Review Huawei Watch 3 | O melhor relógio da gigante chinesa para 2021

Review Huawei Watch 3 | O melhor relógio da gigante chinesa para 2021

Por Amanda Abreu | Editado por Léo Müller | 07 de Outubro de 2021 às 15h05
Ivo/Canaltech

Após o rompimento da Huawei com diversas gigantes da tecnologia presentes nos Estados Unidos — por conta dos pesados desentendimentos comerciais entre a China e os EUA —, diversos produtos da marca chinesa passaram por um longo período de reformulação, em que o Android passou a ser cada vez menos uma opção viável. Afinal, sem o Google, o sistema torna-se "cru" e incompleto na opinião de muitos usuários.

O Huawei Watch 3 entra no meio desse drama apenas em 2021, rodando o Harmony OS (sistema proprietário da Huawei), sendo mais um dos itens da chinesa que visam total independência de qualquer solução Google. Você compraria um celular Android sem acesso à loja de aplicativos Play Store? E um relógio sem os apps do Android?

Guarde a resposta, você precisará dela para analisar se este relógio inteligente faz sentido no seu dia a dia ou não. Pude testá-lo por dois dias direto e venho trazer a minha experiência pessoal. Confira na nossa análise.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Pros

  • Construção de excelente qualidade;
  • Sistema rápido e fluído;
  • Excelente acompanhamento de atividades físicas.

Contras

  • Loja de aplicativos limitada;
  • Suporte abaixo do esperado para músicas.
  • Confira o preço atual do Huawei Watch 3

Confira o preço atual do Huawei Watch 3

Design e Construção

O Huawei Watch 3 é construído como um relógio clássico, mais voltado ao aspecto premium que ao "esportivo" em seus elementos físicos. Sua proposta é muito mais sóbria e tradicional que a de outros modelos oferecidos pela fabricante. Ele é feito em aço inoxidável e cerâmica, tornando agradável o contato com a pele na sua parte traseira, onde ficam os sensores do produto. Falaremos em detalhes de cada um mais adiante nesta análise.

  • Dimensões: 46,2 mm x 46,2 mm x 12,15 mm;
  • Peso: 54 gramas.

Apesar do estilo “chique”, tenha em mente que nem todas as escolhas de material e design que compõem o Huawei Watch 3 são negativas para quem busca um relógio confortável para usar o dia todo no pulso. O modelo, apesar de discreto e elegante, continua atuando como auxiliar esportivo para os momentos de exercício após o expediente. O Watch 3 faz as duas coisas corretamente, sem pender demais para um dos dois lados.

Dentro dessa proposta, podemos observar a pequena coroa giratória na lateral direita do Huawei Watch 3. Ela permite a rolagem pelos menus e aplicativos, sem nenhuma necessidade de toque na tela. Seu uso é opcional, ficando a critério do usuário amar ou odiar o recurso, muito útil em minha opinião.

Essa coroa também é clicável, bastando pressioná-la como um botão para que a tela do relógio se ative, ou o menu de aplicativos instalados seja aberto. Clicar e segurar (pressionando) permite que o usuário ligue, desligue ou reinicie o relógio.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Abaixo da coroa há um outro botão (tradicional, sem movimentos e em menor relevo). Acioná-lo inicia o aplicativo preferido do usuário, sendo efetivamente um atalho permanente no Huawei Watch 3. Um exemplo de uso é deixar o bloco de notas sempre à mão, atribuindo o aplicativo para esta pequena tecla. Basta um toque para, a qualquer momento, salvar lembretes diretamente no relógio.

Ao optar pelo Watch 3, o usuário deve levar em conta que existem versões diferentes das pulseiras originais do relógio no kit disponibilizado pela Huawei. As opções vão desde o couro ao aço inoxidável. De forma adicional, é possível trocar a qualquer momento a pulseira de qualquer uma das versões do Huawei Watch 3, haja vista que o encaixe da pulseira é padronizado em 22 mm.

Na data desta análise, as versões à venda do Watch 3 levavam o nome de "Active" para o conjunto com pulseira esportiva, "Classic" para pulseira de couro e "Elite" para pulseira de metal, acompanhando a identidade do relógio.

Essa escolha de pulseiras é mais relevante do que o fator estético, visto que o Watch 3 é à prova d'água — com resistência de até 50 metros. Optar por couro para dias de piscina, por exemplo, pode causar algum desconforto e remete opções mais voltadas ao nylon ou elastômero, por exemplo.

O Huawei Watch 3 é uma excelente escolha para quem exige um relógio sóbrio, clássico e mais "formal" no pulso

Tela

Dando vida ao Huawei Watch 3 há uma tela AMOLED de 1,43 polegadas, com resolução de 466 x 466 pixels. As imagens são vivas, com cores fortes e brilho mais que suficiente para tornar visível sob o sol tudo que é exibido no painel em seu estado "ativo".

Seguindo o esperado para um modelo de alto nível, há suporte no Watch 3 para o modo "sempre ativo" da tela. Ele exibe imagens de baixa luminosidade e menor complexidade para que haja menor consumo de energia por parte do aparelho, ainda assim exibindo a hora e outras pequenas informações no mostrador. Os ponteiros, dígitos e caracteres simplificados seguem o estilo do modo completo que é exibido quando o relógio está, de fato, totalmente ativo.

Tudo funciona a favor dele nesse painel, incluindo o acabamento arredondado que une a tela ao corpo do aparelho de maneira uniforme. Para mim, é uma das melhores telas presentes em um relógio inteligente de última geração.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Configuração e Desempenho

Dentro do Watch 3 há um processador proprietário da Huawei, acompanhado de 2 GB de RAM e 16 GB de armazenamento interno. Em nossos testes, essa combinação — apesar de "nebulosa" pela falta de informações por parte da fabricante — mostrou-se rápida, fluída e responsiva.

Passar pelos menus, rolar pelas informações, iniciar aplicativos e interagir com o relógio é uma experiência excelente, sem lentidões e sempre surpreendendo pelo tempo imediato de resposta.

O uso do Huawei Watch 3 une velocidade com menus muito bem aplicados, dando aos gestos de esquerda, direita, cima e baixo (que navegam pelo sistema) ações que fazem sentido para um smartwatch prático. Quem já utilizou um smartwatch fabricado nos últimos dois anos provavelmente entenderá esse produto logo ao retirá-lo da caixa.

Completando o sistema bem projetado e funcional, temos diversos sensores para dar sentido e vida ao relógio, com destaque para:

  • Acelerômetro;
  • Giroscópio;
  • Magnetômetro / Bússola;
  • Sensor óptico para frequência cardíaca;
  • Sensor óptico para oximetria de pulso;
  • Barômetro;
  • Termômetro;
  • GPS.

Tudo isso esbarra em um empecilho considerável: os aplicativos para smartwatch presentes no Watch 3. Durante os testes, consegui resumir todo o processo e experiência com a loja proprietária da Huawei como algo complicado e frustrante.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Primeiramente, é necessário "ativar" o suporte do relógio à "App Gallery", a loja de aplicativos da Huawei para seu Harmony OS. Uma vez ativado o recurso, é possível baixar novos programas para utilizar no modelo, sendo eles pesquisáveis pelo próprio produto.

As escolhas são péssimas, tanto pela falta de variedade quanto pela baixa qualidade do que está de fato disponível na loja. Repleta de aplicativos em russo, espanhol e outros idiomas que indicam total falta de localização do conteúdo ali presente, atendendo precariamente as intenções de quem busca aplicativos com a mesma lógica presente nas lojas (específica para relógios) da Samsung, Google e Apple.

Se você busca um relógio inteligente para utilizar aplicativos populares como o Spotify, esqueça o Watch 3. Claramente temos a Huawei muito atrás dos concorrentes atuais, que oferecem suporte a toda gama clássica de programas básicos para smartwatches completos.

O Watch 3 é um dos relógios mais completos e competentes em termos de hardware e recursos já lançados pela Huawei até hoje. Mas ele peca, e muito, na loja de apps

Acompanhamento Físico

Utilizando seus sensores internos somados aos presentes em sua parte traseira, temos no Huawei Watch 3 tudo que é esperado da fabricante para monitoramento contínuo de atividades físicas e saúde do usuário.

O acompanhamento ocorre 24 horas por dia monitorando estresse, saturação de oxigênio no sangue, frequência cardíaca, temperatura corporal e sono do usuário. Todos os relatórios podem ser conferidos de forma simplificada (diretamente no relógio) ou em detalhes (pelo aplicativo "Saúde", instalado no celular).

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Atividades esportivas podem ser registradas de forma manual, informando ao relógio que um treino de "Remo" foi iniciado, ou mesmo uma sessão de "Ciclismo". Esse tipo de registro cria um pequeno diário com dados de GPS e demais informações de maneira "mais organizada".

Caso o usuário não faça nada disso, o relógio ainda marcará (de forma genérica) o tempo de atividade daquele dia, bem como os dados de saúde do usuário durante os períodos correspondentes. O Huawei Watch 3, ocasionalmente, detectará exercícios mais específicos de forma automática. Porém, vale a pena sempre iniciar um registro de treino manualmente caso o usuário queira garantir o registro exato de uma sessão de exercícios.

Conectividade

Vale notar que, para utilizar o relógio, é necessário parear o Huawei Watch 3 com um smartphone rodando o Android 6.0 ou superior, e, no caso de iPhones, iOS 9.0 ou superior. Após esse primeiro momento, ele passa a ser consideravelmente independente do smartphone.

Diferente do que ocorre em relógios com Wear OS — em que há profunda integração entre sistemas Android —, no Harmony OS diversas funções precisam ser ativadas manualmente, bem como conexões às redes sem fio quando necessário.

Para se conectar à loja de aplicativos da Huawei, a "App Gallery", o Watch 3 não necessita do smartphone depois da primeira configuração concluída. Mesma coisa para o processo de atualizar o sistema dele, ocorrendo de forma totalmente independente do celular.

