Publicidade

Review Redmi Note 13 Pro | O celular veloz com câmera de 200 MP

Por| Editado por Léo Müller | 25 de Março de 2024 às 10h44

Link copiado!

Review Redmi Note 13 Pro | O celular veloz com câmera de 200 MP
Review Redmi Note 13 Pro | O celular veloz com câmera de 200 MP
Redmi Note 13 Pro

O Redmi Note 13 Prochegou ao Brasil para entregar ao mercado mais uma grande opção de smartphone intermediário. Com chipset Snapdragon 7s Gen 2, conexão 5G e câmera de 200 MP, o produto passou pelas minhas mãos para que eu possa contar a você se ele vale a pena ou não. Confira todos os acertos e erros da Xiaomi neste aparelho ao longo da análise completa. 

Continua após a publicidade

Design e tela

À primeira vista, olhar para o Redmi Note 13 Pro é, praticamente, ver uma versão gêmea do Poco X6. Os dispositivos da chinesa possuem as mesmas características visuais, ao ponto de a capa protetora de um ser 100% compatível com o outro.

Continua após a publicidade
O Canaltech está no WhatsApp!Entre no canal e acompanhe notícias e dicas de tecnologia

O verso do modelo da Xiaomi é todo em vidro, dando um aspecto mais premium ao produto, mas os seus módulos de câmera são muito saltados, mesmo com o case. Na lateral direita, estão os botões para controle de volume e de energia. 

A tela do Redmi Note 13 Pro é AMOLED e tem taxa de atualização de 120 Hz. O nível de brilho é muito agradável, não sendo necessário colocar no máximo para ter uma boa visualização sobre a forte luz do sol. O nível de cores deste painel é equilibrado, sem saturar as imagens, algo que garante mais fidelidade na experiência visual.

Desempenho

Para o desempenho do Redmi Note 13 Pro, a Xiaomi implementou o chipset Snapdragon 7s Gen 2, que é muito equilibrado em tudo, rodando jogos pesados sem engasgos. A versão do aparelho testada pelo Canaltech ainda está com a MIUI 14 baseada no Android 13, mas o aparelho deve ser atualizado para o HyperOS com o Android 14 em breve.

Continua após a publicidade

Nos testes de benchmark, realizados no AnTuTu, o dispositivo superou o Poco X6, que tem a mesma plataforma, alcançando 576.778 pontos. 

Recursos e conectividade

Continua após a publicidade

O Redmi Note 13 Pro tem leitor de digitais sob a tela, e certificação IP54, que garante a proteção do aparelho contra a poeira e respingos d’água. O produto também conta com tecnologia 5G, e a sua gaveta tem apenas duas entradas para chip nano-SIM, não podendo expandir o espaço interno via cartão microSD.

Na parte de conexões físicas, o smartphone tem a entrada USB-C para carregamento, e a porta 3,5 mm para o uso de fones de ouvido compatíveis.  Ainda a respeito do áudio, o modelo tem duas saídas de som estéreo, uma no topo e outra na parte inferior. A qualidade não é boa, mas permite ouvir áudios dos aplicativos de mensagem sem distorções. 

Câmeras

Continua após a publicidade

Sua câmera principal de 200 MP é um dos grandes destaques do Redmi Note 13 Pro. Ela é equilibrada, tem uma boa faixa dinâmica, e a saturação está na medida certa, algo que faz falta nesta categoria. A câmera ultrawide de 8 MP é simples, mas funcional, porém, os resultados em ambientes mais escuros não são os melhores. O sensor macro de 2 MP poderia ser mais nítido, caso a Xiaomi voltasse a implementar a opção de 5 MP, vista no Redmi Note 10 Pro, que analisei aqui no Canaltech, por exemplo. 

O sensor frontal de 16 MP é simples, mas funcional. Ainda sinto que a Xiaomi poderia melhorar a saturação das fotos, mas, no geral, é possível fazer boas selfies. O HDR ajuda a equilibrar a iluminação em ambientes externos, apesar da leve estourada em locais que refletem muito a luz do sol. Para filmagens, a câmera traseira é capaz de gravar em 4K a 30 fps. A qualidade é média, a estabilização inexistente, e o foco erra bastante. Já a frontal, faz vídeos em Full HD a 60 fps, mas não há uma boa saturação. 

Continua após a publicidade

Bateria

Continua após a publicidade

No Redmi Note 13 Pro, encontramos uma bateria de 5.100 mAh, permitindo uma boa autonomia. Em nossos testes práticos, usando o celular em aplicativos variados ao longo de 6 horas, o aparelho gastou 30% de sua carga.

Isso significa que o dispositivo é capaz de me manter funcionando por até 20 horas, antes de precisar de uma recarga. Na embalagem, o aparelho vem com o carregador de 67 W, permitindo que o dispositivo vá de 0-100% em apenas 50 minutos. 

Concorrentes diretos

Continua após a publicidade

O Galaxy A55 é uma grande alternativa ao Redmi Note 13 Pro. O modelo da Samsung entrega um conjunto geral muito completo, com câmeras avançadas e um modo noturno surpreendente. 

Porém, o seu preço de R$ 2.700 é R$ 800 mais alto do que a versão do Note 13 Pro vendida no mercado cinza. Entretanto, o aparelho sul-coreano é R$ 600 mais barato do que a opção da Xiaomi Brasil. Então, o gasto para a aquisição dependerá da escolha de cada um.

Vale a pena comprar o Redmi Note 13 Pro?

Continua após a publicidade

O Redmi Note 13 Pro vale a pena, porque o smartphone é um intermediário premium com ótimo desempenho para a categoria. Apesar de não ser a melhor opção neste quesito, a qualidade fotográfica dele é equilibrada, e o seu design agradável. 

Apesar de ser comercializado oficialmente pela Xiaomi por R$ 3.299, é possível encontrá-lo em outras varejistas a um preço médio de R$ 1.900. Logo, seu custo-benefício é elevado, fazendo com que a compra faça mais sentido. 

Por outro lado, é importante destacar que o Redmi Note 13 Pro com o preço mais baixo não tem garantia nacional, gerando uma desvantagem e gasto, caso precise acionar o suporte.