Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Review Fiat Fastback Limited | O mais "exagerado" da linha do SUV coupé

Por| Editado por Jones Oliveira | 06 de Agosto de 2023 às 09h30

Link copiado!

Review Fiat Fastback Limited | O mais "exagerado" da linha do SUV coupé
Review Fiat Fastback Limited | O mais "exagerado" da linha do SUV coupé

A versão mais cara do Fiat Fastback tem o nome de Limited não por acaso. Até que a variante genuinamente produzida com o DNA Abarth chegue ao mercado, essa versão equipada com o ótimo motor 1.3 turbo de 185cv seguirá como a topo de gama na linha do SUV coupé.

Após nossa experiência com o Fastback Audace e já com tudo o que a variante Impetus pode oferecer na cabeça, a impressão após um bom tempo de uso com o Fastback Limited é de que ele soa um pouco exagerado para a proposta do SUV.

Com praticamente os mesmos méritos das demais versões, a diferença mais óbvia está, realmente, no motor.

Continua após a publicidade

Conectividade, Segurança e Tecnologia

A grande vantagem no pacote de equipamentos do Fiat Fastback Limited Edition Powered by Abarth (nome comprido, né?) é que ele não tem opcionais. Ou seja, tudo aquilo que vimos no Fastback Audace está aqui, com pouquíssimas adições.

O pacote ADAS é o mesmo e engloba o alerta de colisão frontal, frenagem automática de emergência, alerta de saída de faixa com correção ativa e comutação automática do farol alto. Há, também, o detector de fadiga.

Continua após a publicidade

Analisando que se trata de uma versão mais cara, a entrada do piloto automático adaptativo e do alerta de ponto cego poderiam tornar o produto ainda mais atraente e condizente com o seu preço. Mal equipado ele não é, longe disso, mas sentimos falta desses equipamentos.

Outra coisa que poderia ter sido acrescentada no Fastback Limited são as bolsas de cortina. De série, ele vem com quatro airbags, sendo que os laterais pegam todo o tronco do motorista e do passageiro. Não dá para reclamar tanto, mas, concorrentes como o VW Nivus, por exemplo, vêm com seis bolsas de série em todas as versões.

Ainda na segurança, vale ressaltar que mesmo sem o freio a disco na traseira, o Fastback é seguro nas frenagens. Mas entramos no mesmo ponto da percepção de valor: esse adicional o tornaria ainda mais atrativo e elogiável. Na versão Abarth raiz, esperamos ver essa mudança.

Continua após a publicidade

O sistema de conectividade e concierge da Fiat, o Connect Me, também pode ser assinado no SUV, mas a central multimídia de 10,1 polegadas, pelo menos, é de série, e é um ponto alto do carro, sendo uma das melhores — senão a melhor — do mercado.

No geral, o Fiat Fastback Limited muda pouco em relação aos equipamentos das outras versões, deixando essas diferenças restritas ao motor e itens estéticos. A estratégia é muito boa, pois valoriza a linha como um todo, mas a falta de alguns recursos no modelo mais caro poderia ser revista.

Continua após a publicidade

Experiência de Uso e Conforto

A real mudança do Fiat Fastback Limited está no convívio diário e no uso, propriamente. A adição do motor 1.3 turbo de 185cv e 27,5 kgf/m de torque, o mesmo do Jeep Compass, deu ao SUV coupé um desempenho excelente, um dos melhores da categoria de crossovers compactos e bem superior ao Nivus. Mas esta é a questão: é necessário?

As outras versões do Fastback são equipadas com o propulsor 1.0 turbo de 130cv e 20,4 kgf/m. No uso com a versão Audace, ele se mostrou mais do que suficiente, casando muito bem com a transmissão CVT. O peso leve do SUV, com 1.253kg, é um grande aliado também.

