Review Samsung Odyssey Neo G9 | Monitor quase perfeito, mas tem o seu preço

Por Jucyber | Editado por Léo Müller | 15 de Junho de 2022 às 16h10
Ivo Meneghel Jr/ Canaltech

O monitor gamer Samsung Odyssey Neo G9 recebeu atualizações importantes nas tecnologias embutidas no seu painel para permitir que o público tenha uma experiência ainda melhor do que a alcançada com o seu antecessor.

Entre as novidades, está o painel Mini LED que traz uma visibilidade das informações próxima à vista no OLED, e o monitor também recebeu duas conexões HDMI 2.1 para permitir o uso de consoles da nova geração no periférico com frequência de até 240 Hz.

Mas será que vale a pena pagar R$ 13 mil no Odyssey Neo G9? Confira a minha opinião na análise completa.

Confira o preço atual do Samsung Odyssey Neo G9

Prós

  • Tela curva com ótimo aproveitamento frontal
  • Frequência de 240 Hz
  • Entrada para fone de ouvido
  • Alta fidelidade de cores
  • Tela com mais brilho e fidelidade de cores

Contras

  • Base instável para o tamanho do monitor
  • Falta de alto-falantes

Design e construção

À primeira vista, olhar para o Odyssey G9 é algo surpreendente, pois é uma tela de 49 polegadas com proporção 32:9. Na prática, isso quer dizer que são dois monitores de 27” unificados em uma moldura curva que chega a ser desproporcional.

Mesmo com tantos pontos diferenciados a serem citados, é notório que a Samsung optou por adotar um visual mais sóbrio no produto, quando comparado com outros monitores gamer das concorrentes.

O corpo é todo branco, mas no verso o aparelho traz um ponto de iluminação RGB para demonstrar a coloração que atrai o público gamer. Esse “núcleo” pode ser personalizado de acordo com a iluminação desejada ou efeito mais interessante para o gosto pessoal.

Por se tratar de um periférico de tamanho exagerado, todo o processo de transporte e montagem exige um cuidado maior para evitar danos ao monitor, em sua base e nas peças anexáveis a ele.

Curvatura do Samsung Odyssey Neo G9 (Imagem: Ivo/Canaltech)

Assim como algumas smart TVs e monitores menores, a base do Samsung Odyssey G9 é robusta. Entretanto, dá para sentir um balanço maior do suporte, mas não é algo que afete a experiência como um todo, mas exige uma atenção, caso se movimente de maneira mais abrupta, como ao bater na mesa com irritação quando perde uma partida no jogo.

No verso é possível encontrar duas tampas de proteção removíveis, sendo a da base responsável por cobrir e organizar os cabos instalados no equipamento para deixar o setup mais limpo. Porém, é preciso ter atenção e cuidado na hora do encaixe para evitar danos.

Já a outra tampa serve para encobrir as conexões disponibilizadas no monitor gamer da Samsung. É preciso ter cuidado ao encaixar novamente, pois a passagem dos cabos precisa ser feita com atenção para evitar que o espaço fique “apertado” e afete o fechamento.

Núcleo RGB do Samsung Odyssey Neo G9 (Imagem: Ivo/Canaltech)

"O Samsung Odyssey Neo G9 é gigante, e a sua construção é robusta. O fato de esse produto permitir o uso com um amplo campo de visão proporciona uma experiência superior."

— Jucyber

Conectividade

A respeito das conexões embutidas no Samsung Odyssey Neo G9, é possível encontrar uma melhoria bem-vinda nessa geração. Trata-se das duas entradas HDMI 2.1, pois a presença dessa opção permite que o monitor seja utilizado até mesmo com os consoles Xbox Series X e PlayStation 5 sem problemas.

Essa era uma reclamação do analista Diego Sousa na geração anterior, e é bom ver que a sul-coreana considerou a opinião de especialistas e usuários para dar o aprimoramento esperado no novo modelo do produto gamer robusto.

Outra vantagem dessa atualização é possibilidade de realizar a transmissão do sinal de duas fontes diferentes para a tela do G9. Assim, o aproveitamento do periférico para a conexão do videogame para jogar enquanto o computador é utilizado na administração de uma livrestream dá ao produto mais versatilidade.

Além dessa conexão, o Odyssey Neo G9 possui uma porta DisplayPort 1.4 e duas entradas USB-A 3.0. Complementando essa parte, o monitor também possui espaço para a inserção de fones de ouvido e a opção para uso do cabo de força.

Conexões do Samsung Odyssey Neo G9 (Imagem: Ivo/Canaltech)

Tela

A tela do Samsung Odyssey Neo G9 é o seu principal destaque. Como citei acima, o painel possui 49 polegadas, e esse tamanho torna a proporção do produto 32:9, pois a equivalência é de dois monitores com 27’’ (comuns 18:9) lado a lado.

Por se tratar de um produto com tela curva, esse desenho é uma vantagem para a visibilidade de conteúdo. O display exagerado “abraça” o rosto e faz com que o campo de visão seja muito maior e proporciona uma elevação na experiência.

No primeiro momento, para quem não está acostumado com monitores curvos, conseguir ter a visibilidade de tudo que está sendo em exibido de maneira natural pode causar estranhamento. Entretanto, após alguns minutos, é possível se acostumar com isso.

O painel do novo Odyssey é Mini LED, e essa tecnologia permite que a exibição das informações seja equivalente ao que temos em televisores da marca com essa mesma opção de pontos de iluminação interna. Assim, a fidelização de cores é muito maior, o brilho mais intenso e o nível de precisão dos pretos é bem próximo do obtido no OLED.

