Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Nova geração da Fiat Strada terá versão elétrica no Brasil

Por| Editado por Jones Oliveira | 08 de Fevereiro de 2024 às 13h00

Link copiado!

Divulgação/ Stellantis
Divulgação/ Stellantis

A Fiat Strada é a caminhonete mais vendida do Brasil há anos e, no que depender da montadora italiana, continuará assim por muito tempo, independentemente da chegada de novas rivais com motorização elétrica.

A marca do Grupo Stellantis está preparando a nova geração da picape para agradar até mesmo os consumidores que pensam em migrar para o segmento de carros eletrificados em breve.

Segundo apurado pelos colegas do Auto+, a próxima geração da picape sucesso absoluto no Brasil chegará por aqui com três motorizações diferentes, incluindo uma 100% elétrica.

Continua após a publicidade

O projeto da nova Fiat Strada vem sendo trabalhado sob o codinome XBP e, apesar de o lançamento estar distante, tem bem definida a estratégia que será seguida pela montadora até o anúncio definitivo da linha.

Como será a nova Fiat Strada?

A nova Fiat Strada terá suas versões de entrada equipadas com o já conhecido motor a combustão 1.3 Firefly de 4 cilindros aspirado. Essa configuração terá a companhia exclusiva do câmbio manual de 5 velocidades, já que o CVT será oferecido somente nas versões com motor turbo semi-híbrido — também novidade na linha.

A Fiat vai incorporar um sistema chamado Bio-Hybrid às variantes que hoje rodam com o motor 1.0 turbo de 3 cilindros, Ranch e Ultra. Dessa forma, tornará as Strada topo de linha mais potentes e econômicas.

E a Strada elétrica?

A versão elétrica da Fiat Strada, porém, será a cereja do bolo da nova geração da caminhonete mais vendida do Brasil. Apesar de os detalhes estarem sendo guardados a 7 chaves, já há indícios do caminho que a marca deverá seguir.

Continua após a publicidade

A escolha mais provável é pela utilização do conjunto que hoje equipa outros carros do Grupo Stellantis, como o Peugeot e-208, o Peugeot e-2008 e o Corsa-e, que não é vendido no Brasil. Isso daria à versão elétrica da Strada uma potência aproximada de 136 cv e um torque de 26,5 kgf/m.

As dimensões da caminhonete, segundo o que vem sendo trabalhado no Projeto XBP, serão maiores do que as atuais, mas não o suficiente para competir com a Toro. A ideia é ter um comprimento aproximado de 4,70 m (24 cm a menos que a Toro) e, assim, ter porte similar ao apresentado por Renault Oroch ou Nova Chevrolet Montana.

Fonte: Auto+