Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

Review TCL 40 NxtPaper | Celular e eReader em um só aparelho

Por| Editado por Léo Müller | 08 de Dezembro de 2023 às 17h22

Link copiado!

Review TCL 40 NxtPaper | Celular e eReader em um só aparelho
Review TCL 40 NxtPaper | Celular e eReader em um só aparelho
40 NxtPaper 4G

O TCL 40 NXTPaper é o primeiro celular a chegar ao Brasil com tela semelhante à e-Ink, ou seja, de tinta eletrônica. Com opção de tela padrão, o smartphone pode ser usado normalmente com a tela própria para leitura, também, com cores e movimentos. O Canaltech analisa o aparelho a seguir e diz o que você pode esperar dele.

Design normal e "tela e-Ink"

Continua após a publicidade

Não há nenhum grande diferencial em design no TCL 40 NxtPaper. É um celular em barra, com botões no lado direito, sendo o de energia também o leitor de impressão digital. Na parte inferior, conectores de fone de ouvido e USB-C para dados e recarga. Um smartphone normal, com acabamento em plástico.

O diferencial está em sua tela. À primeira vista, talvez você não note, mas ela funciona em três diferentes modos: o padrão e dois em NxtPaper, sendo um colorido e outro em preto e branco. Esta opção imita o papel impresso, ou seja, o celular fica mais ou menos parecido com a exibição de um eReader.

Não se trata da tecnologia e-Ink, de “tinta eletrônica”, mas sim de alguns truques para parecer com ela. Ou seja, apesar de lembrar os leitores eletrônicos, o comportamento da tela no 40 NxtPaper assemelha-se mais a um celular, mesmo. É um display LCD com camadas extras e um acabamento fosco para reduzir luz azul e oferecer maior conforto aos seus olhos.

O problema é que isso deixa o brilho bem mais baixo que o comum, que já não costuma ser grandes coisas em telas LCD. Mas dá para usar o celular em ambientes internos sem grandes problemas.

Desempenho abaixo da média

O processador do modelo 4G é o Helio G88, da MediaTek. Trata-se de um chip já vastamente utilizado em celulares simples nos últimos anos. Ou seja, não espere desempenho de ponta — pelo contrário.

Continua após a publicidade

De cara, eu notei que as animações do sistema estão desativadas por padrão. E entendi a importância disso ao jogar Subway Surfers. O jogo, que é bem leve, roda com engasgos até incômodos. Fica na cara que o aparelho não foi pensado para entregar desempenho além de apps mais simples do dia a dia.

Câmera

Continua após a publicidade

O conjunto de câmeras traseiro é triplo, com um sensor principal, um ultrawide e um macro. A qualidade das fotos com boa luminosidade é surpreendentemente boa, e mesmo com pouca luz o celular consegue resultados satisfatórios, considerando sua faixa de preço.

A câmera frontal também faz selfies de boa qualidade, com boas texturas e cores precisas. Considerando que não é o foco, as câmeras do TCL 40 NxtPaper são muito boas, um destaque positivo do aparelho.

Bateria

Continua após a publicidade

A autonomia de bateria do TCL 40 NxtPaper deixa a desejar, a meu ver. São menos de 19 horas de uso, segundo o teste padrão do Canaltech. Talvez ele chegue a dois dias longe da tomada em uso simples, mas ainda fica abaixo de modelos da mesma faixa de preço, que podem ficar mais de dois dias sem uma recarga.

Não há diferença no consumo de energia nos modos padrão, NxtPaper colorido e NxtPaper preto e branco.

Falando em carregamento, o aparelho acompanha um adaptador de parede de 30 W. E é capaz de preencher 50% da carga em cerca de 30 minutos, levando pouco mais de uma hora para fazer os 100%.

Continua após a publicidade

Recursos e conectividade

Além da tela semelhante à e-Ink, o TCL 40 NxtPaper tem suporte à caneta digital T-Pen. Infelizmente, não pude testar a compatibilidade para desenhar e escrever na tela do aparelho com o acessório. Mas é uma possibilidade interessante para substituir um caderno de anotações por um aparelho eletrônico que não cansa tanto a vista.

E aí temos a conectividade, que vai além das já citadas portas P2 e USB-C. Sem fio, o aparelho oferece Wi-Fi dual-band, com possibilidade de conectar a redes 5 GHz. Também possui NFC para pagamento por aproximação, além de Bluetooth 5.1. A versão do smartphone testada pelo Canaltech é o 4G, e há um modelo 5G disponível no Brasil, também.

Continua após a publicidade

Concorrentes diretos

Não há concorrente com tela e-Ink para o TCL 40 NxtPaper. Em compensação, os celulares na mesma faixa de preço que ele, de cerca de R$ 1.500, são todos com 5G.

Motorola tem o Moto G54, que você encontra por R$ 1.100. A Samsung tem o Galaxy M34 por R$ 1.400, mesma faixa do Poco M6 Pro, da Xiaomi. Já a Realme tem o 11x 5G na casa dos R$ 1.200. Todos são melhores em desempenho e bateria que o NxtPaper.

Todos os preços são aproximados e podem variar.

Continua após a publicidade

O TCL 40 NxtPaper compensa?

O TCL 40 NxtPaper vale a pena para quem busca um celular simples no qual possa ler em períodos mais longos. As principais vantagens do aparelho são justamente a tela que parece e-Ink e a caneta, que é vendida separadamente.

Continua após a publicidade

No entanto, antes de você clicar nos links de compra, eu deixo uma sugestão: aguarde a versão 5G do 40 NxtPaper. O desempenho será melhor, com um preço oficial de R$ 1.600, apenas R$ 100 a mais que o modelo 4G testado nesta análise.