Entre as outras tecnologias embutidas no Odyssey Neo G9, estão o HDR2000, HDR10+, G-Sync, FreeSync Premium Pro, taxa de atualização de 240 Hz e o tempo de resposta de 1ms. Mesmo com todas essas opções, o uso da frequência mais alta exigirá um PC com as configurações mais modernas do mercado para explorar todo esse poder.

Tela mini LED do Samsung Odyssey Neo G9 (Imagem: Ivo/Canaltech)

Jogos e consumo de mídia

Por se tratar de um produto gamer e também com foco em entretenimento, testar nesses dois cenários é uma necessidade para saber o que pode ser esperado pelo público para usufruir ao máximo do que esse dispositivo tem disponível.

Com o intuito de ter uma estimativa, testei em um notebook gamer mais simples, que traz configurações aquém dos parâmetros atuais, pois possui uma placa de vídeo GeForce GTX 1050, processador Intel Core i5-9300HF e 16 GB de RAM.

Ao jogar Euro Truck Simulator 2, o game já se ajustou automaticamente à configuração que faz a janela do game tomar toda a área útil do Odysseey Neo G9. Consequentemente, a experiência de simular a direção de um caminhão com esse produto é ainda melhor.

Entretanto, é preciso estar atento porque nem todos os jogos — principalmente dos consoles — possuem compatibilidade com a telas dessa dimensão, e isso faz com que alguns games fiquem centralizados no display e com muitas bordas nas laterais.

Essa visibilidade prejudicada também é sentida ao consumir filmes, séries e outros tipos de conteúdos. Como grande parte dessas mídias são gravadas em 16:9, a mudança na proporção não é tão simples de ser realizada. Logo, para “contornar” esse problema é necessário usar o modo PIP (picture-in-picture).

Euro Truck Simulator 2 no Samsung Odyssey Neo G9 (Captura: Jucyber/Canaltech)

Produtividade

Por estar utilizando o Samsung Odyssey Neo G9 em um computador com Windows, pude aproveitar as ferramentas de produtividade do sistema em conjunto com o monitor ao meu favor.

Quem já utiliza o Windows 11, pode usufruir de recursos para a divisão de tela e diversas partes, enquanto no 10 esse número é um pouco menor. Uma opção que pode ajudar nessa versatilidade é o programa Easy Setting Box, que é disponibilizado pela Samsung para possibilitar a seleção de diferentes layouts para a organização dos softwares abertos.

Durante os testes, pude assistir à WWDC 2022 enquanto ajustava uma análise no Word e também acompanhei as notícias que estavam saindo sobre o evento sem precisar utilizar os atalhos ALT + TAB.

"A qualidade da tela do Samsung Odyssey Neo G9 é realmente incrível, mas o fato de ainda termos alguns aplicativos e jogos que não possuem compatibilidade com essa dimensão de display atrapalha a usabilidade, mesmo que o modo PIP ajude a driblar um pouco isso."

— Jucyber

Concorrentes diretos

O Samsung Odyssey Neo G9 é um monitor gamer de 49 polegadas, e isso faz com que os modelos competidores dele sejam reduzidos. Uma boa alternativa é o produto gamer AORUS FO48U.

Ele tem 48 polegadas, traz painel OLED e tecnologia FreeSync Premium que ajuda a aprimorar a visibilidade em ambientes de jogo. Ao contrário do Neo G9, ele não é curvo e tem uma aparência mais próxima da vista em televisores normais, pois é no formato 16:9.

Um ponto que chama a atenção no produto é a espessura, pois tem um aspecto semelhante ao trabalhado pela LG em suas TVs OLED. Por se tratar de um produto gamer, o FO48U possui frequência de 120 Hz, resolução 4K e tempo de resposta de 1ms.

Além disso, duas conexões HDMI 2.1 permitem o uso dos consoles da nova geração no produto. Assim como o Odyssey Neo G9, o AORUS FO48U também é caro, e custa uma média de R$ 13 mil.

AORUS FO48U (Imagem: Divulgação/AORUS)

O Samsung Odyssey Neo G9 vale a pena?

O monitor gamer Samsung Odyssey Neo G9 é a opção ideal para quem pode pagar por um produto com tela grande, recursos de qualidade visual ilimitados e resolução tão robusta quanto as especificações implementadas.

Esse equipamento vem para atender a demanda de jogadores que possuem condições de investir em um setup de altíssima qualidade sem olhar para a etiqueta de precificação. Afinal, os diferenciais embutidos nele realmente são atrativos para quem deseja um periférico premium.

O Odyssey Neo G9 é um produto que se aproxima da perfeição, já que os seus defeitos não interferem diretamente na experiência de uso. Afinal, dá para driblar a instabilidade da base pendurando o produto em um braço articulado apropriado ou até mesmo diretamente na parede para dar mais segurança no uso.

Samsung Odyssey Neo G9 (Imagem: Ivo/Canaltech)

Além disso, o fato de o periférico não contar com alto-falantes só atrapalha quem deseja saber como seria a reprodução sonora externa do produto. Todavia, quem monta um setup gamer com o G9 em sua bancada tem caixas de som que são alternativas mais apropriadas.

E por falar na importância de ter um equilíbrio no hardware, o preço próximo de R$ 14 mil não se torna relevante para quem já investiu alto em uma máquina que traz o que há de melhor no mercado para rodar os games de maneira que o aproveitamento do monitor seja completo.

Gostou do Samsung Odyssey Neo G9? Então veja o melhor preço dele no momento pelo link abaixo!