Huawei obtém aprovação para smartwatch com ECG de precisão médica

Huawei obtém aprovação para smartwatch com ECG de precisão médica

Por Eduardo Moncken | Editado por Wallace Moté | 13 de Outubro de 2021 às 07h01
Huawei

A Apple foi pioneira no desenvolvimento de ecocardiograma para relógios inteligentes. E boas ideias costumam ser seguidas nessa indústria: Samsung veio logo atrás, e então mais marcas implementaram o ECG em seus smartwatches.

A maioria, porém, costuma destacar que estes dados são preliminares e não cravam diagnósticos, sendo apenas indicativos de que o usuário deve se consultar com um profissional. Mas em breve ao menos a Huawei poderá deixar de incluir este tipo de aviso legal nos seus vestíveis.

(Imagem: Divulgação/Huawei)

O órgão regulador de saúde da China publicou uma lista de novos dispositivos aptos a trabalharem com “precisão médica” seus recursos de saúde, e a marca emplacou um produto na lista. Ele ainda não tem nome comercial e não se sabe se será um smartwatch como os demais que já lançou. O que é sabido é que seu sensor de ECG obteve aprovação completa para legitimar os resultados que apresentar ao usuário.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Desde maio a Huawei vem promovendo testes com usuários de modo a concluir a última etapa burocrática para esta aprovação. O plano da empresa, à época, era lançar este dispositivo no segundo semestre de 2021. Não se sabe se a aprovação da China veio no tempo certo, ou se o dispositivo será adiado.

Trâmites em cada país

Seja como for, o mesmo produto poderá conter também um medidor de pressão sanguínea com precisão profissional. A Huawei também obteve certificação e deverá trabalhar nos próximos meses com instituições para os ajustes finais da tecnologia. Essas aprovações de sensores devem permitir à marca um sistema complexo de análise de distúrbio de frequência cardíaca dos usuários.

Cabe destacar que mesmo os produtos já lançados no mercado exigem aprovação país a país para o funcionamento de funções de saúde. Isso porque a legislação pode definir critérios próprios para que os recursos sejam liberados. No Brasil, por exemplo, os Apple Watch e Galaxy Watch precisaram de liberação da Anvisa.

Seja qual for o nome do novo produto da Huawei, é incerto cravar quando ele chegará ao mercado. A boa notícia é que apesar de não estar mais lançando celulares por aqui, a chinesa ainda investe bastante em relógios inteligentes e fones de ouvido. Então, quem sabe um dia?

Fonte: Ifeng, Pandaily

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.