Publicidade

Novo Honda Civic é confirmado no Brasil em 2022; veja quando ele chega

Por| Editado por Jones Oliveira | 12 de Novembro de 2021 às 15h40

Link copiado!

Divulgação/Honda
Divulgação/Honda

A Honda confirmou que a nova geração do Civic será mesmo importada e que chegará ao Brasil em 2022. Conforme falamos aqui no Canaltech recentemente, devido às vendas bem abaixo do seu principal concorrente, o Toyota Corolla, e também do crescimento absurdo da demanda por SUVs, o sedã médio da montadora japonesa teve sua vida no mercado bem complicada, fazendo com que a empresa desistisse de fabricá-lo por aqui.

O novo Honda Civic receberá melhorias com relação à atual geração, que segue à venda no Brasil até o ano que vem. Além de dimensões maiores do que o modelo corrente, a montadora japonesa vai dar um bom banho de loja em seu sedã, com a inclusão do pacote Honda Sensing, presente no Honda Accord e que dá ao carro itens importantes de segurança e direção autônoma, como a frenagem automática de emergência e o piloto automático adaptativo. Além disso, o interior terá um acabamento mais qualificado e sóbrio.

No campo da motorização, o Civic segue com duas opções de propulsores a combustão: uma 2.0 aspirada de 160 cv e 19 kgf/m de torque e a revigorada 1.5 turbo, que agora despeja 182 cv e 24,5 kgf/m de torque, um pouco melhor do que a versão presente no atual Civic Touring, já avaliada pelo Canaltech. Por ser reposicionado dentro da gama da montadora, é possível que o sedã seja comercializado somente em sua variante topo de linha, que pode ser justamente a turbinada ou a híbrida, com a mesma tecnologia presente no irmão maior, o Accord.

Continua após a publicidade

Segundo a Honda, a chegada do novo Civic, importado dos Estados Unidos, será no segundo semestre de 2022. Além da nova geração do sedã, a montadora prepara mais novidades para o mercado brasileiro, como o também novíssimo HR-V, que será maior e mais equipado para brigar com o Toyota Corolla Cross, Volkswagen Taos e Jeep Compass, e também dos novos City hatch e sedã.

Fonte: Motor1