Google Pixel 6 ganha novo conceito e tem detalhes da tela e chipset vazados

Google Pixel 6 ganha novo conceito e tem detalhes da tela e chipset vazados

Por Renan da Silva Dores | Editado por Wallace Moté | 12 de Julho de 2021 às 12h25
Francielle Lima/Canaltech

Após a recepção morna do público com o Pixel 5, que abandonou o segmento premium para focar na experiência de uso com hardware intermediário, há muito expectativa em torno do Pixel 6, próximo flagship do Google que promete manter o foco na experiência, mas desta vez com configurações mais potentes. Possivelmente adotando design peculiar e chamativo, o aparelho acaba de protagonizar uma série de vazamentos.

Além de receber novos detalhes dos displays utilizados nos dois modelos da linha, o telefone ganhou novidades acerca do conjunto de processamento, pensado para seguir as otimizações vistas no iPhone, além de ter um novo conceito mais realista divulgado, que mostra o visual diferenciado de maneira mais clara.

Whitechapel, o 1º chipset customizado do Google

Além das pesquisas avançadas em processadores quânticos, o Google já havia trabalhado no passado com chips próprios para processamento de imagem e funções de Inteligência Artificial, mas essa será a primeira vez que a companhia desenvolve um chipset completo para a linha Pixel. Conhecido pelo codinome "Whitechapel", ou ainda pelo código "GS101" (Google Silicon 101), a novidade será focada na otimização em vez do desempenho.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

Detalhes acerca do componente foram revelados por vazamentos anteriores, mas agora informações mais completas foram divulgadas pelo site WCCFTech. Ao que se sabe, o GS101 será produzido em parceria com a Samsung, utilizando tecnologias vistas na família Exynos da gigante sul-coreana, como a litografia 5LPE de 5 nm.

O Google Whitechapel deve contar com núcleos Cortex-A78, presentes em chips potentes como o Exynos 2100, e ser desenvolvido em parceria com a Samsung (Imagem: Divulgação/Samsung)

O chip contará com oito núcleos, sendo dois Cortex-A78 de alto desempenho, dois Cortex-A76 também voltados para o alto desempenho, além de quatro Cortex-A55 de baixo consumo. Acredita-se que a combinação aproxime o Whitechapel do Snapdragon 870, em vez do Snapdragon 888, especialmente em virtude da ausência do núcleo mais poderoso da ARM, o Cortex-X1.

O processamento gráfico ficaria por conta da Mali-G78, mesma GPU do Exynos 2100 da Samsung, mas com desempenho superior graças a ajustes finos da gigante das buscas. O grande segredo da solução do Google, no entanto, é o maior investimento na integração de recursos de Machine Learning e Inteligência Artificial, além da já citada otimização.

Ainda que o desempenho não chegue ao patamar premium, estando próximo do Snapdragon 870, o chip do Google terá a otimização e o foco em IA e Machine Learning como diferenciais (Imagem: Divulgação/Qualcomm)

Fora isso, o controle completo de software e hardware deve permitir que a companhia entrega uma experiência ainda mais consistente, com benefícios como cinco anos de grandes atualizações de sistema, conforme especulado recentemente.

Samsung fornecerá painéis OLED da linha

Outro ponto tocado pelos vazamentos é a tela dos novos Pixel. O modelo padrão contaria com um display AMOLED fornecido pela Samsung de 6,4 polegadas, enquanto a variante Pro seria mais generosa ao contar com 6,71 polegadas e painel P-OLED flexível fabricado pela LG, ponto esse desmentido pelo leaker Ross Young, conhecido por ter contato direto com a indústria.

Young sugere que, na verdade, ambos os painéis seriam fornecidos pela Samsung, o que conferiria maior consistência na qualidade de imagem dos dois aparelhos. O leaker também reforça que o Pixel 6 tradicional adotaria um display AMOLED rígido, o que permitiria manter o preço mais baixo em virtude da maior facilidade de fabricação desse tipo de tela.

Pixel 6 ganha novo conceito realista

Por fim, o canal TechDroider divulgou através das redes sociais um conceito bastante realista do suposto design do Pixel 6, a ponto de causar confusão em certos veículos, que acreditaram se tratar de uma imagem real. O material tenta idealizar o telefone do Google em escala real, em comparação à mão de um usuário, mostrando assim com maior clareza o aparelho.

A tela deve contar com aparência bastante similar à de modelos premium modernos, como o Galaxy S21 Ultra, com bordas finas simétricas e um furo discreto centralizado para acomodar a câmera de selfies. Enquanto isso, a traseira contará com acabamento em duas cores e um enorme módulo de câmeras no topo, equipado com os especulados três sensores do modelo, incluindo a nova lente periscópio.

Fonte: TuttoAndroid, WCCFTech, Gizmochina, , Ross Young

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.