Galaxy A32 vs Redmi Note 10: qual é o melhor baratinho com 4G?

Galaxy A32 vs Redmi Note 10: qual é o melhor baratinho com 4G?

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 24 de Maio de 2021 às 08h30
Renan da Silva Dores/Canaltech

O Redmi Note 10 chegou no início de março marcando uma grande evolução para a popular linha de intermediários da Xiaomi. Além do visual repaginado, o novo celular da gigante chinesa trouxe pela primeira vez para a família um painel Super AMOLED, com cores mais vivas, contraste superior e brilho máximo digno de concorrer com topos de linha.

No entanto, a fabricante tem forte concorrência, enfrentando opções robustas como o Galaxy A32. O aparelho acessível da Samsung também surpreendeu ao oferecer hardware robusto, tela Super AMOLED com taxa de atualização de 90 Hz e um conjunto de câmera respeitável por um preço bastante acessível.

Afinal de contas, qual é a melhor opção de baixo custo para quem não se importa com a nova rede 5G? O Canaltech reuniu os dois baratinhos de Samsung e Xiaomi neste comparativo, para te ajudar a escolher a compra mais acertada para você.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Design

Samsung e Xiaomi empregaram uma nova linguagem visual nos smartphones acessíveis de 2021, dando-lhes uma aparência mais premium que os antecessores. O Galaxy A32 tem tela com bordas finas nas laterais e no topo, mas espessas na base, e traz entalhe em formato de "U" para abrigar a câmera frontal.

Samsung Galaxy A32 nas cores Awesome White, Awesome Black, Awesome Violet e Awesome Blue (Imagem: Divulgação/Samsung)

A construção de plástico conta com bordas cromadas e um painel traseiro brilhante, que lembra bastante o vidro. Não há bloco para as câmeras, que se posicionam no canto superior esquerdo fixadas diretamente sobre a tampa traseira junto ao flash de LED, em uma organização que lembra celulares mais caros como o Galaxy A52. O celular acessível da Samsung está disponível nas cores Awesome Black (preto), Awesome White (branco), Awesome Blue (azul) e Awesome Violet (violeta).

O Redmi Note 10 tem tela similar à do rival sul-coreano, com bordas finas na lateral e no topo, e mais espessas na base, mas substitui o entalhe por um furo para a câmera frontal. Bastante pequeno, o furo é chamado pela Xiaomi de "DotDisplay", graças ao diâmetro significativamente menor que o de concorrentes. O corpo também é inteiramente constituído de plástico, com laterais cromadas.

Redmi Note 10 nas cores Frost White e Aqua Green (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Na traseira, temos apenas o logo da Redmi no canto inferior esquerdo, enquanto o módulo de câmeras, similar ao de dispositivos como o Redmi K40 e o Poco F3, abriga quatro sensores organizados em formato de cruz, enquanto um microfone e o flash de LED se posicionam logo ao lado. O telefone chinês é disponibilizado nas cores Shadow Black (preto), Frost White (branco) e Aqua Green, um misto de verde e branco em degradê.

Tela

  • Samsung Galaxy A32: Super AMOLED de 6,4 polegadas 20:9, resolução Full HD+ de 2400 x 1080 pixels, taxa de atualização de 90 Hz, brilho máximo de 800 nits
  • Redmi Note 10: Super AMOLED de 6,43 polegadas 20:9, resolução Full HD+ de 2400 x 1080 pixels, taxa de atualização de 60 Hz, brilho máximo de 1.100 nits

O Galaxy A32 também se destaca em tela, apesar de não atingir o mesmo nível de brilho do rival. O celular da Samsung conta com painel Super AMOLED de 6,4 polegadas com resolução Full HD+ de 2400 x 1080 pixels, taxa de atualização de 90 Hz e brilho máximo de 800 nits. A experiência surpreende, considerando a faixa de preço, especialmente com outros concorrentes utilizando painéis LCD com taxas de atualização ou mesmo resoluções menores.

Apesar de ser um pouco menos brilhante, o painel do Galaxy A32 se destaca pela alta resolução e taxa de atualização de 90 Hz (Imagem: Ivo/Canaltech)

O Redmi Note 10 também não faz feio, contando com tela Super AMOLED de 6,43 polegadas, resolução Full HD+ de 2400 x 1080 pixels e brilho máximo de impressionantes 1.100 nits, valor digno de topos de linha. Seu maior ponto fraco, no entanto, é a ausência de altas taxas de atualização, estando limitado aos 60 Hz.

