Galaxy Z Fold 2 vs. Galaxy Fold: o que muda de uma geração para outra?

Galaxy Z Fold 2 vs. Galaxy Fold: o que muda de uma geração para outra?

Por Felipe Junqueira | 01 de Setembro de 2020 às 15h15
Divulgação/Samsung

A segunda geração do Galaxy Fold foi oficializada no início de agosto e, agora, no começo de setembro, o dispositivo finalmente foi detalhado na íntegra pela Samsung. O Galaxy Z Fold 2 traz telas maiores como grande diferencial para o modelo do ano passado, mas conta também com algumas melhorias importantes no mecanismo de dobradiça e novos recursos.

Nos próximos parágrafos, estarão frente a frente Galaxy Z Fold 2 e o Galaxy Fold em uma comparação das especificações de ambos os modelos. Saiba, agora, quais as diferenças entre eles.

Construção e design

Galaxy Z Fold tem tela "externa" bem maior (Imagem: Divulgação/Samsung)

O design talvez seja o quesito com mais mudanças de um modelo para o outro. O Galaxy Z Fold 2 mantém o acabamento em vidro, mas agora traz visual mais próximo ao de outros modelos topo de linha da Samsung. Quem olha de relance para o aparelho fechado pode até pensar que se trata do Note 20. A lombada da câmera traseira, aliás, é bastante sobressalente, o que a deixa praticamente idêntica à do phablet, mesmo.

Quer ficar por dentro das melhores notícias de tecnologia do dia? Acesse e se inscreva no nosso novo canal no youtube, o Canaltech News. Todos os dias um resumo das principais notícias do mundo tech para você!

A tela interna agora traz o vidro ultrafino utilizado no Galaxy Z Flip em vez da película plástica utilizada no Galaxy Fold. Em tese, isso garante menos marcas de uso no display, mas se a promessa se cumpre na prática só será possível tomar ciência com o tempo, conforme o celular for sendo usado na vida real. As laterais continuam com reforço em metal.

A dobradiça do Z Fold 2 ganhou um reforço com um novo acabamento no detalhe plástico que evita a entrada de sujeira entre a película protetora e a tela e também no sistema interno da dobradiça. Essa novidade é bem marcante e tem potencial para evitar problemas graves e recorrentes de sujeira entrando debaixo da tela como vimos no primeiro Galaxy Fold. E agora você pode deixar o aparelho aberto em praticamente qualquer angulação.

O aparelho ainda tem peças plásticas que evitam cada metade da tela de se tocar ao ser fechado, algo que não acontecia na primeira geração. O Z Fold 2 aguenta até 200 mil repetições de dobras, mesmo número prometido pela Samsung em seu dobrável de primeira geração. Neste sentido, nenhuma mudança.

Tela

  • Galaxy Z Fold 2:
    • Externa: painel Super AMOLED de 6,23 polegadas, resolução HD (816 x 2260 pixels), 60 Hz;
    • Interna: painel Super AMOLED de 7,6 polegadas, resolução Full HD (1768 x 2208 pixels), 120 Hz;
  • Galaxy Fold:
    • Externa: painel AMOLED Dinâmico de 7,3 polegadas, resolução Full HD (1536 x 2152 pixels), 60 Hz.
    • Interna: painel Super AMOLED de 4,6 polegadas, resolução HD (720 x 1680 pixels), 60 Hz;

Como já mencionado, a tela do Z Fold 2 trocou a película protetora de plástico pelo vidro ultrafino. Pelo que se pôde notar em vídeos reais do aparelho, ainda não ficou completamente resolvido o problema do vinco, mas isso é algo que as fabricantes ainda devem levar um tempo até encontrar soluções reais.

Ambos os displays aumentaram de tamanho, pulando de 4,6 polegadas para mais de 6 polegadas no externo, que agora ocupa toda a metade frontal do dispositivo fechado, com um furinho centralizado na parte superior para a câmera de selfies. A tela interna aumentou de 7,3" para 7,6", também com um furo centralizado na metade da direita para uma câmera de selfies, e agora com frequência de atualização de 120 Hz.

Processador

  • Galaxy Z Fold 2: Snapdragon 865+ (1x 3,09 GHz Kryo 585 + 3x 2,42 GHz Kryo 585 + 4x 1,8 GHz Kryo 585);
  • Galaxy Fold: Snapdragon 855 (1x 2,84 GHz Kryo 485 + 3x 2,42 GHz Kryo 485 + 4x 1,78 GHz Kryo 485).

A primeira geração do dobrável usava o Snapdragon 855, chipset mais potente disponível para dispositivos Android quando anunciou o Fold, em 2019 — lembrando que o dispositivo foi anunciado em fevereiro, e passou por um breve recall por problemas na tela. Naturalmente, o Z Fold 2 segue o mesmo padrão e usa o Snapdragon 865+, versão turbinada do já potente Snapdragon 865 e principal chip para Android da atualidade.

Além do ganho em processamento, o Z Fold 2 também tem como vantagens em relação ao antecessor os suportes à rede móvel 5G e ao Wi-Fi 6.

Memória RAM e armazenamento

  • Galaxy Z Fold 2: 12 GB + 256 GB ou 512 GB de memória UFS 3.1;
  • Galaxy Fold: 12 GB + 512 GB de memória UFS 3.0;

O Galaxy Z Fold 2 tem uma versão mais em conta com menos armazenamento que o Fold, mas a opção com 512 GB de espaço ainda será disponibilizada pela Samsung, por um preço um pouco superior ao dispositivo de primeira geração. É bom notar que os 256 GB do modelo mais barato é mais que suficiente para instalar aplicativos e guardar muitas fotos e vídeos.

