SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

BYD Dolphin Mini chegará ao Brasil custando menos de R$ 100 mil

Por| Editado por Jones Oliveira | 08 de Fevereiro de 2024 às 08h10

Link copiado!

Divulgação/BYD
Divulgação/BYD

A expectativa em torno da chegada do BYD Dolphin Mini ao Brasil cresce a cada dia, não apenas para ver de perto o que o futuro carro elétrico mais barato do país terá a oferecer, mas também para ter a certeza de que o preço será, realmente, um pesadelo até mesmo para os rivais a combustão.

Os burburinhos em meio aos concessionários da marca aumentaram e, de acordo com o que vem sendo comentado, os dias de “sono tranquilo” dos atuais líderes da lista de carros mais vendidos do BrasilHyundai HB20, Volkswagen Polo e Chevrolet Onix — têm data (e motivo) para acabar.

A BYD deve lançar o Dolphin Mini por aqui no próximo dia 29 de fevereiro, com preços capazes de assustar não apenas o trio de mais vendidos, mas também modelos que hoje são os carros a combustão mais baratos do Brasil, como o Renault Kwid e o Fiat Mobi.

Continua após a publicidade

Quanto custará o BYD Dolphin Mini?

A montadora chinesa deverá adotar uma estratégia diferente para tornar o Dolphin Mini o novo pesadelo das montadoras tradicionais. Para isso, dará ao consumidor verde-amarelo duas opções, com uma diferença fundamental: o tipo de bateria.

A primeira, que custará R$ 99,8 mil, terá embarcada uma bateria de 30 kWh, com autonomia de 305 quilômetros no ciclo chinês. O detalhe é que ela será convencional, de fosfato de ferro-lítio (LFP), sem a tecnologia Blade, utilizada em todos os demais elétricos da marca.

Continua após a publicidade

Quem quiser levar para casa o Dolphin Mini com a bateria mais segura do mundo em suas especificações, terá que pagar um pouquinho mais caro. A versão do compacto elétrico da BYD com a bateria de 38,8 kWh, pronta para rodar 405 km por carga e com tecnologia Blade, custará R$ 114,8 mil — R$ 1,6 a mais que um HB20 1.0 Platinum Safety.

Como é o BYD Dolphin Mini?

Independentemente da versão, do tipo de bateria e, claro, do preço, o BYD Dolphin Mini terá as mesmas configurações de motorização e a mesma lista de equipamentos (bastante recheada, por sinal).

Continua após a publicidade

O pequeno chinês chegará ao Brasil com motor de 75 cv de potência e 13,8 kgf/m de torque, suficientes para dar ao eficiente carro elétrico de 3.780 mm de comprimento, 1.771 mm de largura, 1.540 mm de altura e 2.500 mm de entre-eixos um 0 a 100 km/h de 14,9 segundos, e velocidade máxima de 130 km/h.

Em termos de equipamentos e tecnologia, o Dolphin Mini virá equipado com 6 airbags, faróis e lanternas em LED, bancos com material sintético, direção com ajuste de altura e profundidade, piloto automático, GPS nativo, carregador de celular por indução e central multimídia de 10,1 polegadas, mas sem espelhamento com Android Auto e Apple Carplay.

O navio com os primeiros 2 mil Dolphin Mini deverá chegar ao Brasil em breve, mas apenas com unidades para quatro ocupantes. A configuração com espaço para cinco, que poderia ser útil para carros de aplicativo, também será disponibilizada, mas apenas no futuro.

Continua após a publicidade