Publicidade
Economize: canal oficial do CT Ofertas no WhatsApp Entrar

A23a | Assista ao maior iceberg do mundo dando um giro de 360º

Por| Editado por Luciana Zaramela | 16 de Fevereiro de 2024 às 14h10

Link copiado!

Pierre Markuse/CC-BY-2.0
Pierre Markuse/CC-BY-2.0

O maior iceberg do mundo, conhecido como A23a, foi visto girando em 360º durante sua deriva para longe da costa antártica. A enorme peça de gelo se moveu pela primeira vez em mais de três décadas em novembro do ano passado, segundo a Pesquisa Antártica Britânica (BAS, na sigla em inglês).

Chamado de “megaberg” pela instituição, ele está saindo do Mar de Weddell e se afastando da plataforma de gelo antártico, indo à “Alameda dos Icebergs” via marítima, tomada por vários deles após se desprender do continente. As imagens de satélite podem enganar, mas o A23a tem enormes 400 metros de altura e 4.000 km², pouco menor que o Distrito Federal.

O giro do iceberg A23a

Continua após a publicidade

Segundo a BAS, as imagens do giro do maior iceberg do mundo foram capturadas entre o final de dezembro de 2023 e fevereiro de 2024 pelo MODIS — sigla para Imageamento de Espectrorradiometria de Resolução Moderada —, equipamento instalado nos satélites Terra e Aqua, da NASA.

Bem-humorada, a instituição publicou um vídeo em time-lapse do giro ao som da música “Spinning Around” (“Rodando por aí”, em tradução livre), da cantora pop australiana Kylie Minogue. No Brasil, será que seria a música do “Pião do Baú”?

A BAS segue acompanhando o megaberg desde sua movimentação. Em dezembro, cientistas a bordo do navio de pesquisa RSS Sir David Attenborough coletaram amostras da água do mar ao redor do monstro de gelo para descobrir como ele impacta a vida na região, já que icebergs provêm nutrientes às águas e alimentam ecossistemas. O esforço busca saber se as origens, tamanho e diferenças entre icebergs modificam o processo.

Continua após a publicidade

Além de saber mais sobre a vida marinha, a pesquisa pode ajudar a ciência a entender como icebergs impactam o carbono no oceano e seu equilíbrio com a atmosfera. O A23a surgiu em agosto de 1986, quando se desprendeu da costa antártica e acabou ancorado no leito marinho, onde ficou por 40 anos. Em 2021, ele perdeu brevemente o posto de maior iceberg do mundo, quando o A76 partiu da Plataforma de Gelo Ronne, mas se fragmentou pouco depois.

Fonte: British Antartic SurveyIFLScience