Publicidade

Exynos 2400 mostra GPU potente e pico de consumo elevado em novo teste

Por| Editado por Wallace Moté | 24 de Janeiro de 2024 às 19h40

Link copiado!

(Imagem: Reprodução/Samsung)
(Imagem: Reprodução/Samsung)
Tudo sobre Samsung

Retorno da linha após intervalo de um ano, o Exynos 2400 usado nos Galaxy S24 e S24 Plus mostrou ganhos massivos de desempenho gráfico em relação ao antecessor, o Exynos 2200 adotado no Galaxy S22. Novos testes aprofundados de desempenho e eficiência feitos pelo YouTuber Golden Reviewer indicam que os avanços chegam a 100% na GPU, ainda que as notícias não sejam tão animadoras em relação ao consumo da CPU.

Conhecido pelas avaliações complexas de processadores, Golden Reviewer analisou a relação de consumo e desempenho do novo Exynos em uma bateria de benchmarks, obtendo números mistos. Começando pela GPU Xclipse 940, cuja maior novidade é a arquitetura AMD RDNA 3, a mesma usada nas placas de vídeo Radeon RX 7000 e no ROG Ally, o criador de conteúdo presenciou avanços significativos frente à geração passada.

No teste Aztec do GFXBench 3.1 em 1440P, o Exynos 2400 conseguiu atingir taxa de quadros de 80 FPS consumindo 11,4 W — a eficiência é encontrada ao dividir a taxa de quadros pelo consumo, sendo de 7 FPS/W neste caso. Em comparação, o Exynos 2200 obteve apenas 39 FPS ao consumir 9,5 W, o que resulta em 4,1 FPS/W. Isso significa que o modelo mais novo entrega mais que o dobro do desempenho com eficiência 70% maior.

Continua após a publicidade

O salto é menor, mas não menos impressionante quando a resolução é reduzida para 1080P: o processador usado no Galaxy S24 chega a 249 FPS e consumo de 10,1 W, atingindo eficiência de 24,6 FPS/W, enquanto o antigo chip do Galaxy S22 marca 141 FPS, com consumo de 8,9 W e eficiência de 15,9 FPS/W. Isso representa saltos de 76% mais desempenho com 55% mais eficiência.

Fecham os testes o 3DMark Solar Bay, benchmark dedicado à potência de Ray Tracing, a técnica que simula com precisão o comportamento da luz em games. Conquistando 8.642 pontos ao consumir 9,3 W, o novo Exynos foi 103% mais potente que o antecessor com 75% maior eficiência. Assim sendo, é seguro dizer que o Exynos 2400 representa um enorme upgrade em comparação ao Exynos 2200.

Apesar disso, os dados deixam claro que a plataforma da Samsung ainda não consegue atingir o patamar do Snapdragon 8 Gen 3. Conforme destaca Golden Reviewer, a solução é de 10% a 15% menos rápida e eficiente que o rival da Qualcomm, ganhando vantagens apenas em Ray Tracing, algo que já havia sido visto na geração anterior. De toda forma, temos um cenário bem mais positivo desta vez em relação às gerações passadas.

O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

Se em gráficos a novidade surpreende, as notícias não são tão positivas quando falamos na CPU. O novo processador da gigante sul-coreana ousou ao ser a primeira solução para smartphones equipada com 10 núcleos desde o fim da linha Helio X da MediaTek, e os números preliminares de consumo registrados por Golden Reviewer deixam claro como a aposta é arriscada.

Ao que parece, o Exynos 2400 apresenta picos de inacreditáveis 23 W ao rodar o teste de CPU do Geekbench 6. Em comparação, quando estão sob estresse, tanto o Snapdragon 8 Gen 3 quanto o Apple A17 Pro não ultrapassam os 15 W de consumo, uma diferença de 8 W, ou quase 35% menos energia frente ao chip da Samsung.

Não se pode descartar a possibilidade de haver algum erro no software que registra os dados, mas é interessante acender um alerta — temos de esperar pela análise completa para entendermos o que de fato está acontecendo. Mesmo se o pico extremo de energia se confirmar, é bom lembrar que o cenário avaliado não representa com fidelidade o uso diário, em que os 10 núcleos não devem ser ativados simultaneamente.

Continua após a publicidade

Tendo mostrado resultados promissores em outros benchmarks, o Exynos 2400 equipa o Galaxy S24 e o Galaxy S24 Plus em algumas regiões do mundo, incluindo o Brasil. Por aqui, os novos celulares premium da Samsung já estão à venda, com preços que partem dos R$ 5.999.