Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

OnePlus rejeita atualizações por 7 anos e diz que celulares não aguentam tanto

Por| Editado por Wallace Moté | 06 de Fevereiro de 2024 às 08h56

Link copiado!

Divulgação/OnePlus
Divulgação/OnePlus
Tudo sobre OnePlus

Após marcas como o Google e a Samsung terem anunciado seus celulares mais recentes com sete anos de atualizações do sistema operacional, a OnePlus indicou que não seguirá o mesmo caminho. O tema foi abordado pelo presidente da empresa Kinder Liu, que ainda criticou a estratégia das rivais. 

De acordo com ele, as concorrentes “não percebem a questão central” ao simplesmente oferecer vários anos de atualizações. Afinal, os celulares tendem a se degradar ao longo dos anos, incluindo componentes essenciais para o seu funcionamento correto:

“Não somente as políticas de atualização de software são importantes para os usuários, mas a fluência da experiência de uso também.”
Continua após a publicidade

Liu aponta que os avanços de software não são acompanhados pelos de hardware, mesmo em aparelhos topos de linha com muita RAM e os processadores mais atuais. Por isso, eles tendem a ficar mais lentos com a atualização de aplicativos e do sistema operacional Android. 

Atualmente, a OnePlus oferece cinco anos de atualizações em seus modelos mais avançados, e três anos nos seus outros dispositivos. 

Baterias tendem a se degradar

Continua após a publicidade

Outro ponto destacado pelo executivo é a vida útil das baterias dos celulares, já que o componente tem uma taxa de desgaste maior que qualquer outra peça dos dispositivos. Dependendo da intensidade de uso, uma troca pode ser necessária após apenas 12 meses. 

Liu apontou que as substituições de baterias podem se mostrar bastante caras em alguns casos, e mesmo assim o celular nunca retomará a mesma sensação de quando era novo. 

“Quando nossos competidores dizem que a política de atualizações durará sete anos, lembre que a bateria dos celulares pode não durar.”

Ao mesmo tempo, marcas como a Samsung e a Applepassaram a oferecer kits de reparo em casa para seus smartphones e outros produtos. Peças podem ser compradas de forma avulsa, incluindo novas baterias, o que dá aos usuários o tão comentado "direito de reparo", algo que vem se tornando cada vez mais exigido por parte dos consumidores em todo o mundo.

Continua após a publicidade

Já a Fairphone, empresa que traz os celulares mais reparáveis do planeta, tem aparelhos com baterias completamente removíveis. Além disso, o design modular dos smartphones faz com que praticamente todas as peças possam ser trocadas apenas com ferramentas simples. 

OnePlus 12 tem bastante demanda

Na mesma entrevista, Liu ainda falou sobre os modelos OnePlus 12 e 12R, anunciados recentemente no mercado global. Ele disse que está “entusiasmado com como os usuários e a imprensa responderam” ao dispositivo, e destacou que os pedidos prévios foram feitos em quantidade 200% maior em comparação com a geração anterior. 

Continua após a publicidade

Além disso, o OnePlus 12R tem até quatro vezes mais pedidos que o 11R. Neste caso a comparação é relativamente injusta, já que o modelo anterior era limitado ao mercado indiano enquanto o atual tem disponibilidade em diversos outros países. 

A OnePlus não atua oficialmente no Brasil, e por isso o OnePlus 12 não está disponível em nosso país.

Fonte: Tom's Guide