Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Review TCL C635 | A smart TV 4K com 120 Hz diferenciado

Por| Editado por Léo Müller | 22 de Janeiro de 2023 às 17h30

Link copiado!

Review TCL C635 | A smart TV 4K com 120 Hz diferenciado
Review TCL C635 | A smart TV 4K com 120 Hz diferenciado

A smart TV TCL C635 — ou TCL 55C635, no caso do modelo de 55 polegadas analisado — chega como um produto intermediário que visa entregar mais benefícios do que custo ao seu público-alvo. Com tela em resolução 4K, a qualidade vai além do tamanho dos pixels embutidos no display.

Isso porque a fabricante optou por proporcionar a taxa de atualização de 120 Hz com uma tecnologia própria. Assim, a promessa é que o público tenha a sensação de estar jogando ou assistindo a filmes com uma frequência ainda mais fluida, e o tempo de resposta aprimorado.

Além disso, a presença do sistema Google TV faz a interface ser a mais completa do mercado, já que garante o acesso a qualquer serviço de streaming. Mas, será que vale a pena comprar a C635? Confira a resposta na análise completa.

Continua após a publicidade

Design e construção

A parte visual da TCL C635 não possui muitos diferenciais em comparação aos modelos concorrentes. Na frente, vejo um grande ponto positivo pelo fato de a fabricante ter optado por bordas finas para priorizar o display.

No verso, estão as conexões no padrão VESA que permite o encaixe da TV em suportes para não precisar depender apenas do apoio padrão. Os pés são de plástico, e precisam de 4 parafusos — 2 em cada — para serem encaixados.

Algo interessante que essa televisão tem é a possibilidade de parafusar os pés de maneira mais espaçada nas extremidades da TV, ou no meio com os encaixes centralizados. No verso, estão todas as entradas do televisor, alinhadas lateralmente para que o plugue seja mais confortável.

Controle remoto

Continua após a publicidade

O controle remoto traz o que é essencial para o uso diário, mas o tamanho dele faz com que a ergonomia não seja o seu forte. Por não entregar as teclas numéricas, deixa de fazer sentido o acessório ser tão grande.

A energia do equipamento é via pilhas AAA — palitos —, e esse formato segue um padrão usado pela maioria das fabricantes. Porém, seria interessante ver outra opção mais sustentável em uso, como o SolarCell, da Samsung.

Além dos atalhos de uso nas configurações da TV e do sistema, existem seis botões de funcionamento independente para diferentes streamings. Nele, temos: Netflix, Prime Video, Globoplay, Disney+, YouTube e TCL Channel, que disponibiliza uma programação gratuita para o usuário depender ainda menos da antena.

Continua após a publicidade

Conectividade

A TCL acertou na hora de inserir todas as conexões da TV na área lateral, pois facilita o uso quando o produto está acoplado em um painel na parede. Porém, errou ao manter a entrada de energia do lado oposto, pois isso prejudica bastante a organização dos cabos.

Uma grande melhoria que as fabricantes trouxeram para as smart TVs foi a conexão HDMI 2.1. Felizmente, todas as portas presentes na TCL C635 são nesse formato, e isso garante total compatibilidade com os consoles PlayStation 5 e Xbox Series S|X.

Continua após a publicidade

Assim, os jogos compatíveis com telas de 120 Hz serão reproduzidos com essa frequência. É importante destacar que uma das entradas tem ARC/eARC, e isso permite o uso de padrões de tecnologias de áudio mais avançados, como o Dolby Atmos, que está presente nessa TV. Além dessas conexões, a televisão possui mais algumas portas adicionais. Que são:

  • 1x USB 2.0;
  • 1x USB 3.0;
  • 1x Antena;
  • 1x RJ-45;
  • 1x Áudio digital;
  • 1x Adaptador AV;
  • 1x Auxiliar (para fone de ouvido).

Tela

Continua após a publicidade

Assim como outros modelos da linha C, a TCL C635 também possui painel QLED. Com isso, a qualidade de imagem proporcionada pelo display tem aprimoramentos bem-vindos na categoria de smart TVs intermediárias.

É importante destacar que essa televisão é 4K de 55 polegadas, mas também possui taxa de atualização de 120 Hz. Porém, a tecnologia é um pouco diferente do padrão para oferecer mais qualidade nas imagens em alta frequência.

Trata-se da tecnologia 120 Hz-DLG (Dual Line Gate). Esse recurso exclusivo da TCL faz as imagens serem reproduzidas em baixa latência. Logo, os borrões que poderiam atrapalhar a visualização de ambientes em maior velocidade, como em jogos, são extintos.

Continua após a publicidade

No geral, a televisão é ótima em tudo que se propõe. Óbvio que não é perfeita, mas tem um bom nível de brilho, o contraste é coerente, falta profundidade nos pretos, mas isso é compensado pela nitidez imersiva.