Ainda que entregue brilho máximo menor, os 800 nits do dispositivo sul-coreano ainda são respeitáveis, devendo entregar visibilidade satisfatória em ambientes bem iluminados. Associado à taxa de 90 Hz, o conjunto torna o Galaxy A32 uma escolha mais acertada.

Câmeras

  • Samsung Galaxy A32: 64 MP (Principal, f/1.8) + 8 MP (Ultra wide, f/2.2, 123º) + 5 MP (Macro, f/2.4) + 5 MP (Profundidade, f/2.4) + 20 MP (Frontal, f/2.2)
  • Redmi Note 10: 48 MP (Principal, f/1.8) + 8 MP (Ultra wide, f/2.2, 118º) + 2 MP (Macro, f/2.4) + 2 MP (Profundidade, f/2.4) + 13 MP (Frontal, f/2.5)

A Samsung toma a liderança quando o assunto são as câmeras. O celular sul-coreano conta com lente frontal de 20 MP, e quatro câmeras traseiras com sensor principal de 64 MP, ultra wide de 8 MP, macro de 5 MP e sensor auxiliar de profundidade de 5 MP.

O Redmi Note 10 vem equipado com sensor frontal de 13 MP, junto a quatro lentes traseiras com sensor principal de 48 MP, ultra wide de 8 MP, macro de 2 MP e sensor auxiliar de profundidade também de 2 MP. O app de câmera da Xiaomi oferece os modos tradicionais encontrados em câmeras modernas, além de adições interessantes, como a possibilidade de "clonar" pessoas em vídeos.

As câmeras do Galaxy A32 também são mais atraentes que o rival da Xiaomi, com maior resolução e software mais consistente (Imagem: Ivo/Canaltech)

Ainda assim, os truques extras não são capazes manter a gigante chinesa na liderança nesse quesito. Além de contar com sensores de maior resolução, o Galaxy A32 traz software mais bem otimizado e pós-processamento mais consistente que o rival.

Processamento e memória

  • Samsung Galaxy A32: MediaTek Helio G80 (2x 2,0 GHz Cortex-A75 + 6x 1,8 GHz Cortex-A55)
  • Redmi Note 10: Qualcomm Snapdragon 678 (2x 2,2 GHz Kryo 460 Gold + 6x 1,7 GHz Kryo 460 Silver)

O telefone da Xiaomi volta a se destacar no quesito de processamento. O Galaxy A32 chegou ao mercado equipado com chipset MediaTek Helio G80, chip 4G mais popular da fabricante chinesa no momento. Solução octa-core, o Helio G80 conta com dois núcleos Cortex-A75 de alto desempenho rodando a 2,0 GHz, acompanhados de seis núcleos Cortex-A55 de baixo consumo a 1,8 GHz.

O chip é acompanhado de 4 GB, 6 GB ou 8 GB de RAM, bem como de 64 GB ou 128 GB de armazenamento expansível via cartões MicroSD. A versão brasileira, oficializada em abril junto ao A52 e A72, traz 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento.

A Xiaomi assume a liderança em processamento, com o Snapdragon 678 sendo significativamente mais potente que o Helio G80 do Galaxy A32 (Imagem: Ivo/Canaltech)

O Redmi Note 10 é substancialmente mais potente, trazendo chip Qualcomm Snapdragon 678. Plataforma octa-core, o processador conta com dois núcleos Kryo 460 Gold (Cortex-A76) de alto desempenho com clock de 2,2 GHz, junto a seis núcleos Kryo 460 Silver (Cortex-A55) de baixo consumo rodando a 1,7 GHz. O aparelho traz ainda 4 GB ou 6 GB de RAM, e 64 GB ou 128 GB de armazenamento expansível. A variante brasileira chegou com 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento.

Além de núcleos de alto desempenho mais recentes, o Snapdragon 678 tem litografia menor (11 nm, contra 12 nm do Helio G80) e clocks mais altos, oferecendo performance até 46% maior em tarefas single-core, como mostra o Geekbench 5, ou 18% superior, em média, de acordo com o AnTuTu.