Continua após a publicidade

É bom deixar claro que jamais reclamaremos de mais motor, mas, pensando em mercado, o Limited Edition não faz tanto sentido. Por isso, é quase certo que a Fiat vai retirá-lo do configurador quando a variante Abarth verdadeira chegar ao mercado. Aí sim, com ajustes esportivos reais.

Mesmo assim, vale ressaltar o quão bom é dirigir o Fastback com o motor 1.3. O câmbio automático de seis marchas é bem escalonado e traz potência e torque bem cedo, proporcionando acelerações fortes e seguras, tanto na cidade quanto na estrada. Outro ponto de destaque é o consumo. As nossas médias, com gasolina, ficaram na casa dos 12 km/l na cidade e 15 km/l na estrada.

O acerto de suspensão é um pouco diferente aqui, até para melhor acomodação do motor. O Fastback segue voltado ao conforto e o balanço traseiro ajuda a ditar o ritmo em curvas, mas não sentimos cansaço após horas ao volante.

Continua após a publicidade

Já o espaço interno, que é apenas ok, segue o mesmo das demais versões. A Fiat remanejou o aproveitamento da cabine e, apesar do mesmo entre-eixos do Pulse, o convívio é aceitável para dois adultos e uma criança. De bom, aqui, é o espaço para a cabeça, que não é atrapalhado pelo caimento coupé.

Os itens de conforto do Fastback Limited englobam o sensor de chuva, sensor crepuscular, ar-condicionado digital e automático, carregamento de celular por indução, retrovisor interno eletrocrômico, rebatimento eletrônico dos retrovisores externos, chave presencial, partida por botão, câmera de ré, sensores de estacionamento dianteiros e traseiros, função auto-hold, freio de mão eletrônico e assistente de partida em rampa.

Design e Acabamento

Continua após a publicidade

A versão Limited do Fastback é a mais bonita da linha e isso fica ainda mais evidenciado com o acréscimo das rodas em aro 18 com pintura escurecida. O aspecto esportivo cai bem com esse SUV coupé. Há quem não goste do corpanzil de 4,42m de comprimento, mas, para o meu gosto, nada a reclamar.

A dianteira é diferente da do Pulse, com entradas de ar funcionais e um perfil mais agressivo. Já a traseira, segue o padrão coupé do Fastback e lembra, talvez de forma proposital, o BMW X4.

Já o acabamento não é ruim, mas poderia ser mais caprichado, levando em conta que se trata da versão mais cara. Há muito plástico, é verdade, mas o aspecto agrada, com a mescla de texturas. Os bancos e apoios são todos em couro, pelo menos. O conjunto óptico, assim como em toda a linha, é 100% LED.

Continua após a publicidade

É bom destacar, também, os badges alusivos à divisão Abarth, que tornam o SUV mais invocado, mesmo não sendo um esportivo de verdade. Eles estão presentes tanto na área externa, quanto na cabine.

Concorrentes

O concorrente direto do Fiat Fastback é o VW Nivus, já que apostam em um mesmo tipo de design. Mas, claro, outros modelos compactos de SUVs podem entrar na briga, como o Nissan Kicks, Hyundai Creta e Honda HR-V, para citar alguns. Os preços ficam entre R$ 110 mil e R$ 195 mill.

Continua após a publicidade

Fiat Fastback Limited: Vale a pena?

O Fiat Fastback Limited Edition Powered by Abarth é um ótimo produto e certamente vai agradar quem precisa de um SUV com espaço razoável, ótimo porta-malas e motor extremamente forte e agradável de ser acelerado.

Apesar de falhas na lista de equipamentos, vale a pena comprar um, embora, como citamos, outras versões do carro sejam mais atraentes do ponto de vista do custo-benefício.

Continua após a publicidade

O Fiat Fastback Limited Edition Powered by Abarth está disponível por a partir de R$ 160.990, mas há versões do SUV a partir de R$ 119.990.

No Canaltech, o Fiat Fastback Limited foi avaliado graças a uma unidade gentilmente cedida pela Stellantis South America.