Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Preview Chevrolet Silverado | Possível ameaça contra F-150 e RAM 1500

Por| Editado por Jones Oliveira | 14 de Novembro de 2023 às 11h40

Link copiado!

Felipe Ribeiro/Canaltech
Felipe Ribeiro/Canaltech

Desde 2001 fora do mercado brasileiro, a Chevrolet Silverado finalmente retorna ao país para travar uma bela disputa com suas principais concorrentes no mercado americano: a Ford F-150 e a RAM 1500.

Sua volta ao Brasil era conhecida do mercado há algum tempo, mas algumas dúvidas pairavam no ar, como qual seria a versão escolhida, o motor e os equipamentos.

Para travar esse grande duelo, a General Motors optou por focar no que a caminhonete tem de melhor em termos de tecnologia e conforto, deixando a briga entre os motores V8 em segundo plano. Por isso, escalou a variante High Country para ser vendida por aqui, mas com algumas adições em comparação com a sua terra natal.

Continua após a publicidade

O Canaltech viajou até o Pantanal, para a Fazenda Caiman/MS, e testou a nova Chevrolet Silverado.

Chevrolet Silverado: Primeiras impressões

A Chevrolet Silverado não é vendida no Brasil desde 2001. Naquela geração, a caminhonete, que nada mais era que uma derivação da antiga D20, recebeu versões a diesel e gasolina, como a DLX 4.1, munida do mesmo motor do Omega.

Na atual geração, a Silverado tem vários motores à disposição nos EUA, incluindo o mesmo powertrain que equipa o Camaro, o 6.2 V8 de 461cv. Imaginava-se que a GM fosse apostar nessa variante para colocar as grandes rivais aqui no Brasil em maus lençóis, mas a estratégia foi outra.

Veio, sim, um motor V8, mas de 360cv e 52,8 kgf/m de torque. Se não dá a mesma emoção em comparação com a RAM 1500, a mais veloz entre as full size, essa picape tem tecnologia de sobra para tornar a experiência bem equilibrada, mantendo valências que fazem a Silverado se destacar.

No trajeto entre Corumbá/MS e a Fazenda Caiman, sentimos que esse powertrain, que é complementado pelo câmbio de 10 marchas, é suficiente para o que a caminhonete se propõe. As acelerações são boas e as retomadas, quando o modo "Esporte" está selecionado, cumprem bem o seu papel em ultrapassagens. O consumo obtido no ciclo rodoviário chegou a marcar 7,5 km/l.

Continua após a publicidade

A tecnologia que adapta o uso dos cilindros para tornar a picape mais eficiente age de modo imperceptível e não atrapalha em nada a experiência. Quando precisamos chamar o V8, ele veio. Mas, novamente, o desempenho não é o grande brilho desse carro. Vale lembrar que a Silverado tem a maior capacidade de reboque da sua categoria, com 4.128kg, e a maior caçamba, com 1.781 litros, fatores que podem pesar na decisão de compra.

O acerto de suspensão é outro ponto de diferenciação da Silverado. O ajuste do conjunto foi preciso e conseguiu passar o conforto necessário mesmo em um piso acidentado. Ao selecionar o modo Off-Road, a picape ganha aderência e o torque é distribuído para trazer mais segurança no percurso.

Tecnologia e conectividade são trunfos

Continua após a publicidade

Nas apresentações sobre a Silverado, a Chevrolet sempre fez questão de destacar suas capacidades tecnológicas. Desde a validação dos módulos que comandam a caminhonete, passando pelo funcionamento do motor e da tração, que é integral automática, mas que também disponibiliza a 4x4 low, até os equipamentos de segurança e conectividade.

De cara, podemos destacar a surpresa em ver a central multimídia My Link em sua melhor versão já apresentada em um carro da GM. Na Silverado, ela tem 13,4 polegadas e vem equipada com o Google nativo, assim como acontece em carros da Volvo. A caminhonete é o primeiro modelo de marca generalista a ter o sistema operacional.

Basta logar com a conta do Google para aproveitar seus caminhos favoritos no Maps, além de baixar apps como Waze, Spotify e YouTube Music. Para tudo isso fazer sentido, há 4G nativo, tela de excelente resolução e o sistema de som Bose. O pacote OnStar também está disponível.

Continua após a publicidade

Em termos de segurança ativa e passiva, a Silverado não faz feio, mas entrega o trivial para um carro desse porte e preço. O pacote ADAS está presente e seu uso na estrada foi interessante. Vale destacar o alerta de colisão, que funciona mesmo com muita terra e poeira à frente. Ao menor perigo, o paine frontal emite sinais visuais e o banco despeja alertas hápticos para que você fique bem atento ao que acontece, igualzinho ao Chevrolet Equinox.

Luxo rústico, design clássico

Caminonetes full size são bem acabadas e a Chevrolet Silverado segue essa tradição ao seu modo. Há muito couro e soft touch, bem como uma peça que imita aço escovado à frente, mas o aplique em madeira verdadeira nas portas e painel dão um ar mais rústico à picape. O conforto a bordo também é digno de nota, já que o espaço interno proporcionado pelo maior entre-eixos do segmento de 3,74m é o maior do segmento.

Com relação ao design, a variante High Country é a que mais se aproxima daquilo que queremos de uma picape americana. Grade cromada imponente, conjunto óptico chamativo e capô com vincos bem presentes.

Continua após a publicidade

O que esperar da Chevrolet Silverado?

A General Motors foi inteligente ao trazer a variante High Country da Chevrolet Silverado ao Brasil. Mesmo com potência abaixo das rivais, a caminhonete tem valências suficientes para encarar as gigantes do segmento graças ao seu pacote de tecnologia, conforto, design e capacidades veiculares, como reboque e caçamba.

A Chevrolet Silverado High Country está disponível em todo o Brasil por R$ 519.990.

Continua após a publicidade