a neutralidade nas emissões de carbono em suas operações até 2050. A marca já revelou que pretende eletrificar a frota nos principais mercados em que atua até 2030, e isso deve incluir o Brasil.

Para alcançar essas duas metas, a intenção da Nissan é mandar ao mercado da China mais seis modelos de carros híbridos até 2025. Desta forma, a empresa acredita que terá o caminho pavimentado para, enfim, abandonar de vez os motores a combustão na outra metade da década.

Ainda não está claro se o Sentra e-Power dará as caras no Brasil, mas, se vier, seguirá uma espécie de escala. O México é o principal candidato a receber esse propulsor na América Latina, e o Kicks pode estrear os híbridos da marca por aqui. A esperança dos brasileiros que curtem o sedã desde as gerações antigas é que o Sentra e-Power refaça os passos do Versa, seu irmão menor, que também veio do México, futuramente desfile em nossas ruas.

Fonte: Auto Industry, Inside EVs

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.