Bateria

  • Samsung Galaxy A32: 5.000 mAh com carregamento rápido de 15 W
  • Redmi Note 10: 5.000 mAh com carregamento rápido de 33 W

Os aparelhos empatam no quesito bateria, ao menos quando falamos em capacidade, ambos contando com tanque de 5.000 mAh. A situação muda quando consideramos a velocidade de recarga, área em que a Xiaomi assume a liderança com folga.

O Galaxy A32 traz carregador com potência de apenas 15 W, sem tempo anunciado para recarga total, enquanto o Redmi Note 10 suporta carregamento de até 33 W, prometendo recuperar 50% em 25 minutos, e entregar 100% de carga em 1 hora e 14 minutos.

Recursos extras

Os recursos extras oferecidos são mais uma área em que o aparelho da Redmi se sobressai frente ao celular da Samsung, ainda que com leve vantagem. O Galaxy A32 conta com NFC, leitor óptico de digitais sob o display, rádio FM, Bluetooth 5.0, Wi-Fi 5 Dual Band e conector P2 para fones de ouvido.

O sistema de áudio estéreo é o maior destaque entre os recursos adicionais do Redmi Note 10 (Imagem: Divulgação/Xiaomi)

Já o Redmi Note 10 oferece leitor de digitais integrado ao botão de energia na lateral, rádio FM, Bluetooth 5.0, Wi-Fi 5 Dual Band e conector P2. Não há NFC por aqui, mas o sistema de áudio é estéreo, com compatibilidade de reprodução de faixas em alta definição, e ainda temos emissor infravermelho para controlar outros eletrônicos.

Galaxy A32 vs Redmi Note 10: qual é o melhor baratinho 4G?

Em resumo, ainda que não seja perfeito, o Redmi Note 10 entrega um pacote mais potente e completo que o dispositivo da Samsung. O Snapdragon 678 é notavelmente mais poderoso que o Helio G80, ainda há tela Super AMOLED com alto brilho e a bateria carrega mais rápido graças ao sistema de recarga de 33 W. É preciso, no entanto, lidar com a falta de alta taxa de atualização e com o preço salgado, caso pretenda adquirir o modelo brasileiro, que chega a elevados R$ 2.200.

Apesar disso, o Galaxy A32 ainda tem boas vantagens que podem ser decisores de compra para alguns usuários, como tela com alta taxa de atualização, entregando maior sensação de fluidez, ou o conjunto de câmeras mais robusto, com maior resolução e software mais consistente. Além disso, o preço oficial do aparelho da Samsung no Brasil é significativamente mais baixo que o rival da Xiaomi, beirando os R$ 1.400 em varejistas nacionais.

E você, leitor? Prefere o conjunto mais completo de processamento e recursos do Redmi Note 10, ou acredita que a tela, câmeras e preço mais acessível do Galaxy A32 valem os sacríficios? Concorda com nosso veredito? Comente conosco suas opiniões!

Galaxy A32 vs Redmi Note 10: ficha técnica

Especificações Samsung Galaxy A32 Redmi Note 10
Tela 6,4" Super AMOLED, Full HD+, taxa de atualização de 90 Hz, brilho máximo de 800 nits 6,43" Super AMOLED, Full HD+, taxa de atualização de 60 Hz, brilho máximo de 1.100 nits
Chipset MediaTek Helio G80 Qualcomm Snapdragon 678
Memória RAM 4 GB, 6 GB ou 8 GB 4 GB ou 6 GB
Armazenamento 64 GB ou 128 GB 64 GB ou 128 GB
Câmera traseira

64 MP (Principal, f/1.8)

8 MP (Ultra wide, f/2.2, 123º)

5 MP (Macro, f/2.4)

5 MP (Profundidade, f/2.4)

48 MP (Principal, f/1.8)

8 MP (Ultra wide, f/2.2, 118º)

2 MP (Macro, f/2.4)

2 MP (Profundidade, f/2.4)

Câmera frontal 20 MP (f/2.2) 13 MP (f/2.5)
Bateria 5.000 mAh com carregamento rápido de 15 W 5.000 mAh com carregamento rápido de 33 W
SO Android 11, sob a One UI 3.1 Android 11, sob a MIUI 12
Extras Leitor de digitais óptico sob o display, NFC, rádio FM, Bluetooth 5.0, Wi-Fi 5, conector P2 Leitor de digitais na lateral, rádio FM, Bluetooth 5.0, Wi-Fi 5, áudio estéreo, conector P2

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.