Publicidade

Preview Caoa Chery Tiggo 7 Sport | Faz mais por menos

Por| Editado por Jones Oliveira | 02 de Março de 2024 às 09h30

Link copiado!

Divulgação/Caoa Chery
Divulgação/Caoa Chery

O Caoa Chery Tiggo 7 Sport foi apresentado oficialmente ao mercado nesta segunda-feira (26) como a principal atração da inauguração do novo Centro de Distribuição de peças da Caoa Chery, que deixou Barueri e agora está situado em Franco da Rocha, município que faz parte da Grande São Paulo.

A versão de entrada da família do SUV médio tem no preço agressivo — R$ 134.990 — e no bom pacote de acessórios (mesmo reduzido no comparativo com as demais variantes da linha) os ingredientes para fazer frente ao Jeep Compass, ao Ford Territory, ao Toyota Corolla Cross e aos rivais chineses.

A reportagem do Canaltech teve o primeiro contato ao volante do Tiggo 7 Sport, que recebeu um motor diferente da outra versão a combustão da linha (Pro Max Drive) e, apesar da rapidez do test-drive, sentiu um pouquinho do que o caçula da família pode acrescentar ao mercado.

Continua após a publicidade

Caoa Chery Tiggo 7 Sport: primeiras impressões

O test-drive ao volante do Caoa Chery Tiggo 7 Sport foi muito rápido, e não porque conseguimos acelerar forte para sentir toda a potência do motor 1.5 turboflex de 150 cv de potência e 21,4 kgf/m de torque, mas pelas limitações do evento.

Cada jornalista convidado teve a chance de dar apenas duas voltinhas com o SUV médio em uma pista delimitada por cones montada dentro do estacionamento do novo centro de distribuição de peças da marca. No total, entre um slalom aqui e uma reta um pouco maior ali, o teste não durou nem 5 minutos.

Continua após a publicidade

Apesar do pouco tempo e da pista reduzida, foi possível sentir que a recalibração do powertrain foi um acerto da Caoa. O Chery Tiggo 7 trouxe o motor 1.5 turbo que equipa a versão Pro Hybrid Max Drive, mas sem o sistema elétrico de 48 volts que acompanha o propulsor a combustão na variante topo de linha.

Recalibragem foi a "chave"

Os engenheiros trabalharam no acelerador e no conversor de torque do câmbio CVT25 de 9 marcas para melhorar o desempenho do modelo, que também está 20 quilos mais leve que os “irmãos”. Além disso, o Wastegate, válvula que controla a pressão do turbo, também foi recalibrada para tornar as retomadas mais rápidas.

Continua após a publicidade

“Trouxemos a tecnologia do modelo híbrido para o acelerador, e o conversor de torque está entregando força 2 segundos mais cedo. Isso melhora a resposta sem prejudicar o consumo”, explicou Leonardo Lukacs, diretor de engenharia da marca.

Nos poucos metros em que foi possível cravar o pé no acelerador, deu para ver que a entrega de torque realmente está bem rápida, suficiente para agradar a quem busca por um SUV com mais espaço que o Tiggo 5X, mas sem perder desempenho por conta do peso maior do modelo.

Caoa Chery Tiggo 7 Sport: o que esperar?

Continua após a publicidade

O rápido contato com o Tiggo 7 Sport serviu apenas de “tira-gosto” para mostrar o que a nova versão do SUV médio da montadora sino-brasileira pode oferecer a um segmento que hoje tem uma ampla gama de opções.

O caçula da marca vai entrar na briga com Toyota Corolla Cross XRE, Jeep Compass Sport, Honda ZR-V Touring, Volkswagen Taos Comfortline, Chevrolet Equinox RS e Ford Territory Titanium, além dos chineses BYD Song Plus DM-i e GWM Haval H6, um pouco mais caros, mas com motorização híbrida.

Se o Tiggo 7 Sport terá armas suficientes para encarar os rivais, mesmo após perder itens interessantes do pacote de acessórios original, como o teto solar panorâmico, só o tempo vai dizer.

Continua após a publicidade

A marca fez questão de exaltar, porém, alguns features que, segundo a Caoa, só o seu modelo oferece, como a alavanca de câmbio joystick e os faróis auxiliares para curva. Será que só isso basta para ganhar mercado? Em breve, após uma análise mais completa do produto, o Canaltech poderá te dar essa resposta com uma maior exatidão.