SAIU O RESULTADO DO SORTEIO DO PRÊMIO CANALTECH!CONFERIR
Publicidade

Caos na Marvel: série de Demolidor vai ser refeita do zero por estar ruim demais

Por| Editado por Durval Ramos | 11 de Outubro de 2023 às 15h44

Link copiado!

Marvel Studios
Marvel Studios
Tudo sobre Marvel

O anúncio de uma série que serviria como um soft reboot de Demolidor dentro do Universo Cinematográfico da Marvel (MCU na sigla em inglês) deixou muita gente animada. Porém, com a paralisação das filmagens por conta de greves fez com toda a série fosse reavaliada e, agora, diretores e roteiristas foram demitidos e tudo será refeito do zero.

De acordo com o The Hollywood Reporter, a produção de Daredevil: Born Again, nome original da nova série do Homem Sem Medo para a Disney+, será completamente reimaginada, com apenas algumas cenas gravadas sendo reaproveitadas. Além disso, a Marvel estaria tentando encontrar uma nova maneira de como fazer suas séries de TV, já que o modelo atual não está funcionando como o esperado.

Continua após a publicidade

A série foi paralisada com menos da metade dos 18 episódios gravados, dando a oportunidade para Kevin Feige e o resto dos executivos da Marvel de analisar se o tom da produção estava funcionando. Claramente, a negativa chegou com a ideia de que a série simplesmente não estava boa o bastante no caminho escolhido.

No final de setembro, os roteiristas principais do seriado, Chris Ord e Matt Corman, foram desligados do projeto, assim como os diretores dos episódios restantes, e novos profissionais estariam sendo contratados para essas posições.

Mas o que estava dando de errado?

De acordo com fontes do The Hollywood Reporter, a série do Demolidor não era tão próxima das três temporadas produzidas pela Netflix, focando muito mais na vida de Matt Murdock como advogado do que como o herói mascarado. Segundo consta, Charlie Cox (Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa) apareceria vestido como Demolidor somente a partir do quarto episódio.

Continua após a publicidade

A ideia parecia interessante quando foi aprovada pela Marvel, mas o resultado, com bem menos ação do que imaginado, fez com que todo o planejamento fosse jogado no lixo. Algumas cenas e situações gravadas ainda serão reutilizadas, mas a história deve ser completamente retrabalhada.

As mudanças na série do Demolidor são só a ponta do iceberg, já que praticamente todas as séries produzidas pelo Marvel Studios passaram por problemas. Segundo um insider na Marvel, vários dos profissionais que trabalham nos seriados já reclamaram sobre a falta de uma visão criativa.

"TV é uma mídia tocada por roteiristas. A Marvel é uma mídia tocada pela Marvel", disse um dos insiders sobre o processo criativo do estúdio. Um exemplo foi Cavaleiro da Lua, que o roteirista e criador da série, Jeremy Slater, deixou a produção por diferenças criativas e foi logo substituído por Mohamed Diab.

Continua após a publicidade

Com Mulher-Hulk, Jessica Gao criou e escreveu os roteiros, mas acabou sendo deixada de lado quando a série começou a ser filmada. Gao só retornou na pós-produção, após a pandemia ter atrasado o cronograma da série.

Segundo insiders, roteiristas e diretores se consideram descartáveis pela Marvel, que adota o processo de que séries e filmes podem ser consertados na pós-produção.

Continua após a publicidade

Invasão Secreta mudou tudo

A Marvel sentiu necessidade de mudar o seu plano e maneira de fazer TV após a estreia de Invasão Secreta, série estrelada por Samuel L. Jackson e a produção da Marvel com menor nota em agregadores como Rotten Tomatoes.

Kyle Bradstreet, roteirista e produtor executivo de Mr Robot, estava trabalhando nos roteiros da série há mais de um ano, mas foi demitido quando a Marvel resolveu seguir em uma direção diferente. Novos roteiristas foram contratados para tentar dar um jeito na adaptação.

Continua após a publicidade

Os problemas reais surgiram na metade de 2022, quando, no meio da pré-produção de Invasão Secreta, algo aconteceu — e que ainda não foi revelado — e tudo saiu do controle, com profissionais brigando para tomar conta da série.

Jonathan Schwarts, executivo sênior e parte do comitê criativo da Marvel foi enviado para tentar colocar a série de volta nos eixos e tentar evitar atrasos, que ocasionaram em perda de atores para outros projetos. Até setembro de 2022, boa parte do time foi trocada e o executivo colocado para cuidar da série, Chris Gary, foi transferido e deve deixar a Marvel quando seu contrato terminar no final do ano.

O que vai mudar?

A Marvel está planejando em produzir suas séries como se fosse de canais comuns, trabalhando com showrunners de TV, em vez de buscar profissionais de cinema para tocar seus projetos.

Continua após a publicidade

Outra mudança é colocar esses showrunners para escrever pilotos das séries e uma bíblia com suas regras a serem seguidas por outros roteiristas. Não deve mais acontecer de temporadas inteiras serem produzidas sem saber se vale a pena, custando o orçamento de filmes ou até maiores.

A ideia é seguir um pouco como a produção de Loki, com histórias que se desenvolvem em várias temporadas, deixando um pouco de lado a ideia de minisséries fechadas. Isso é para que o público possa acompanhar os personagens e não somente para que eles sejam apresentados e depois usados de alguma forma em um grande evento nos cinemas.

Parece que a Marvel entendeu boa parte das críticas relacionadas a suas séries e pretende, basicamente, focar em contar a melhor história possível, em vez de ficar sempre tentando preparar terreno para algo no futuro.

Continua após a publicidade

Daredevil: Born Again tinha previsão de estreia para 2024, mas com as mudanças, deve demorar um pouco mais para estrear na Disney+.