Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Investimento da indústria de carros em 2024 já supera 2023 inteiro

Por| Editado por Jones Oliveira | 13 de Fevereiro de 2024 às 11h00

Link copiado!

Divulgação/Volkswagen
Divulgação/Volkswagen

As fabricantes de carros voltaram a investir pesado no Brasil, e os motivos para essa guinada no cenário são diversos. Eles vão desde os novos programas do governo, como o Mover, até a vontade de frear a “invasão chinesa”.

O panorama para o ano, que começou bem, com alta na venda de carros 0km no comparativo entre janeiro de 24 e janeiro de 23, fica ainda mais otimista quando analisamos os investimentos da indústria automotiva em pouco mais de um mês.

O total de investimentos anunciado por apenas duas montadoras entre janeiro e fevereiro já é maior do que todo o aporte prometido por diversas marcas para o setor automotivo do Brasil nos 12 meses de 2023: R$ 16 bilhões x R$ 15,26 bilhões.

Continua após a publicidade

O montante de investimentos em 2023 foi originado de várias marcas, como a chinesa BYD (R$ 3 bilhões), a sino-brasileira Caoa Chery, também com R$ 3 bi, as japonesas Nissan (R$ 2,8 bi) e Toyota (R$ 1,86 bi), a Stellantis (R$ 2,5 bi) e a francesa Renault, com R$ 2,1 bi.

Chevrolet e GM comandam investimentos

As principais responsáveis pelos investimentos na indústria automotiva brasileira terem superado, em menos de dois meses de 2024, todo o valor do ano passado, são a Chevrolet e a Volkswagen.

Continua após a publicidade

A primeira foi a público anunciar um aporte de R$ 7 bilhões para modernizar as cinco fábricas do grupo no país e, de quebra, renovar toda a linha à venda no Brasil até 2028 — movimento que terá início com a Nova Spin, em março.

A Volkswagen, por sua vez, aumentou de R$ 7 bi para R$ 9 bilhões os investimentos prometidos no país e estendeu o prazo em dois anos, empurrando o fim do ciclo para 2028. Assim como no caso da GM, a modernização da linha, os investimentos nas fábricas e a chegada de novos carros estão entre os aportes programados.

Stellantis deve engordar o bolo de investimentos

Continua após a publicidade

O cenário no Brasil, que já é de recorde, tende a ficar ainda mais positivo nos próximos meses, já que a Stellantis, dona das marcas Citroën, Peugeot, Jeep, RAM e Fiat, também deve anunciar um novo ciclo de investimentos na indústria automotiva do país.

Os valores seguem mantidos em segredo, mas a promessa é que seja “o maior já feito no Brasil”. O posto, por enquanto, está nas mãos da Volkswagen, que somou R$ 9 bilhões aos R$ 7 bi já existentes e, com isso, chegou a R$ 16 bilhões de aporte no país.