Essa independência ocorre por este modelo contar com suporte Wi-Fi de 2,4 GHz, além da conexão Bluetooth 5.2. No produto que testei, havia ainda suporte às redes LTE através de um e-SIM compatível vinculado ao smartwatch, sendo isso responsabilidade do aplicativo "saúde", da Huawei.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Há suporte também ao NFC no Watch 3, porém, seu propósito é atender ao app "carteira Huawei", naturalmente nada pensada nem voltada à realidade brasileira. Portanto, espere zero utilidade para o NFC por aqui. Os usuários brasileiros notarão que o NFC desligado faz todo sentido, infelizmente, juntando à dura realidade do e-SIM, ainda pouco disseminado em nosso país. Apenas Claro e Vivo oferecem essa comodidade para seus clientes, e só fazem para aqueles que assinam planos pós-pagos, bem mais caros que os populares “controle”.

Para não deixar dúvidas: todo o acompanhamento físico é feito pelo relógio de forma independente, sempre. As conectividades que acabamos de citar (como Wi-Fi e LTE) servem para troca de dados entre o relógio e um celular, e não para permitir que o Huawei Watch 3 "funcione". O aparelho sempre está operacional e acompanhando o usuário, deixando apenas de exibir notificações do celular, por exemplo, ao perder a conexão com ele.

Bateria e Carregamento

O Huawei Watch 3 conta com carregamento sem fio e sem conectores proprietários que limitam as possibilidades do usuário. É perfeitamente possível recarregá-lo em bases de carregamento sem fio ou, até mesmo, na traseira de um smartphone compatível com carregamento reverso.

Como todo relógio equipado com essa característica, o desempenho e estabilidade do carregamento é ideal quando utilizado em conjunto com acessórios da própria marca. Portanto, um bom carregador da Huawei é recomendável, ressaltando que há um deles incluso na própria embalagem.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Durante os nossos testes, conseguimos utilizar o Huawei Watch 3 — com todos os recursos de acompanhamento ativados — por dois dias inteiros com tranquilidade, sendo necessário recarregar o relógio apenas no terceiro dia. Dada a complexidade do aparelho, consideramos sua autonomia normal e dentro do esperado para um smartwatch completo, sendo perfeitamente possível contar com três dias de bateria como média de autonomia desse modelo.

Com relação aos relógios Samsung Galaxy Watch 4 Classic (e normal) e o Apple Watch Series 6, a autonomia de bateria do Watch 3 é superior em todos os sentidos. Ressaltando que, a funcionalidade entregue pelo Huawei é inferior aos modelos citados.

Sistema de Som e Microfone

É possível atender e realizar chamadas diretamente do pulso pelo Watch 3 da Huawei, graças ao microfone e alto-falante integrados no relógio.

Não há suporte para o Google Assistente no aparelho, tampouco há suporte para o sistema de comandos de voz da fabricante em nosso idioma e região. Quem busca um aparelho completo para esta última função pode sentir-se frustrado, especialmente por existirem relógios mais simples e acessíveis equipados com tal recurso. O Amazfit GTR da Xiaomi, por exemplo, conta com suporte à assistente Alexa diretamente no pulso.

Concorrentes Diretos

Ao avaliar o Huawei Watch 3 como relógio topo de linha, somos obrigados a comparar o modelo com duas opções do mercado nacional.

A primeira opção é o Samsung Galaxy Watch 4 Classic, atualmente rodando o sistema Wear OS atualizado e com acesso pleno à loja Google de aplicativos, além de integração completa do sistema Android.

A grande quantidade de apps para selecionar e instalar para o relógio da Samsung (e Google) torna o Watch 3 uma opção quase que "defasada", caso seja esse o objetivo do usuário. Para quem busca apenas o acompanhamento físico de um relógio, o Huawei volta como opção válida e mais acessível.

Do outro lado, precisamos citar o Apple Watch Series 6 e Apple Watch SE, ambos exemplos sólidos de relógios inteligentes com integração absoluta, dando ao usuário a melhor experiência possível de um relógio inteligente em 2021. Os modelos da Apple, contudo, são muito mais dependentes do celular do usuário.

A diferença de preço destes modelos para o Watch 3 deixa claro que, caso o objetivo seja ter um relógio com extras, vale a opção da Huawei. Para relógios com amplo suporte de aplicativos de terceiros, não há como comparar com os modelos que concorrem diretamente com ele.

Os valores desses modelos variam entre R$ 2.200 a R$ 2.800, aproximadamente.

Conclusão

Recheado de recursos, feito com materiais de qualidade e muito bem ajustado com seu sistema Harmony OS, temos uma escolha complicada aqui.

Quem busca um excelente acompanhante para atividades físicas pode optar pelo Watch 3 sem sombras de dúvida, afinal, o modelo mantém a expertise da Huawei neste setor.

(Imagem: Ivo/Canaltech)

Porém, para quem busca um relógio inteligente completo, bem estabelecido e versátil, deve optar pelos concorrentes da Apple e Samsung.

Considerando que a loja de aplicativos da Huawei em 2021 ainda é aquém do esperado, acaba enfraquecendo a proposta inteligente deste excelente relógio, muito bem feito em seu corpo, design e sistema.

E você, curtiu o Huawei Watch 3? Então confira o link abaixo para garanti-lo com o menor preço!

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.