Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Por que a Fiat Strada faz tanto sucesso no Brasil?

Por| Editado por Jones Oliveira | 18 de Dezembro de 2023 às 16h30

Link copiado!

Divulgação/Stellantis
Divulgação/Stellantis

A Fiat Strada é um fenômeno de vendas no Brasil. E o ano de 2023 foi avassalador para a caminhonete compacta: ela foi líder do segmento em todos os meses, e só não ocupou a primeira posição entre todos os carros mais vendidos do país em janeiro, junho e julho, quando ficou atrás do Volkswagen Polo.

Mas isso não é necessariamente uma surpresa. Desde que foi lançada em 1998, a Strada se acostumou a ocupar o lugar mais alto do pódio, posição que assumiu pela primeira vez em 2000. Desde então, a concorrência faz esta pergunta: por que a Fiat Strada faz tanto sucesso no Brasil?

Continua após a publicidade

O Canaltech também ficou curioso e foi atrás da própria marca para descobrir os segredos da incontestável líder do segmento de veículos leves no país. Conversamos com Alexandre Aquino, vice-presidente da Fiat para a América do Sul, sobre o que levou o modelo a pavimentar sua liderança.

Após o bate-papo, entendemos o porquê de a Strada fazer tanto sucesso no mercado brasileiro. Conheça quais são os segredos dessa verdadeira campeã em emplacamentos no país.

Inovação: a chave do sucesso da Fiat Strada

Definida pelo executivo da Stellantis como “verdadeiro case de sucesso no país”, a Fiat Strada apostou em uma receita simples, mas eficaz, para deixar as concorrentes para trás a partir do ano 2000: pioneirismo e inovação.

Pelo menos foram essas as duas virtudes mais destacadas pelo vice-presidente da Fiat para a América do Sul, na conversa com a reportagem do Canaltech.

“A Strada tem uma longa trajetória de sucesso e inovação. Desde que nasceu, sempre esteve um passo à frente dos concorrentes. Ao longo de seus 25 anos de história, foi a primeira a ter cabine estendida, primeira a ter versões lifestyle, como Adventure, primeira com Locker, cabine dupla e terceira porta. Em 2020, passou por uma grande mudança, quando ficou ainda mais robusta, ganhou novo visual e adquiriu novas funcionalidades. No ano seguinte, inovou mais uma vez, e foi a primeira do segmento a receber câmbio automático tipo CVT”.
Continua após a publicidade

Strada fez história no país

A marca pertencente ao Grupo Stellantis ressaltou também o fato de a Strada ter conseguido algo que nenhuma outra caminhonete lançada no país alcançou até hoje: a liderança do ranking geral entre os veículos mais emplacados do país, deixando hatches, sedans e SUVs para trás.

Segundo a Fiat, esse ponto pode ser explicado por vários motivos: ampla gama de versões disponíveis, capacidade de carga útil, eficiência no consumo de combustível e confiabilidade em termos de qualidade.

“Para completar, com a chegada do motor turbo flex, seu desempenho passou a ser um atributo muito importante também. A picape ganhou mais potência e torque graças ao motor Turbo 200 Flex. Com ele, a Strada se tornou a primeira picape B-picape turbo flex no mundo”, complementou Aquino.

Continua após a publicidade

Fiat Strada: linha do tempo da campeã

A Stellantis divulgou recentemente uma linha do tempo para ilustrar como foi a caminhada da Fiat Strada desde o lançamento, no fim de 1998, até hoje, com todas as inovações implementadas na caminhonete compacta mais vendida do país.

Confira abaixo os principais fatos que marcaram os 25 anos de vida da caminhonete compacta mais vendida do Brasil.

Continua após a publicidade
Fiat Strada: Linha do tempo da picape mais vendida do Brasil
AnoFato marcante
1998Fiat Strada é lançada em três versões: Working 1.5 (76cv), Trekking 1.6 8V (92cv) e a topo de linha LX 1.6 16V (106cv)
1999Chega a versão com cabine estendida, inédita no segmento
2000Strada se torna líder de mercado pela primeira vez em sua categoria
2001É lançada a série especial MTV
2002Chega a primeira reestilização, a versão Adventure e o motor 1.8 8v em substituição ao 1.6 16v
2004Segunda reestilização da picape, que ganha novo interior, nova carroceria e novos conteúdos
2006Lançada a série especial Try on Adventure
2007Chega a série Original Adventure
2008Ano marcado pela terceira reestilização, que deu ao modelo aspecto mais robusto, especialmente na versão Adventure, que trazia o bloqueio eletrônico do diferencial Locker
2009Melhoria no motor Fire 1.4, que passa a ter 85/86 cv. A Fiat inovou mais uma vez e lançou a primeira e única picape compacta com cabine dupla do Brasil
2010Motor Etorq 1.8 16v chega para substituir o 1.8 8v
2011Câmbio automatizado Dualogic passa a equipar a versão Adventure Cabine Dupla
2012Quarta reestilização: novo design frontal, acabamento interno e diversos conteúdos. Versão Trekking com motor Etorq 1.6 16v e cabine dupla disponível em todas as versões
2013Lançamento da série especial Mangalarga Marchador e reestilização da parte traseira (novas lanternas e caçamba mais alta), além de inovar outra vez com a terceira porta na cabine dupla
2014Linha 2015 traz pacote Dark nas versões Trekking e Adventure
2014Strada alcança 1 milhão de unidades vendidas no Brasil
2015Série Adventure Extreme chega com central multimídia
2016Novas versões são lançadas: Working Plus 1.4 Flex (cabine simples), Hard Working 1.4 Flex (cabines simples, estendida e dupla) e Adventure 1.8 16V Flex Dualogic (cabine dupla)
2018Freedom 1.4 Cabine Dupla é nova versão da Fiat Strada para linha 2019
2020Lançamento da nova geração da Fiat Strada, que ficou mais robusta, tecnológica e moderna
2021Picape ganha câmbio do tipo CVT e se torna a primeira com transmissão automática de sua categoria no país
2023Strada se torna a primeira picape B-picape Turbo Flex no mundo, e é lançada a versão Ultra

Fiat Titano é aposta para manter legado

A história da Fiat Strada não está nem um pouco longe de terminar, mas a Stellantis sabe que há outras categorias para dominar dentro do segmento das caminhonetes. E, para isso, anunciou recentemente um modelo que, na visão da marca, tem tudo para também galgar degraus rumo ao topo em um futuro próximo: a Fiat Titano.

Alexandre Aquino revelou ao Canaltech que a marca italiana está otimista em ver a primeira picape intermediária da marca a ser lançada no país seguir a trilha de sucesso das “irmãs” Toro e Strada e, um dia, desbancar a atual líder do segmento no Brasil, a Toyota Hilux.

Continua após a publicidade

“A Titano chegará para contribuir para que a Fiat expanda ainda mais sua liderança no segmento de picapes, em que hoje já faz 45% com Toro e Strada”, resumiu.

A Fiat Titano ainda não teve todas as configurações reveladas, mas deverá chegar por aqui com o motor 2.0 turbodiesel Multijet, que rende 170cv e 38,7 kgf/m de torque; ou o 2.2 turbodiesel de 200cv e 45,9 kgf/m de torque que está presente em algumas vans das marcas da Stellantis, como a Fiat Ducato.

Para o Brasil, a ideia é focar principalmente em design, tecnologia e força para trabalhos off-road, “inclusive no cenário agro”. Já para algumas regiões da África, como a Argélia, a principal característica será a eficiência no consumo de combustível.

Continua após a publicidade