Nova patente da Xiaomi revela um celular dobrável muito parecido com um rival

Por Rubens Eishima | 20 de Outubro de 2020 às 16h30
Xiaomi/CNIPA
Tudo sobre

Xiaomi

Saiba tudo sobre Xiaomi

Ver mais

Uma patente concedida nesta terça-feira (20) à Xiaomi mostra um conceito de smartphone com tela dobrável. Até aí nada de curioso, já que a fabricante possui diversos registros do tipo. O que chama a atenção no aparelho das ilustrações, porém, são as semelhanças com um concorrente sul-coreano.

Copia, só não faz igual

Em meio a um verdadeiro openbar de patentes de smartphones dobráveis, a Xiaomi já registrou um modelo semelhante ao Huawei Mate X em junho. Desta vez, a “inspiração” parece ter sido o Galaxy Fold, vendido pela Samsung.

A solicitação do registro foi feita em janeiro deste ano, quando o celular sul-coreano já era mais do que conhecido — o modelo foi lançado em setembro de 2019, mas já tinha sido testado (e reprovado) por jornalistas em abril.

Renderização da patente destaca as semelhanças com o Samsung Fold (Imagem: reprodução/LetsGoDigital)

Diferentemente da patente de junho, o novo documento descreve um celular em que a tela se dobra para dentro, como no Galaxy Fold. O modelo conta ainda com uma tela externa, além de uma barra do lado de dentro, semelhante ao ressalto onde ficam localizadas as câmeras do Huawei Mate X.

O site holandês LetsGoDigital recriou a patente em uma renderização 3D que ressalta pontos em comum com o celular sul-coreano. As laterais curvas, o módulo de câmeras destacado e, principalmente, a placa que protege a dobradiça interna lembram muito o Samsung.

Entre as diferenças com relação ao Galaxy Fold, e seu sucessor, o Z Fold 2, o modelo patenteado pela Xiaomi possui uma leve saliência na borda da tela interna, que pode proteger o componente quando o celular está aberto. Além disso, os modelos da Samsung não possuem a barra interna com o módulo de câmera para selfies.

Apesar de tantas patentes registradas ao longo dos últimos dois anos, a Xiaomi não deu sinais concretos de que prepara o lançamento de um celular com tela dobrável. Uma possibilidade otimista é que a fabricante chinesa aproveite o adiamento da MWC Barcelona, tradicionalmente organizada entre fevereiro e março, e apresente sua opção para o segmento durante a MWC Xangai, que substituirá o evento espanhol no primeiro trimestre de 2021.

Fonte: LetsGoDigital

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.