No entanto, é bom notar que o Z Fold 2, assim como a primeira geração, não tem espaço para cartão micro SD. Ou seja, nada de contar com uma expansão da memória no improvável caso de encher todo o espaço interno.

Câmeras

  • Galaxy Z Fold 2: principal de 12 MP; ultra-wide de 12 MP; teleobjetiva de 12 MP;
  • Galaxy Fold: principal de 12 MP; ultra-wide de 16 MP; teleobjetiva de 12 MP;

O conjunto principal de câmeras praticamente não tem mudanças. Sim, é utilizado um sensor atualizado de 12 MP na principal e um também de 12 MP na ultrawide que, apesar de menos resolução, em tese possui captação melhor. Mas a teleobjetiva de ambos contam com o mesmo sensor, portanto nada muda para quem gosta de tirar fotos aproximadas.

Z Fold 2 possui câmeras nas duas telas, além do conjunto principal (Imagem: Divulgação/Samsung)

Nas selfies, a câmera dupla do Fold foi dividida em uma câmera para cada tela no Z Fold 2, ambas de 10 MP. Promessa de selfies com mais qualidade, pois, além da melhoria no sensor, há aprimoramentos no processamento da imagem feito pelo software da câmera.

Bateria

  • Galaxy Z Fold 2: 4.500 mAh com carregamento rápido de 25 W com fio, 11 W sem fio e 4,5 W reverso;
  • Galaxy Fold: 4.380 mAh com carregamento rápido de 15 W com fio, 15 W sem fio e 4,5 W reverso;

A capacidade total da bateria aumentou em 120 mAh no modelo da segunda geração, que ainda tem carregamento mais rápido que o Fold. Curiosamente, a carga sem fio teve a potência reduzida.

A Samsung promete até um dia inteiro de uso. Com o aumento da carga, é possível que o tempo longe da tomada permaneça mais ou menos igual, já que a tela externa, antes mais utilizada para checar notificações e algumas tarefas mais rápidas, agora é maior e oferece usabilidade confortável, podendo inclusive reduzir o número de vezes em que o aparelho é aberto ao longo do dia.

Porém, tela maior consome mais energia, já que tem bem mais polegadas e pixels, o que pode causar algum prejuízo na questão energética. Isso tudo, porém, precisa ser comprovado na prática, com o aparelho em mãos e uso cotidiano.

Recursos extras

  • Galaxy Z Fold 2: 5G, Wi-Fi 6, leitor de digitais na lateral, NFC, Bluetooth 5.0, carregamento reverso;
  • Galaxy Fold: leitor de digitais na lateral, NFC, Bluetooth 5.0, carregamento reverso;

O Galaxy Fold já tinha uma versão 5G, mas a que veio para o Brasil era apenas 4G/LTE. No Z Fold 2, a Samsung já deve trazer o modelo com a nova rede móvel, que será mais útil para quem viaja para o exterior, para países que possuem essa nova tecnologia de rede móvel. Aqui, o 5G ainda engatinha, em uma espécie de gambiarra das operadoras com a frequência disponível para o 4G.

De resto, há pouca mudança em conectividade, mantendo o NFC, útil principalmente para o Samsung Pay, e o leitor de impressão digital segue na lateral do aparelho.

Galaxy Z Fold 2 vs Galaxy Fold: vale a pena o investimento?

Z Fold 2 permite que usuário mantenha dobradiça em praticamente qualquer angulação (Imagem: Divulgação/Samsung)

Para quem já tem o dobrável de primeira geração, a evolução no modelo mais recente não parece suficiente para justificar uma troca urgente. É verdade que o novo modelo tem melhorias necessárias em relação ao Fold, mas, considerando o preço pago pelo aparelho lançado aqui no Brasil no começo do ano, manter-se fiel a ele por mais alguns meses parece uma boa ideia no momento.

Por outro lado, se você não se animou com o Galaxy Fold e pode fazer o investimento para pegar o Z Fold 2, adquiri-lo vai permitir começar a sua vida com smartphones dobráveis usando um belo aparelho.

Em resumo, celulares dobráveis são bem interessantes e têm aquele gostinho de futuro, mas ainda parecem algo bastante nichado e para entusiastas com muito dinheiro para investir em um portátil.

Qual sua opinião sobre os dobráveis da Samsung? Conte nos comentários, aqui embaixo.

Galaxy Z Fold 2 vs Galaxy Fold: ficha técnica

Galaxy Z Fold 2 Galaxy Fold
Tela Externa: 6,23" Super AMOLED 6,23 HD
Interna: 7,6" Super AMOLED Full HD 120 Hz
Externa: 4,6" Super AMOLED HD
Interna: 7,3" AMOLED Dinâmico Full HD
Processador Qualcomm Snapdragon 865+ Qualcomm Snapdragon 855
Memória RAM 12 GB 12 GB
Armazenamento 256 GB ou 512 GB UFS 3.1 512 GB UFS 3.0
Câmeras 12 MP (principal)
12 MP (teleobjetiva)
12 MP (ultra-wide)
12 MP (principal)
12 MP (teleobjetiva)
16 MP (ultra-wide)
Bateria 4.500 mAh 4.380 mAh
SO Android 10 Android 9
Recursos extras 5G, NFC, Bluetooth 5.0, leitor de digitais na lateral, sem P2 NFC, Bluetooth 5.0, leitor de digitais na lateral, sem P2

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.