Algo que pode desagradar aos mais atentos está relacionado aos pontos de iluminação da tela. Em diversos momentos, notei dissonância na distribuição da luz. Isso fez a parte de cima da tela ficar mais escurecida, o meio com o nível esperado e a parte de baixo mais clara do que o necessário.

A saturação não é muito agradável quando o modo de imagem está configurado no “Padrão”. Entretanto, isso é resolvido ao ativar a opção “SmartHDR”, pois aprimora a reprodução das cores para deixá-las mais vívidas.

Continua após a publicidade

Sistema operacional

Com a presença do Google TV, a C635 ganha uma interface mais amigável para quem está acostumado a utilizar o sistema da gigante das buscas no celular. O layout tem uma organização inteligente, pois mantém os apps mais utilizados como prioridade.

Além disso, o software aprende com o seu gosto para entretenimento e começa a recomendar conteúdos equivalentes. Essas são apenas algumas das qualidades que o Google TV entrega, bem como a compatibilidade com todos os aplicativos de streaming disponíveis.

O maior estresse de utilizar uma smart TV com o Google TV é o processo de configuração do sistema. Além dos passos quase infinitos necessários para chegar na interface, a instalação dos apps faz o período necessário para a televisão ficar pronta para o uso ser alto.

Continua após a publicidade

Isso porque demora, em média, 1 hora para tal. Porém, pode ocorrer uma variação para menos — ou mais — de acordo com a quantidade de aplicativos de streaming selecionados na página inicial de ajustes.

Apesar de o sistema ter um bom desempenho, sinto que poderia ser melhor. Em diversos momentos, senti travamentos na interface. Consequentemente, o acesso a alguns apps era efetuado segundos após eu clicar, ou até mesmo a seta direcional ia para outra opção de streaming, e isso causou bastante confusão na navegação.

Som

Continua após a publicidade

A TCL C635 tem 2 alto-falantes, que totalizam 20 W, desenvolvidos em parceria com a ONKYO. Na prática, isso entrega mais nitidez no áudio, bem como equilíbrio na sonoridade. Por outro lado, percebo que a ausência de uma saída maior atrapalha a reprodução dos graves, e os médios se destacam mais do que as outras frequências.

O volume, mesmo em 100%, não chega a incomodar ao ponto de ser necessário abaixar para usufruir do conteúdo. Isso é um ponto negativo, pois está relacionado com a potência máxima do aparelho.

Para quem pretende ter a TV e possui a sala de estar acoplada com a de jantar, por exemplo, o uso será um pouco mais complicado. Você não conseguirá ouvir com clareza algo que esteja em execução na televisão no momento da refeição. Para aqueles que têm o hábito de aproveitar dessa maneira, perceberão rapidamente o quão baixo é o volume.

Concorrentes diretos

Continua após a publicidade

Entre as opções de TV presentes no mercado, a LG QNED80SQA pode ser considerada uma das melhores opções para encarar a TCL C635. A tela tem a mesma tecnologia, mas na marca sul-coreana é chamada de QNED.

Mas, na prática, os Mini LEDs possibilitam uma ótima fidelidade de cores, e o display também conta com a resolução 4K e frequência de 120 Hz. Isso é apenas mais uma demonstração do quanto a LG investe em painéis mais avançados no quesito de experiência visual.

Por isso, a TV traz o Dolby Vision IQ para garantir que a Inteligência Artificial ajustará as imagens para a maior qualidade possível. Porém, quando o assunto é preço, a LG QNED80SQA custa uma média de R$ 3.800, que é um valor R$ 1.200 maior do que o cobrado pela TCL na C635.

A TCL C635 é uma boa smart TV 4K?

A TCL C635 tem pontos positivos e negativos, assim como a maioria dos televisores em sua faixa de preço. Entretanto, um produto que pode ser encontrado por — em média — R$ 2.600 demonstra que a fabricante está focada. Por isso, melhora a quantidade de recursos a cada geração por um preço convidativo para grande parte dos brasileiros.

Graças a presença do Google TV, a interface oferece diversas ferramentas e aplicativos intuitivos de serem utilizados. Por outro lado, o desempenho geral não segue o mesmo padrão atrativos, pois senti falhas no tempo de resposta aos comandos por diversas vezes.

No geral, a qualidade de imagem é boa para a categoria de TVs QLED, a tecnologia 120 Hz-DLG faz diferença no uso diário, e a nitidez das imagens agrada. Obviamente, o som da ONKYO poderia ser melhor, mas não dá para criar muitas expectativas sem uma saída de subwoofer para elevar os graves, assim como a TCL C835 possui.

Mesmo que a LG QNED80SQA traga diferenciais atrativos e seja uma marca de maior relevância no mercado, é importante estarmos atentos ao que outras fabricantes lançam. E não é por acaso que, atualmente, a TCL C635 tem o melhor custo-benefício entre as smart TVs intermediárias.

Se interessou pela TCL C635? Então, confira os melhores preços nos links abaixo: